Escolha uma Página

O Palmeiras vem surpreendendo a cada rodada. Nessa era até esperada uma vitória, porém acho que poucos palmeirenses esperavam um massacre como acabou sendo esses 6 a 2, com atuações de gala de Juninho e boa participação de Barcos, que com mais dois gols, já chega a impressionante marca de 7 gols e 8 jogos.

O jogo já começou com o Palmeiras pressionando e buscando o gol, com alguns meros lances de ataque sem muito risco do Botafogo. Com Valdívia iniciando de titular e buscando jogo(essa partida dele foi incomparavelmente melhor q a anterior) o gol não demorou por sair e por um tempo ainda acabou sendo dado ao próprio Valdívia, porém foi o zagueiro do Botafogo que fez contra. Esse gol empurrou o time de Ribeirão para frente e acabou pagando pelo ataque desenfreado: Juninho em belo lançamento para o Maikon Leite, que tirou o defensor e chutou para ampliar.

Segundo tempo iniciou e o time manteve o ritmo e marcou o terceiro em uma bela jogada, que terminou em assistência do Valdívia e gol de Barcos. O time relaxou e acabou levando um gol(isso com um a mais já), mas o ímpeto ofensivo continuou e o quarto saiu com o Ricardo Bueno de cabeça(quem diria!). O time vacilou na defesa de novo e tomou o segundo, mas depois  Juninho deixou o seu em rebote de um chute do Daniel Carvalho e coroou assim sua bela atuação. Ainda sobrou tempo para o Barcos conseguir a expulsão do goleiro(em entrada violenta) e fazer o sexto com o lateral improvisado de goleiro Alessandro.

A vitória, a maior desde os 5 a 0 contra o Avaí no começo do Brasileirão e quando ainda se esperava um bom papel do time(antes de tudo Adesandar com o caso Kleber) é uma mostra que o time a cada jogo vem adquirindo mais opções e recursos ofensivos. O Juninho ontem foi um bom exemplo disso. O primeiro reforço do time, que chegou logo após o Campeonato Brasileiro, praticamente resolveu o problema da lateral-esquerda, pois não se ouve mais falar “a avenida que é a lateral esquerda” ou “a agonia dos torcedores quando vem quem é escalado na esquerda”, entre tantas outras. Apesar da sua falha no gol do Alessandro, ele participou de 4 dos 6 gols de ontem, sendo peça mais que fundamental para a vitória.

Outra consideração a fazer é a dupla Maikon-Barcos, que juntos já marcaram 11 gols no campeonato(4 e 7 respectivamente). O Maikon entrou apenas por uma fatalidade, já que começou a jogar devido a contusão do Luan, porém na minha opinião, atualmente é titular incontestável do time, mesmo quando o Luan se recuperar. Ele com o Barcos se entrosaram muito rapidamente e dá pra dizer que o estilo de um “casa” com o do outro. Durante o jogo eles tabelam, fazem corta luz para o outro e dão opções para quem chega de trás, ao invés do antigo inoperante ataque do time, que geralmente vivia preso a marcação adversária.

O próximo jogo do time, será na quarta-feira, contra o Coruripe de Alagoas e sem poder contar com Valdívia, o time deve ter como mudança significativa, apenas a volta do Daniel ao time titular. Na opinião desse colunista, o time passa no primeiro jogo, sem a necessidade do segundo(isso se jogar como ontem e não pensando que pode vencer a qualquer hora).

 

%d blogueiros gostam disto: