Arquivo da tag: #ELnacopa #CostadoMarfim #WorldCup2014 #YayaTouré #GroupC

A uma rodada do fim, e agora?

O jogo de ontem que prometia ser o melhor do grupo, não decepcionou. Costa do Marfim e Colômbia apresentaram um ótimo espetáculo, ambas tendo chances até o final da partida.

O meio campo colombiano é de alto nível, e Quintero que veio do banco foi decisivo para a vitória sulamericana. Apesar de James Rodríguez ter feito outra partidaça, Cuadrado foi o melhor em campo, trucidando Boka do começo ao fim da partida.

Há que se destacar também o gol de Gervinho que, por enquanto, está entre os 5 mais bonitos dessa Copa, mesmo com descontos da mão de alface do goleirão.

A Costa do Marfim apresentou, o que para mim é o grande problema das seleções africanas: falta de sentimento de grupo. Sem querer me aprofundar muito no tema, essas lendas históricas de futebol irresponsável, de falta de consciência tática, não podem mais ser consideradas. Tanto técnicos quanto jogadores atuam na Europa, e são, em sua grande maioria, obedientes taticamente.

Agora, são nítidas as desavenças, os “subgrupos” que existem nas seleções. Os camaroneses mesmo chegaram ao ponto de trocarem carinhos no final do jogo contra a Croácia.

Ontem, Drogba e Yaya Touré discutiram em todos os lances que estavam juntos, reclamando um do outro. Desse jeito fica difícil.

Do jogo entre Japão e Grécia pouco a dizer, se não foi horrível, para jogo bom também não serve. De destaque só o nome do jogador grego Jose Cholevas… No meio de Katsouranis, Sokratis, Samaras, um Jose Cholevas é, no mínimo, engraçado.

Com os resultados de ontem, o grupo tem:

Colômbia com 6 pontos; Costa do Marfim com 3; Japão e Grécia com 1 ponto cada. A seleção sulamericana já está classificada, bastando um empate com o Japão na última rodada para ficar em primeiro do grupo. Costa do Marfim também com um empate deve classificar, só uma goleada japonesa tiraria sua vaga.

Mas nem só de alegria vive a Copa do Mundo. O problema da Costa do Marfim agora é outro. Com o falecimento de seu irmão mais novo, Yaya Touré e Kolo Touré devem voltar ainda hoje para o país. E aí, qual será a reação da equipe sem seu melhor jogador?

 

Grupo-C – O mais imprevisível, mas que não deve passar das Oitavas…

As-Bandas-da-Copa-do-Mundo-Grupo-C

O título já é aquele para derrubar o colunista, mas a verdade é que o cruzamento foi muito cruel com as quatro equipes do Grupo C.

Colômbia, Costa do Marfim, Grécia e Japão, compõem, na minha opinião, o grupo menos previsível da Copa, qualquer um pode ficar em 1º ou último. No entanto, cruzar com Inglaterra, Itália ou Uruguai é para desanimar qualquer torcedor dessas seleções.

Na verdade, vendo assim, chego a conclusão que pior que ser de um grupo da morte, é cruzar com o grupo da morte. O que vale também para o Brasil, que enfrentará uma pedreira na segunda fase. Num grupo da morte se pode perder um jogo e recuperar, no cruzamento, não.

Isso porque, vejamos a cabeça-de-chave do grupo, a vizinha Colômbia. É um time muito bom de ver jogar, culpa do bom técnico Pekerman. Excelente eu diria. Se você acha que não o conhece, é só olhar esse sistema ofensivo da Argentina atual, que a muitos assusta e por na conta dele. Ele era foi treinador das categorias de base da Argentina que tinha Aguero, Dí Maria, Messi e mais…

Agora, além de ainda achar que é uma seleção que precisa de maturidade, perder seu maior craque deixa cicatrizes. Não que os outros atacantes não possam dar conta do recado, mas Falcão Garcia fará muita falta. E será decisiva sua falta caso a Colômbia enfrente um time como Uruguai ou Itália na próxima fase.

Depois temos a Costa do Marfim. Essa Copa é a última chance dessa geração apresentar alguma coisa. Depois de perder de maneira inexplicável as Copas africanas que disputaram e enfrentar dois grupos quase que intransponíveis em 2006 e 2010, o sorteio de 2014 deu a chance para Drogba e companhia tentarem se redimir e consagrar como a melhor geração marfinense.

Só que para isso, era necessário que os bons jogadores e os excelentes formassem um time, e isso não se vê, apesar dos vários anos juntos. Tenho certeza que Touré, se recuperado fisicamente, jogará muito nessa Copa, mas acho complicado que seja o suficiente para fazer os Elefantes passarem das Oitavas. E se for o leque de opções nas quartas fica entre Brasil, Espanha e Holanda. Não dá.

Meu palpite é que passam esses dois para a próxima fase, mas como já disse mais de uma vez, não ficarei surpreso se Japão e Grécia passarem.

A Grécia junto da Suíça formam as melhores seleções que não jogam futebol na Copa. Essa Grécia que foi campeã da Eurocopa há 10 anos, continua com uma defesa muito forte, e com jogadores daquela época, ainda.

E se a Colômbia e Costa do Marfim apresentam times muito fortes na frente, não podemos dizer o mesmo da defesa. E assim, uma bobeada de uma dessas duas equipes pode empurrar o Navio Pirata para as oitavas. De onde não devem passar.

Por fim, a seleção que creio ser a mais fraca do grupo. E digo literalmente. (Aplausos para quem consegue utilizar o literalmente de forma correta). Os japoneses terão pela frente equipes de jogadores muito fortes, os colombianos além de rápidos são duros, e nem se fale de marfinenses e gregos.

Honda e Kagawa são muito bons jogadores, e nem de longe culpados pelos fracassos de Milan e Manchester United, no entanto, em que pese crer que esse time pode, e deve incomodar no grupo, não creio que possam se classificar.

O ótimo de escrever a 2 dias de iniciar a Copa é vir aqui no domingo e desdizer tudo que escrevi. Ué, pode acontecer, estamos falando de futebol, não de uma ciência exata, mas cá entre nós, difícil fugir do que escrevi.

Para mim o jogo mais legal do grupo será Colômbia x Costa do Marfim, dia 19/06 em Brasília, mas creio que só saberemos quem passará na última rodada.

Agora é esperar sábado para ver.

Até lá.

 

É bom estar de volta

O título do post já resume tudo. Após algum tempo sem escrever nesse espaço, tenho o enorme prazer de dividir com vocês comentários sobre esse esporte que nos tira do sério.

Agora é hora de Copa, e se não teremos legado algum fora do gramado, no futebol acho que a Copa do Mundo deixará boas lições.

Contusões à parte, muito craque virá ao Brasil,  e nada como uma Copa para consagrar ou encerrar uma carreira. Maradona era Maradona antes de 86? Baggio foi Baggio depois de 94? Não, sempre foram craques, mas para ambos, o sucesso, ou o peso do fracasso, transformaram suas carreiras.

Nesse meu primeiro post, além de festejar minha volta ao Em Cima da Linha, deixo aqui registrada minha aposta para craque surpresa.

Para ser eternizado em uma Copa, não precisa ser campeão, Forlán foi quarto na passada, na verdade não se precisa nem ir muito longe. Gamarra e seu Paraguai perderam nas oitavas em 98.

Feita toda essa introdução, lembro que a Costa do Marfim, nesse ano não tem desculpa para não passar de fase, e se muitos acreditam que Drogba poderá levar os Elefantes para um lugar de destaque, aposto, sem medo de errar no craque Yaya Touré!

Mesmo vindo de contusão, se tiver condições de jogo, ele pode, e fará a diferença. O que ele tem feito em Manchester nessas temporadas é algo de impressionante. Se existe isso de jogador moderno, ou futebol moderno, esses conceitos passam por Touré. Sem posição fixa, ataca e defende com perfeição.

No par ou ímpar, não escolheria nem Messi nem Cristiano Ronaldo, se eu ganhasse o sorteio, o primeiro que escolheria seria o marfinense.

Anotem esse nome.

Mais alguém concorda?

yaya