Arquivo da tag: cristaldo

No dia que Robinho e Dudu resolvem, o Valdívia resolve… tumultuar

O Palmeiras ontem deu andamento a reconstrução, montagem e entrosamento de seu time para o ano de 2015 e
conseguiu mais um boa vitória, agora em cima do Mogi Mirm, por 3 a 1. Destaque para o setor ofensivo com dois
gols de Dudu, um gol e duas assistências de Robinho e a participação do Cristaldo no lance dos gols.

O time mostrou que assimilou a atuação pífia contra o Red Bull Brasil, onde perdeu por 2 a 0, muito em função de
ter se deixado levar pela ótima atuação contra o São Paulo, na mesma semana.

A partida marcou também o retorno do Valdívia aos gramados e estréia dele na temporada, mas sobre ele falarei
mais à frente.

Anima ver o desempenho do Robinho pois, mesmo com a sombra do Valdívia no banco, ele conseguiu ter uma atuação
excelente na noite de ontem. Foi o cérebro do time, sempre participativo e mostrou, principalmente no segundo
gol, quando fez a rápida tabela com o Dudu, que tem margem para evoluir ainda mais no time. Marcou um belo gol,
depois do passe de Dudu, seu sexto na temporada.

Chamou atenção também a partida do Dudu, não só pelos lances ofensivos, mas pela sua noite de artilheiro. Marcou
dois gols pela primeira vez no ano, chegou a quatro na temporada. Seu estilo não é muito de artilheiro, mas
mostra que pode também deixar sua marca. Oscila ainda por ter momentos de fominha, quando quer resolver tudo
sozinho, porém nesse caso específico, o técnico pode lapidar o cara e mostrar a hora certa de ser fominha e a
hora de soltar a bola.

Faço uma citação especial ao Cristaldo e ao Victor Ramos. O primeiro vem sendo muito criticado pela seca de gols,
mas tem grande importância na movimentação ofensiva do time, além de ontem ter participado de dois, dos três gols
da equipe. Assim como todo o time, ele ainda está oscilando, mas no momento é de longe o melhor centroavante do
elenco. Dizem que pode chegar alguém para ser o centroavante(a imprensa corneta o cara sem dó), mas não vejo
muita gente melhor para essa posição no mercado. Talvez o próprio Lucas Pratto, que era a primeira opção quando
ele veio, teria sido uma opção mais interessante, porém ele tem muitas qualidades, principalmente em dar opção para os
meias.

Em relação ao Victor Ramos, ele vem sendo uma grata surpresa, pois mostra muita segurança cada vez que é
requisitado, até mais do que o próprio Vitor Hugo, atual titular da posição e que em alguns momentos se mostra
muito afobado(como na expulsão de ontem por exemplo). Ainda acredito que dessa leva, o melhor seja o Nathan, por
tudo que mostrou ano passado, mas é interessante para ele que vá ganhando seu espaço pouco a pouco, pois quando
chegar no time titular, não vai sair mais. Acredito que se continuar nesse ritmo, voltando aos dois citados, o
Victor Ramos acabe ganhando a posição, principalmente pela sua maior segurança e tranquilidade. O Vitor Hugo,
apesar de mostrar muita capacidade, ainda parece meio “verde” em alguns momentos.

O time teve uma atuação tranquila e muitas vezes pressionou o rival na saída de bola deles, mesmo ganhando por 3
a 1, tentando fazer mais. Interessante a vocação ofensiva do time e uma boa alternativa para tentar matar o
ímpeto do rival. Com mais de 29 mil pessoas no estádio, cada vez mais o Palmeiras vai fazendo do Allianz Parque,
seu caldeirão. Desde a derrota para o Corinthians, ainda na terceira rodada, foram apenas vitórias, sendo uma
delas, no clássico contra o São Paulo.

Como nem tudo é festa, temos o caso do Valdívia, que voltou, mostrou muita dedicação e fez até uma boa partida,
enquanto esteve em campo, mas quando saiu… parece que deu a descarga, porque pode-se dizer(com todo respeito)
que defecou pela boca. Fazia tempo que não lia tanta asneira.

Ele atirou pra todo lado, citou Kardec e Wesley(esse não foi perda, foi reforço), disse sobre o contrato de
produtividade, que se ele se machuca por conta de uma agressão rival, que a culpa não é dele, cobrou o Mattos
para resolver logo isso, que não dá para ficar esperando, ainda mais com o contrato perto do vencimento. Pasmem,
disse até que se estiverem de sacanagem com ele(se referindo as notícias que surgiram de acerto dele com outros
times daqui), que ele pode pegar e sair e ir para outro clube brasileiro mesmo. Menos Valdívia, muito menos…

Pela ordem:

– citar os dois casos é uma besteira sem tamanho, cada caso é um caso, não dá para comparar.
– se quiser ficar, que se adeque ao contrato de produtividade, que TODOS assinaram, se quiser ter um diferente, que vá embora.
– a direção está 100% correta, não deve fazer nada até ver ele em campo.
– se quiser ficar também, além da produtividade, deve baixar seu salário, pois se fosse cobrar por retorno, ele
deveria pagar ao clube e não o contrário.
– ele acabou de voltar, tem o Robinho como substituto, que apesar de não ter tanta técnica quanto ele, vem se
mostrando muito eficiente(15 jogos, 6 gols e 6 assistências), então ele ainda não tem muito por onde exigir a
coisa dessa forma, ainda mais se considerar que tem o Cleiton Xavier por estrear, ele não é mais tão
indispensável quanto pensa, apesar de ser ainda muito importante.

Ele conseguiu estragar o bom clima que ficou depois da vitória e faz realmente se pensar o quanto vale manter um
cara que desde o começo do ano tem se destacado só por problema, do que por solução. Como o caso de ir para o Chile
se tratar, o caso da caneca do rio, ir para a seleção, reclamar da renovação…

O ambiente no time está ótimo, o Oswaldo tem feito um ótimo trabalho, até nesse aspecto, mostrando que todos
terão sua chance, mantendo eles motivados a buscar seu espaço e ele chega e ao invés de se adequar e ajudar, só
atrapalha. Começo a achar que realmente vale mais a pena deixar ir, do que ficar insistindo e correr o risco de
atrapalhar esse ótimo início de trabalho que vem sendo feito.

Chegou a hora de ele ver que o time não gira mais
em torno dele.

Estrangeiros x cornetas

Hoje não vou entrar na questão da derrota, até porque não se tem muito o que falar em relação, pois juntou o nervosismo da falta de vitórias, com a falta de qualidade ainda do time(como faz falta um bom meia, deus do céu…) que resultou em um recuo excessivo depois do empate(via-se o Gareca desesperado mandando o time não recuar demais) e tanto levou pressão que acabou derrotado.

Alonguei-me até demais no tema, então vamos ao que realmente interessa: a chegada em massa de gringos no time.

O Gareca chegou e não conhece tantos jogadores brasileiros, até em função de muito poucos dos que estão aqui se destacarem lá fora, por conta disso pediu muitos que já trabalharam com ele, ou mesmo que ele já conheça ou tenha alguma informação(caso do Mouche).

Chegaram quatro(já estou considerando o Cristaldo, que logo será anunciado e apresentado), no caso o próprio Cristaldo, Tobio, Mouche e Allione.

Destes, dois já são titulares(Tobio e Allione) e outro ainda fica na reserva, talvez pelo Gareca estar tentando esgotar as chances com o Leandro e ver se ele volta a jogar, talvez para não colocar todos de cara.

Tobio começou um pouco inseguro, cometeu alguns erros(apesar de eu não achar o caso do Elias um erro, mas sim que ele teve de sair porque deixaram o cara livre), mas nesse último jogo contra o Galo, já mostrou um bom entendimento com o Lúcio.

Mouche ainda está bem irregular. Apesar de vir jogando melhor que o Leandro, ele ainda não mostra uma boa regularidade nos jogos, alguns entra bem, outros fica mais sumido. Acredito que seja muito em função de no seu time, na Turquia, ele ainda estar em pré temporada, ou seja já tinha um tempo sem jogar, ainda está recuperando o ritmo e como o Leandro já vem em meio de temporada, acaba tendo mais chances.

Allione então é um caso a parte. No amistoso já mostrou que poderia ser uma opção interessante, porém no jogo de hoje deu a entender que pode ser dos principais jogadores do time. Ainda que se discuta o fato de ele acertar ou errar os lances que tentou, em praticamente toda jogada a bola passava pelos seus pés. Clara mostra que ele procura e principalmente, aparece para o jogo. Tentou armar, aparecia na defesa roubando bola, tentou lançamentos, e até aparecer no ataque como elemento surpresa. Quem viu o jogo certamente deve ter gostado muito do que viu, isso que foi apenas seu primeiro jogo oficial.

Cristaldo deve chegar e assumir a posição de ataque, pois apesar do Henrique ser um cara esforçado e ter lá um faro matador(já deixou mais dois no brasileiro), ainda sim não é o cara pra ser o 9 do Palmeiras e o novo reforço parece ter muito mais recursos que ele, que sem dúvida nenhuma deve ficar no time, pois é uma excelente opção.

É mais do que notável que os argentinos qualificam demais o time do Palmeiras, que passa a ser bem mais respeitável com suas presenças, ainda sim o que mais se ouve são coisas como “e se o técnico for embora, como faz com eles?” ou “risco de panelas” ou ainda “jogadores de qualidade duvidosa”. Impressiona como a corneta rola solta e principalmente sem conhecimento de causa.

Primeiro que os vindos do Velez, foram campeões lá e destaque do time, qual então a dúvida que possam ser bons reforços?

Mouche foi destaque por anos no Boca, mas não deu tão certo na europa, igual muitos jogadores daqui, qual a dúvida então que ele possa ser um bom reforço também?

Sobre a questão do técnico ficar ou sair é simples: se eles forem bem jogam, se forem mal não jogam, qual a dúvida?

Isso só é mostra de como a imprensa passa pelo mesmo mal dos técnicos daqui: aparece uma coisa nova e nem esperam, já saem cornetando.

Evidente que o time vai ainda capengar até se acertar, até pelo simples fato de estar sendo montado no meio da competição(o que por si só é absolutamente terrível, total falta de planejamento, mas enfim). Tanto que se for olhar o time que estreou contra o Criciúma e o que jogou contra o galo, são muitas mudanças, praticamente todo o time.

Precisa sim cobrar, mas principalmente saber o que se está cobrando, porque ficar aí jogando crítica ao vento não é analisar o time, mas sim ser oportunista e querer criar manchete em cima de uma má fase ou mesmo uma fase de transição como a que o time vem passando.

Uma pena sim que esse ano do centenário ao que parece, será jogado no lixo, mas se houver o início de um renascimento, com o time voltando a ter um elenco respeitável e disputando títulos, pelo menos esse ano marcará a volta por cima.

Acredito muito no trabalho do Gareca, principalmente pelo fato de se ver o time com uma postura diferente dos tempos do Kleina. Se entrega mais, luta, joga com raça(tirando um ou outro que ainda estão dormindo), porém é preciso qualificar e esperar o time ajeitar as peças para que então sim se possa cobrar algo.