Arquivo da tag: mano menezes

Teve humildade

Eu sempre fui e continuo sendo contra ver meu time jogando como um pequeno, lá atrás, fechadinho, mais preocupado em não perder do que em vencer.

A maior crítica que faço ao trabalho do Mano Menezes – e fazia ao trabalho do Tite também – é exatamente a mania de mandar todo mundo pra defesa quando faz 1 a 0, em casa, ou quando está 0 a 0, fora. Eu sei que se ganhar todas em casa e empatar a maioria fora, ganhando uma ou outra, consegue o título. Mas não tem jeito, eu não gosto. Continue lendo Teve humildade

Tem coisa errada

entrevista

 

Segunda-feira ocorreu uma cena muito estranha no Corinthians. Ralf, Renato Augusto e Fabio Santos, supostamente líderes do time, deram uma entrevista defendendo o treinador Mano Menezes, sob os olhares atentos do presidente em final de exercício Mario Gobbi.

O mesmo Mario Gobbi que demorou exatos 18 minutos na resposta à primeira pergunta para defender o retranqueiro treinador corinthiano. Continue lendo Tem coisa errada

Os “maninhos” do Mano

A escolha dos jogadores que irão para a Olimpíada está próxima, porém como já virou costume nas convocações, o Mano continua a fazer bobagem… Apesar disso, menos mal que ele largou mão de convocar o Gaúcho, que convenhamos tem uns bons anos que não joga nada(ou joga apenas quando quer).

A lista é essa que se segue:

GOLEIROS

Jefferson (Botafogo) Neto (Fiorentina) Rafael (Santos)

LATERAIS

Alex Sandro (Porto) Daniel Alves (Barcelona) Danilo (Porto) Marcelo (Real Madrid)

ZAGUEIROS

Bruno Uvini (Tottenham) David Luiz (Chelsea) Juan (Inter de Milão) Thiago Silva (Milan)

VOLANTES

Casemiro (São Paulo) Sandro (Tottenham) Rômulo (Vasco)

MEIAS

Paulo Henrique Ganso (Santos) Giuliano (Dnipro) Lucas (São Paulo) Oscar (Inter-RS)

ATACANTES

Alexandre Pato (Milan) Hulk (Porto) Leandro Damião (Internacional) Neymar (Santos) Wellington Nem (Fluminense)

Dessa lista Hulk, Daniel Alves, Marcelo, Thiago Silva e o Jefferson têm acima de 23 anos e diz o Mano que dentre eles sairão os 3 jogadores além da idade limite. Jefferson e Hulk pra essa seleção são totalmente dispensáveis, gastar com eles seria no mínimo absurdo.

Creio que daí os escolhidos sejam Thiago Silva(acho fraca essa zaga olímpica) e os laterais Marcelo e Daniel Alves. Olhando atualmente para o que temos além da idade limite, poderia se pensar em Ramires(esse vou comentar depois a razão da bobagem), Hernanes e talvez, o Kaká.

Hernanes e Kaká pra mim não são de primeira necessidade, pois o meio ali já é até bem entrosado pelos últimos jogos na seleção de base.

O Ramires pela temporada que fez até poderia ser um caso a se pensar(no lugar do Daniel Alves talvez) e aí entra a bobagem(pra não dizer burrice) do Mano. Ele alega que lá no Chelsea ele joga como “falso lateral” e que por conta disso não teria lugar pra ele no time…

Aí pergunto: e daí? leva, põe ele onde ele joga, vê se o time rende e pronto, simples assim… Dissesse ele que não levaria por conta de na posição ele estar bem servido e precisaria levar outros pra setores carentes(lateral esquerda por exemplo) eu entenderia, mas esse argumento simplesmente não faz sentido.

Devo destacar também as excelentes opções do meio pra frente, pois praticamente todos jogadores estão em boa fase. Neymar e Ganso dispensam comentários. Oscar(apesar do rolo jurídico) e Damião, são fundamentais no Inter. Ainda temos a grata surpresa Wellington Nem e o Pato como boa opção de banco(quem diria que depois de tudo que foi dito dele, ele se tornou apenas uma opção para a seleção). Para o meio Lucas e Giuliano aparecem também como boas opções para o decorrer dos jogos(acredito q Ganso e Oscar sejam os titulares no momento).

Dizer que essa é a geração com mais chance e bla bla bla é mais um daqueles lugares comuns, mas dá pra dizer que até pelo entrosamento quem vem desde seleções de base(só ver os resultados obtidos por essa mesma geração no sub-20). Única coisa que acho errado(e té injusto) é não ser o Ney Franco o técnico desse time, pois ele sim conhece bem esses jogadores e ele que conseguiu aquele ótimo rendimento dos mesmos.

Palmas para o futebol

Eu preferi não escrever logo depois do jogo de ontem porque fui pra balada não queria analisar o jogo sob fortes emoções.

Depois de sentar, respirar dar risada assistir ao jogo do Brasil de hoje, vibrar com a Venezuela, ler tudo o monte de besteira que foi escrito sobre o jogo de ontem, finalmente vou sair do muro formei uma opinião sobre a partida.

Não dá pra ficar analisando taticamente, jogo no qual sai gol aos 5 minutos de partida muda tudo, todo o planejamento que foi feito para os 90 minutos vai por água abaixo e as equipes vão se moldando conforme o desenrolar.

Acho que o Uruguai bateu muito e arbitragem foi complacente; o Messi começou muito bem e caiu, até porque é desesperador vê-lo tocando e ninguém devolvendo a bola redonda pra ela; o Forlán e o Suarez jogaram demais; o Musleira, historicamente frangueiro, teve sua noite de herói; o Tevez poderia ter feito aquele fol de falta e ser o herói da partida também; a Argentina não soube se aproveitar do jogador a mais; o Uruguai foi mais perigoso mesmo com jogador a menos; bola aérea na defesa argentina é certeza de emoção; o Lugano poderia ter feito um belo gol de cabeça por cobertura…

Percebem quantas emoções e possibilidade tivemos em 120 minutos de futebol? Isso, meus caros, é futebol (e não o papelão que a Seleção Brasileira fez hoje, viu, Neymar?). Um jogo eletrizante, tenso, polêmico, histórico, épico! Duvido que alguém tenha conseguido assistir ao jogo sem tomar partido por alguma das seleções, não dava para ver sem torcer. É por jogos como este que amamos o futebol.

Acredito que independente do resultado, das causas e consequências que a partida trará, quem ganhou ontem, abusando do chavão, foi o torcedor.

Este foi, para mim, disparado, o melhor jogo de 2011 até aqui. E vocês, o que acharam?

Começa a copa América!

Não, meus amigos, não estou ficando louco.

Mas devemos esquecer tudo que (não) foi jogado até agora na Copa América. As seleções aproveitaram a primeira fase para ajustar suas equipes, e agora, a partir do mata-mata, é que veremos qual a real.

O técnico Argentino parece que assistiu ao nosso último Em Cima da Linha Ao Vivo, fez várias atuações e agora dá para dizer que pelo menos há um meio de campo decente.

Contra o Uruguai, muito difícil fazer alguma previsão, duas seleções grandes, com camisas de peso, história para contar.

O futebol uruguaio em ascenção, a Argentina em decadência…

Saindo de cima do muro, aposto em nossos hermanos, pela força da torcida e principalmente porque vi na entrevista coletiva de hoje um Messi que ainda pretende mostrar ao mundo que pode sim carregar uma seleção nas costas.

E do lado de cá da fronteira, o Brasil também vai se acertando contra adversários mais fracos (tão fracos quanto os adversários da anfitriã). Não vi se os cruzamentos permitem, mas tudo leva a crer que mais uma vez teremos uma final Brasil X Argentina!

 

Decepção: Brasil começa mal

Assim como a Argentina, o Brasil começou a Copa América frustando sua torcida. O empate em 0 a 0 contra a fraca Venezuela fez a seleção brasileira sair de campo vaiada pela torcida presente em La Plata.
Mesmo escalado para atacar – o time entrou em campo com Ganso, Robinho, Neymar e Pato -, o sistema ofensivo do Brasil simplesmente não funcionou. A equipe chegava ao ataque, mas faltava precisão nas definições. Já a Venezuela ficava recuada e quase não chegou ao gol de Julio Cesar.

O primeiro tempo ainda foi marcado por três lances curiosos:

1 – Após uma bela jogada do Brasil, que culminou com uma bola de Pato no travessão, um cachorro entrou no gramado e forçou a paralisação do jogo por alguns momentos.

2 – Robinho recebeu de Neymar e tocou na saída do goleiro, mas, antes que a bola entrasse, o zagueiro Vizcarrondo se jogou no chão e cortou com o ombro esquerdo. A equipe brasileira reclamou com o árbitro querendo penalidade máxima, mas o arbitro não marcou nada.

3 – Na saída do campo para o vestiário, o técnico da Venezuela, César Farias, tentou intimidar Neymar. Os jogadores e comissão técnica do Brasil, entre eles, o treinador Mano Menezes, foram defender o atacante e criou-se uma grande confusão.

Segundo tempo

Na segunda etapa, a seleção canarinho apresentou péssimo futebol e quase não conseguiu levar perigo ao gol venezuelano.
Para tentar resolver o problema das péssimas jogadas no ataque, o técnico brasileiro ainda fez modificações para tentar acertar o time. Colocou Fred, um atacante mais fixo na frente, e tirou Robinho, que deixou o campo sob vaias. Já Pato e Ramires foram substituídos por Lucas, do São Paulo e Elano.
Mas as substituições não surtiram efeito. O Brasil foi perdendo cada vez mais espaço e a Venezuela aproveitou para chegar à defesa brasileira com mais frequência. Entretanto, nenhuma das equipes conseguiu abrir o marcador. Resultado: 0 a 0.
Com o placar final, ambas as equipes somam apenas um ponto no Grupo B, que ainda tem Paraguai e Equador. No próximo sábado, às 16h (de Brasília), em Córdoba, a Seleção Brasileira enfrenta o Paraguai na segunda rodada da fase de grupos.

Confira a galeria de fotos do jogo: aqui

A bola vai rolar na Copa América

A 43ª edição da Copa América, a mais antiga competição de futebol entre seleções, começa hoje a noite, às 21h45 , com a estreia da anfitriã Argentina. A seleção dos Hermanos vai enfrentar a Bolívia, no Estádio Ciudad de La Plata, que fica em La Plata, com o objetivo de encerrar um jejum de 18 anos.

Para isso, ela conta com o talento de Messi, eleito melhor jogador do mundo pela Fifa.

Além da Argentina, outras 11 seleções participam da competição, das quais dez são os países membros da CONMEBOL (Bolívia, Brasil, Venezuela, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) além de duas seleções convidadas, que desta vez foram Costa Rica (substituindo o Japão) e México.

Vaga para a Copa das Confederações

É importante lembrar que quem vencer essa edição estará classificado automaticamente para a Copa das Confederações de 2013, que será realizada no Brasil.

Caso o Brasil (país sede) ou as equipes de Costa Rica e México (ambas convidadas) vença, classifica-se a próxima seleção sul-americana melhor colocada na Copa América da Argentina.

Seleção Brasileira

Hoje o técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes, concedeu entrevista coletiva para falar sobre a estreia da equipe brasileira na Copa América que ocorrerá nesse domingo (3), às 16h (horário de Brasília).

O treinador afirmou que a equipe ainda está sendo observada, mas é provável que entre em campo contra a Venezuela com: Julio Cesar, Daniel Alves, Lucio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva, Ramires e Ganso; Robinho, Alexandre Pato e Neymar.

– Estamos em busca do entrosamento, e estamos aproveitando a oportunidade para repetir o time. Nos treinos da próxima semana, poderemos fazer algumas mudanças em meio à atividade para testarmos algumas alternativas.

Questionado sobre a disposição ofensiva, Mano reiterou que a Seleção Brasileira vai atuar na Copa América, com três atacantes, Robinho, Pato e Neymar.

– Logicamente que quando perdermos a bola, eles terão de retornar para tentar a retomada e voltar ao ataque. Não se transformarão em marcadores, mas têm de ajudar na tentativa de retomar a bola ainda na defesa do adversário.

O Brasil está no grupo B do torneio que tem ainda a Venezuela, Paraguai e Equador. Os próximos jogos do Brasil serão contra o Paraguai (09/07) e Equador (13 de julho).

A Seleção Brasileira participou de 32 edições (sem contar 2011) da Copa América, sediando o torneio por quatro vezes, e tendo obtido oito conquistas e 11 vice-campeonato. De 89 para cá, o Brasil conquistou cinco títulos nas últimas nove edições da Copa América.