Arquivo da tag: Mogi Mirim

Assunção, o mito!

Se algum jogador atualmente no Palmeiras merece, e muito o reconhecimento da torcida, esse é o Marcos Assunção, que jogo após jogo vem mostrando sua capacidade de decisão. Ontem foi graças a ele que o Palmeiras saiu com os 3 pontos no jogo contra o Mogi Mirim. Suas cobranças de falta precisas, ontem foram responsáveis pelos 2 gols do time alviverde.

A parte boa é que depois de um ótimo acerto de patrocínio com a Kia motors (onde no mínimo o time conseguirá 25 milhões por ano até janeiro de 2015), põde garantir uma boa vitória que o coloca entre os líderes do campeonato. A parte ruim é que com 35 anos, o Assunção disse que ou para esse ano, ou ao final do ano que vem, dependendo do que ocorrer nessa temporada(leia-se qualificação para libertadores).

Olhar o jogo em si, nos leva mais uma vez aquilo que vem sendo dito desde o ano passado: a falta de boas opções no elenco, pois é no mínimo perturbador você ver um time que deveria passar com sem sustos por outro que é notadamente mais fraco, levar pressão e correr riscos de sofrer empate durante praticamente todo segundo tempo. A sorte foi que logo no início em cobrança da falta perfeita, Assunção abriu o placar e deixou o Palmeiras em relativa tranquilidade, onde pelo menos na teoria, com o Mogi tendo de sair para o ataque para buscar o resultado, permitiria que o time, em rápidos contra-ataques, pudesse definir a partida, porém na prática a coisa foi muito diferente… O time simplesmente não tinha velocidade para sair no contra-ataque, pois mesmo com os bons passes executados por Valdívia e também pelo Assunção, Fernandão(que voltava demais para trás do meio e por ser lento não estava nunca bem posicionado) e Luan(que estava em uma noite triste), tratavam de matar as jogadas, por pura falta de velocidade. Pra ajudar, o Felipão ao invés de colocar o Maikon Leite, preferiu reforçar a defesa no segundo tempo e tentar segurar o magro placar de 1 a 0 e o que é pior, ainda ficou levando sufoco do fraco time do Mogi. Não fosse no final outra intervenção primorosa do Marcos Assunção, que assegurou a vitória com mais um belo gol de falta, ainda tinha o risco de novamente o time sair com um empate.

Bom ontem o resultado e ver que o Daniel Carvalho parece ganhar mais ritmo de jogo e em alguns momentos foi muito interessante ver lances dele, do Valdívia e tabela entre ambos, pois quando o jogador tem um toque diferenciado e mais categoria que os que estavam jogando normalmente, as jogadas fluem com muito mais facilidade. O problema como já disse antes é a questão física de ambos, que não se mostra há tempos confiável.

No domingo teremos o primeiro clássico, contra o Santos que muito provavelmente terá em campo o time principal(já visando a estréia na libertadores da américa) e aí poderemos ter uma noção mais concreta da capacidade desse time. É bem provável que também o jogo promova as estréias de Barcos, Román e talvez Artur(esse último pela regularidade do cicinho é o mais improvável) e será bem interessante vê-los sendo de cara colocados à prova contra um bom desafio.

Em tempo: foram prometidos mais reforços ainda para o time pelo Tirone. O Wesley ex-Santos foi citado, mas o preço fora da realidade(6 milhões de euros) parece afastá-lo cada vez mais do time. Seria um bom reforço, mas ao que parece são mínimas as chances de contarmos com ele no time.

Palmeiras vence (mas não convence)

 

 

 

Com um gol do certeiro Marcos Assunção, logo aos 2 minutos em nova cobrança de falta, o Palmeiras começou jogando com tranquilidade.

Entretanto a calmaria durou pouco. Com o decorrer do tempo, a equipe do Mogi Mirim reagiu e passou a apertar e dominar a posse de bola tentando chegar ao empate.

No primeiro tempo, o goleiro Deola teve trabalho em lances de Hernane, Val e João Paulo.  Abro parênteses para um lance que aconteceu aos 22 minutos: o jogador Hernane dividiu com o zagueiro Henrique e caiu no chão pedindo pênalti, mas tanto o árbitro  Antônio Rogério Batista do Prado como a colunista aqui acharam que não foi nada.[ Alguém discorda? ]

Já o Palmeiras tentou ampliar o placar com Luan e Valdivia. Apesar dos lances de ataque, o primeiro tempo ficou marcado como de muita marcação, não impedindo que a pequena torcida palmeirense fizesse sua festa.

No segundo tempo, o panorama não mudou muito. Ficou claro que o Palmeiras ainda tem sérios problemas para manter a posse de bola, que o time é muito dependente do talento individual de Marcos Assunção e Valdívia e que um centroavante faz muito falta à equipe.

E a partida só terminou em 2x 0, porque o segundo gol saiu  exatamente de outra bola parada aos 42 minutos do segundo tempo, novamente de uma cobrança do meia Marcos Assunção.

Apesar do resultado favorável, o Verdão mais uma vez não realizou boa partida. Em alguns momentos da partida, a pequena torcida chegou a vaiar o time.

Com a vitória desta noite, o Palmeiras subiu três posições e ocupa agora o 4º lugar na tabela de classificação. Já a derrota custou caro ao Mogi Mirim fazendo com que o clube descesse da quinta para sexta posição.

PS: E não é que esta colunista acertou mais uma vez o placar. Confira aqui meu palpite feito na segunda dia 30.

Recuperação ou novo vexame?

Depois de um campeonato brasileiro pífio e de um início de temporada nada animador para os torcedores do Palmeiras, não é de se surpreender que a equipe do Felipão só tenha conseguido fazer 5 dos 9 pontos que disputou nessas três primeiras rodadas do Paulistão 2012.

A equipe é fraca, falta um líder no time e até mesmo o Felipão já não parece mais o mesmo. Isso para não falar das desastrosas trapalhadas da diretoria palestrina.

Quem acha que é exagero pode ver e analisar os resultados até aqui. Uma vitória e dois empates. O primeiro empate contra a Portuguesa ainda vá lá. Mas não dá pra engolir o empate contra o Catanduvense. Talvez possa entrar para a história desse Paulistão como um dos jogos mais sem sal do torneio.

Para acabar ainda mais com a moral do time, basta dar uma passadinha de olho na tabela de classificação. Além de ter que ver os dois maiores adversários na liderança, o Palmeiras está atrás de Paulista, Ponte Preta, Mogi Mirim e Guarani!

Na próxima quarta, dia 1º de fevereiro, o time vai ao Pacaembu tentar reverter essa fase regular. O adversário da vez é o Mogi Mirim, que atualmente ocupa a 5ª colocação na tabela (O Palmeiras está no 7º lugar) .  Vamos esperar para ver.  Eu acho que dá vitória do Palmeiras por 2 x 0 até para os jogadores ganharem moral. E vocês leitores do Em Cima da Linha? Alguém arrisca um placar?