Arquivo da tag: Inglaterra

Ranking das seleções da copa (por relevância dos jogadores na última temporada)

Meu último texto, que falava que a seleção brasileira não é mais a mesma, causou certa polêmica, porque a maioria não concorda que não temos mais jogadores de destaque ao redor do mundo como tínhamos antigamente… Pois bem, baseado nisso, resolvi montar um ranking de seleções, tendo como base o desempenho dos jogadores na última temporada. Para isso, é necessário considerar que:

– Este estudo é obviamente uma brincadeira e não tem valor científico;

– Variáveis importantes como a titularidade ou não de cada jogador em seu time e a participação ativa de cada um no sucesso (ou fracasso) do mesmo não foram consideradas;

– Estar em um time vencedor não significa que o cara é bom, e jogar em um time ruim não aponta o jogador como perna de pau;

– O peso de cada campeonato foi distribuído de forma subjetiva, de acordo com o que eu acho relevante – e aí cada um fica à vontade para concordar ou discordar.

Posto isso, vamos aos critérios. A pontuação foi atribuída para cada jogador, considerando o time que defendeu na última temporada. A referência utilizada para cada jogador foi o álbum oficial de figurinhas da copa, e para os jogadores que não estão lá, o São Google. (assim como a grafia dos jogadores e equipes também seguiu a do álbum). Por fim, utilizei a escalação de cada equipe no jogo de estreia na copa, por julgar que a partir dali os times podem ter sofrido por contusão e/ou suspensão. A única exceção foi o goleiro Buffon, da Itália, que não jogou a primeira partida mas creio que ninguém aqui tenha dúvidas a respeito de sua titularidade. Para cada campeonato, foram atribuídos pontos de acordo com a seguinte tabela:

Critérios para o ranking de seleções
Critérios para o ranking de seleções

Sem mais delongas, vamos ao resultado do nosso ranking: Continue lendo Ranking das seleções da copa (por relevância dos jogadores na última temporada)

Palpitômetro – saldo grupos C e D

Continuando com as conclusões do palpitômetro, hoje serão os grupos C e D

Grupo C

Colômbia empata com a Grécia
Resultado – Colômbia 3 x 0 Grécia

Costa do Marfim vence Japão
Resultado – Costa do Marfim 2 x 1 Japão

Colômbia empata com a Costa do Marfim
Resultado – Colômbia 2 x 1 Costa do Marfim

Japão perde para Grécia
Resultado – Japão 0 x 0 Grécia

Grécia perde para Costa do Marfim
Resultado – Grécia 2 x 1 Costa do Marfim

Colômbia vence Japão
Resultado – Colômbia 4 x 1 Japão
Classificação(palpite)

Costa do Marfim – 7 pontos
Colômbia – 5 pontos
Grécia – 4 pontos
Japão – 0 ponto

Classificação(real)

Colômbia – 9 pontos
Grécia – 4 pontos
Costa do Marfim – 3 pontos
Japão – 1 ponto
Análise dos palpites – Sem dúvida fiquei surpreso em como a Colômbia conseguiu superar bem a falta da sua estrela maior, Falcão Garcia, e atropelar todos seus adversários. Por outro lado decepcionado com a campanha da Costa do Marfim, que na última chance dessa geração de fazer um bom papel, parece que o ego de novo falou mais alto. Grécia se aproveitou disso e passou pela primeira vez de fase e o Japão foi pífio, como esperado.
Grupo D

Uruguai vence Costa Rica
Resultado – Uruguai 1 x 3 Costa Rica

Inglaterra empata com a Itália
Resultado – Inglaterra 1 x 2 Itália

Uruguai Vence a Inglaterra
Resultado – Uruguai 2 x 1 Inglaterra

Itália vence a Costa Rica
Resultado – Itália 0 x 1 Costa Rica

Itália empata com o Uruguai
Resultado – Itália 0 x 1 Uruguai

Costa Rica perde para a Inglaterra
Resultado – Costa Rica 0 x 0 Inglaterra

Classificação(palpite)

Uruguai – 7 pontos
Itália – 5 pontos
Inglaterra – 4 pontos
Costa Rica – 0 ponto

Classificação(real)

Costa Rica – 7 pontos
Uruguai – 6 pontos
Itália – 3 pontos
Inglaterra – 1 ponto
Análise dos palpites – certamente o grupo que derrubou todo mundo. Não dá nem pra considerar que realmente tenha sido um erro de avaliação, porque acredito que nem os próprios costa-riquenhos acreditavam em uma campanha fabulosa como essa em um grupo tão difícil. Surpreendente o fato de a seleção italiana não ter empatado nenhum jogo e o Uruguai como imaginei levou os jogos mais na raa do que na técnica. Inglaterra continua sendo pífia, apesar de essa copa ter superado os limites.

 

Saldo

12 partidas

3 acertos

9 erros

 

Palpitômetro – Grupo D

Hoje é dia do grupo que, para mim, renderá os melhores jogos da fase, e também o grupo do maior coitado da copa. O grupo conta com os seguintes times:

Uruguai, Itália, Inglaterra e Costa Rica(pobre seleção)

Uruguai x Costa Rica

Não tinha melhor estreia para o Uruguai, que ainda está na espera de contar com um dos seus grandes craques(Luis suaréz) nas melhores condições para os duelos duríssimos contra Itália e inglaterra. A partida vai acabar servindo para ver a real condição dele e também para dar mais ritmo de jogo ao mesmo. A Costa Rica não chega com um time que tenha jogadores que chamem atenção, talvez apenas o Bryan Ruiz, que joga no PSV atualmente, mas mesmo assim é muito pouco para enfrentar seleções com craques de nível mundial.

A Costa Rica vai tentar até engrossar nessa estreia, contando até com a questão do Uruguai entrar mais pressionado por fazer um bom resultado contra o time mais fraco do grupo, porém não resistirá muito tempo a pressão da celeste e saíra derrotada.

Inglaterra x Itália

Clássico que poderia ser das fases mais agudas da competição, será(para a sorte dos torcedores) o jogo de estreia de ambas seleções. Interessante ver o fato de que teremos uma Itália renovada, com vocação ofensiva, algo que não é muito comum de se ver, muito em função do excelente treinador Cesare Prandelli, além claro da defesa, que continua segura como sempre. A Inglaterra por sua vez vem bastante renovada, com muitos jogadores jovens e estreantes em copas. A Inglaterra é aquela seleção que até hoje chega com crédito mais pelo histórico de campeã do mundo e pelo campeonato forte do que propriamente por fazer campanhas que façam jus a tal status, porém é inegável que essa geração tem muito potencial, com a base do Liverpool, que apesar do vice campeonato, foi o time que mais chamou a atenção na Premier League.

Jogo muito duro para ambos os lados e até pela pressão da estreia e risco de em caso de derrota já praticamente ter a sorte selada na chave, o jogo caminhará para um empate.

Uruguai x Inglaterra

Outro dos grandes jogos desse grupo(sem dúvida isso não faltará aqui). Uruguai já tendo feito sua parte no jogo “obrigação” chega aqui procurando deixar bem encaminhada sua classificação para a próxima fase, ao passo que a Inglaterra sabe que o empate do primeiro jogo, apesar de não ter sido dos piores resultados, pode fazer falta no final, então vãi partir pra cima, buscando a vitória em cima dos Sul-americanos.

Jogo que vai pesar a maior experiência dos uruguaios, que conseguirão uma vitória apertada frente aos ingleses.

Itália x Costa Rica

Outro dos jogos onde o torcedor mas solidário sentirá pena da Costa Rica. O time italiano entrará com uma formação bem ofensiva(diferente da atual, que conta apenas com o Balotelli na frente) como forma de já ter uma vantagem em eventual empate na pontuação final.

Itália ganha fácil dos costa-riquenhos, mas sem conseguir um placar tão elástico, apenas o suficiente para uma vitória sem sustos.

Itália x Uruguai

O clássico final do grupo, deverá ser uma decisão pelo primeiro lugar da chave, pois o Uruguai já chega praticamente classificado depois das duas vitórias e a Itália bem encaminhada pela vitória e empate.

Considerando principalmente o estilo das duas seleções, outro jogo que promete um empate com gols, pois além das defesas fortes, o ataque(principalmente uruguaio), mostra que vem com um bom poder de fogo.

Costa Rica x Inglaterra

Outro jogo para a seleção costa riquenha sofrer nesse grupo. Novamente vai tentar ao menos complicar a vida de um dos campeões mundiais, mas como nos outros jogos, não será páreo.

Inglaterra deve ganhar sem muitas dificuldades, porém a derrota em um dos duelos entre os grandes, determinará sua sorte na competição.

Classificação final

Uruguai – 7 pontos
Itália – 5 pontos
Inglaterra – 4 pontos
costa Rica – 0 pontos

Higuita: O escorpião rei

No futebol vários jogadores se destacaram por diversos motivos, Pelé e Maradona foram os melhores, Cruijff foi o mais tático e inteligente, Garrincha o mais habilidoso, Beckenbauer o mais versátil. Mas nenhum jogador atingiu notoriedade mundial de uma maneira tão exótica quanto René Higuita.
Habilidoso como poucos, Higuita foi a figura mais irresponsável da história do futebol, apesar de jogar como goleiro, ele nunca teve nenhum pudor em exibir sua habilidade, mesmo que para isso tivesse que colocar sua equipe em situações complicadas e até mesmo constrangedoras.
Colombiano nascido na cidade de Medellín, Higuita começou a se destacar defendendo o Atlético Nacional de sua cidade, equipe pela qual venceu a taça Libertadores da América em 1989, e nesta competição o mundo conheceu o goleiro que mais do que impedir os gols adversários, também fazia uns golzinhos e frequentemente saía de sua área para driblar os atacantes adversários.
Após vencer a libertadores, faltava para Higuita mostrar sua habilidade em uma copa do Mundo, e a oportunidade surgiu na copa da Itália em 1990. Sobre este evento podemos dizer que Higuita não decepcionou os fãs de sua irresponsabilidade mas não deve ter agradado o torcedor colombiano.
Depois de uma boa campanha na primeira fase, a seleção colombiana classificou-se para as oitavas de final, na qual enfrentaria a outra surpresa daquela copa, a seleção de Camarões do veterano Roger Milla. Prepotente, Higuita possivelmente subestimou os camaroneses e arrancou de sua área rumo ao meio de campo driblando os adversários, o que ele não esperava era que o astuto Milla já prevendo a jogada de Higuita lhe tomasse a bola e tocasse para o gol aberto e desprotegido, classificando Camarões e eliminando a Colombia do mundial.
Depois da copa de 90 poderia se pensar que Higuita nunca se superaria na arte de ser irresponsável, mas em um amistoso contra a seleção inglesa em 1995 ele provou que sua capacidade jamais poderia ser subestimada. No mítico estádio de Wembley em uma partida que tinha tudo para ser mais um amistoso sem graça, Higuita fez o exigente público inglês delirar ao fazer a defesa mais circense da história do futebol. Projetando seu corpo para a frente, dando um salto ao estilo “peixinho” e erguendo os calcanhares como um rabo de escorpião, Higuita defendeu um chute do meia inglês Jamie Redknapp com os calcanhares.
Apesar da incrível habilidade e da ousadia única, a irresponsabilidade fora dos campos equivalente a que tinha dentro deles, levou a carreira de Higuita ao declínio, envolvimento com o narcotráfico e suspensões por uso de cocaína mancharam sua gloriosa carreira. Mas sem dúvida Higuita deixou seu nome na história do futebol como um inovador que inspirou goleiros como o paraguaio Chilavert e o brasileiro Rogério Ceni a cobrarem faltas e penaltis e fazerem gols, o legado de René Higuita ficou para sempre na história do futebol mundial, porém sua habilidade e irresponsabilidade são únicas e jamais existirá outra figura como ele.