Escolha uma Página
Contagem regressiva: Da vantagem à preparação para buscar o título paulista

Contagem regressiva: Da vantagem à preparação para buscar o título paulista

O domingo será bastante especial para o time do Palmeiras, pois pode coroar mais cedo do que todos esperavam, até do que estava no planejamento do time(que era lutar por títulos em 2016) esse bom trabalho que vem sendo feito no departamento de futebol. A semana após a vitória de 1 a 0 no domingo foi de total concentração, tanto que o time reserva foi mandado para o primeiro jogo contra o Sampaio Corrêa pela Copa do Brasil e o mesmo empatou em 1 a 1 com o time maranhense.

Olhar o resultado do primeiro jogo e as reações(certa resignação palmeirense e comemoração santista), pode até se justificar quando se pensa que o Palmeiras perdeu um pênalti e jogou com um mais praticamente todo o segundo tempo, porém indo mais a fundo, se nota que o resultado foi muito mais significativo do que somente o 1 a 0.

Primeiro, pela forma como a vitória foi conquistada: o time do Palmeiras dominou o jogo inteiro, praticamente não houveram chances de perigo para o time santista.

Segundo, por cada vez mais ficar evidente que o time do Palmeiras consegue ser forte e competitivo na ausência do Valdívia e com o Cleiton Xavier sendo o novo maestro do meio campo, posto que divide com o Robinho. O time ganha muito com a qualidade de passe dos dois, não chega a perder tanto nos lances criativos(apesar de inegavelmente o Valdívia ser o melhor do time nisso) e tem um jogador muito mais confiável, afinal o Cleiton não tem histórico de ficar parado muito tempo.

Por fim, a dependência do time santista no Robinho. Era notável a queda considerável do time sem sua presença. Para os padrões nacionais, ele está muito acima da média e faz diferença para qualquer time, porém o que se via era um time dominado pela marcação alviverde e que não via alternativas para sair dela. Mesmo com seus outros destaques(Lucas Lima, Geuvânio e Ricardo Oliveira) em campo, se via um time pouco criativo e que o máximo que conseguia eram umas tentativas em velocidade com o Geuvânio, já que o Ricardo Oliveira ficou preso a marcação.

O time não entrando para segurar resultado(o que seria suicídio contra um time que ataca demais), tem totais condições de volta da Vila com o título na bagagem. A defesa do Santos mostrou ser o ponto fraco do time e se fazendo pressão desde o início do jogo, o time santista pode ficar mais acuado, justamente preocupado que possa tomar mais um gol e assim complicar de vez suas chances de vencer.

Até pelo estilo de jogar, o Oswaldo não deve apostar em um time defensivo e com a ausência do Arouca, irá confiar em Robinho recuado e alternando com o Cleiton(que também sabe fazer a função de volante) e com o Gabriel um pouco mais fixo, indo menos a frente do que costuma ir.

A dupla de zaga foi bem(os dois Vitors) e além de forte, se mostrou mais rápida. Apesar de ainda achar o Tobio melhor tecnicamente, talvez a aposta em uma zaga mais veloz deva ser mais acertada, até pela velocidade do ataque santista.

Conquistando o primeiro título logo na primeira competição dessa nova era palmeirense, será um resultado acima de tudo que se esperava e mesmo sendo um título paulista, já será mostra de que as coisas serão mto diferentes daqui para frente.

Até mesmo se for derrotado e perder o título, ainda sim é algo a ser muito valorizado, pois já nesse começo de trabalho, o time se mostrou competitivo, voltou a vencer clássicos, eliminou o Corinthians dentro de sua própria casa e disputou de igual com o time do Santos, que mesmo sem um elenco tão vasto, tem um time titular forte. Sinal que o trabalho está no caminho certo.

Mérito para o Oswaldo que fez o time “dar liga” muito antes do esperado, já se nota padrão de jogo, muito mais entrosamento e jogadores com rendimento acima do esperado(casos por exemplo de Gabriel, Robinho, Lucas, Vitor Hugo, Victor Ramos), e opções, pois além dos titulares, diversos jogadores podem entrar, sem que o time caia de nível.

Para não passar batido, vale algumas considerações sobre o empate do meio de semana:

– Gabriel Jesus de fato não pode ser titular, ele ainda precisa continuar como opção, talvez para ganhar mais confiança

– Alan Patrik, Kelvin, Amaral e Jaílson são boas opções para o time, não comprometem e tem se mostrado razoavelmente confiáveis.

– Ryder foi horrível, uma péssima partida

– Renato, Victor Luís e Ayrton oscilaram demais, mas ainda tiveram alguns bons momentos

– Cristaldo e Tobio mostraram que são jogadores tanto quanto ou melhores que os atuais titulares, acredito que devam voltar a fazer parte dos 11.

O Palmeiras pegou um adversário que disputará a série B do brasileiro e tem um time bem entrosado, com um time que nunca havia jogado junto praticamente, ainda sim criou mais, apanhou muito(e contou com erros do banderinha a seu favor também) e trouxe um resultado para São Paulo que será apenas para ratificar a passagem na próxima partida, aí já com os principais jogadores ou pelo menos boa parte deles. Decisão acertada de mandar os reservas, o time que se mantenha focado e não se desgaste com uma viagem tão longa, assim como o Santos que teve a semana livre.

A decisão será em pé de igualdade tecnicamente, mas com uma vantagem alviverde pelo resultado em casa. Há grandes chances do time sair vencedor, mas dependerá dele jogar com a mesma aplicação que mostrou nos 3 últimos clássicos, caso se confirme isso, ao final da partida, estarão os palmeirenses comemorando o 23º paulista.

A final da Copa do Brasil e o grande duelo de 2014: Cruzeiro x Atlético-MG

A final da Copa do Brasil e o grande duelo de 2014: Cruzeiro x Atlético-MG

Assistimos na última quarta a dois confrontos épicos e que credenciaram ainda mais as duas equipes a essa final que, exceção aos torcedores dos times derrotados(caso de Flamengo e Santos), todos queriam ver nessa Copa do Brasil: Cruzeiro x Atlético-MG

Sem dúvida nenhuma será a final daqueles que tem jogado o futebol mais vistoso, além dos times que podem ser considerados os melhores do Brasil na atualidade, sendo que o Cruzeiro é atual campeão brasileiro, mineiro e segue para o bi do nacional, enquanto o Atlético-Mg, o último campeão brasileiro da libertadores, campeão da recopa, além de estar entre os 4 primeiros do brasileiro.

O que mais impressiona ao se analisar ambos os times, é que muitos dos jogadores chegaram com status de “refugos” de outros times, porém o rendimento deles lá é algo que impressiona.

Peguemos por exemplo os dois maiores destaques de ambos, casos de Diego Tardelli e Everton Ribeiro.

O primeiro era aquele jogador que sempre se esperava algo, mas quando parecia que ia, não ia. Teve uma boa primeira passagem no time mineiro(quando sua carreira começou a recuperar), foi para fora, voltou e desde então tem jogado um futebol que salta os olhos, tamanha qualidade, não para menos foi chamado para a seleção e ainda decidiu no clássico contra a Argentina, está jogando demais!

O segundo apareceu com alguma expectativa no Corinthians, porém não deu certo, foi descartado para o Coritiba, onde começou a render e o Cruzeiro resolveu apostar nele, aposta muito certeira, diga-se. Foi o melhor do time no título brasileiro do ano passado, vem sendo um dos destaques esse ano novamente(apesar de não estar com o mesmo nível de 2013) e também conseguiu uma convocação para a seleção. Entrou bem, mas ainda é difícil saber se ele terá carreira longa no time do Brasil.

Isso sem contar tantos outros jogadores, como Borges, Dagoberto, Nilton, Marquinhos(aquele ruim que jogou no Palmeiras mesmo), Léo(outro pereba ex-palmeiras). Já no lado do galo podemos colocar o Leonardo Silva, Pierre, Jô(apesar de ter saído agora no fim do ano, ainad teve grande participação na campanha do time), Maicossuel, entre outros.

Os dois times tem como principal característica jogar um futebol mais ofensivo, sempre em busca do gol, o que foge a regra dos times brasileiros em geral, que privilegiam a defesa, para depois ver se sai algum gol. Não chegam a ter uma defesa horrível, mas seguem mais a lógica do “tomo 3, mas marco 4”

O Cruzeiro teve uma campanha com menos percalços que o galo(pegou alguns times mais fracos e atropelou sem dó, exceção ao ABC, que tomou certo sufoco), porém contra o Santos chegou a estar eliminado durante parte do segundo tempo e conseguiu buscar o empate mesmo jogando na Vila Belmiro. Mostras também do poder de reação do time.

Já o Atlético-Mg… Bom o time do galo foi responsável por dois dos momentos mais épicos do futebol nacional neste ano. As viradas que ele conseguiu em casa contra Corinthians e Flamengo, são daqueles momentos que tanto vem rareando no Brasil, de que o futebol daqui ainda pode ser emocionante. Foram grandes partidas, que mesmo sem torcer para nenhum dos times, você ficava tenso junto. Além do que, a torcida mostrou sua força e sem dúvida empurrou o galo para essa final, igual em 2013 na libertadores, onde o time sempre conseguia reagir em casa.

Eu ainda cito mérito dos técnicos, um que chegou sem muito holofote, caso do Marcelo Oliveira, que atualmente é disparado o melhor do Brasil e o Levir Culpi, que sempre achei uma porcaria de técnico, mas que faz um trabalho no galo realmente impressionante. Tirou o Ronaldinho Gaúcho e acertou o time para que ele continuasse rendendo mesmo sem seu maior astro(que estava em queda, diga-se).

Não bastasse tudo isso, ainda tem a rivalidade local, que com os times em ótima fase, fica ainda mais acentuada. É o tipo de jogo que se o cara já entra para ganhar, só por ter o prazer de vencer em cima do maior rival, entra com vontade dobrada.Uma pena não se ter o estádio dividido, faria do espetáculo ainda mais bonito, então os times que se preparem, pois a pressão não será pouca para nenhum deles quando forem visitantes.

Um palpite? Acredito que pelos jogos das fases anteriores, o vencedor será o Atlético-MG, porém clássico é praticamente impossível dar um prognóstico.

Por tudo dito aqui, é uma final que certamente entrará para a história e que todo amante de futebol, está proibido de perder!

Copa do Brasil – oitavas de final

Copa do Brasil – oitavas de final

Depois das zebras da semana passada, onde Inter, Fluminense e São Paulo saíram de forma patética da Copa do Brasil(difícil dizer qual delas foi mais ridícula, apesar de eu achar que foram os 5 a 2 do Flu em casa), foi feito o sorteio com os 10 times classificados, mais os 6 oriundos da libertadores.

Agora analisaremos os confrontos e ver quais as maiores chances de classificação de cada um deles:

(mais…)

Precisava parar

Precisava parar

cansado

13 de Julho de 2014.

A Alemanha bate a Argentina no Maracanã e é coroada como a grande campeã do mundo.

16 de Julho de 2014.

O Campeonato brasileiro tem o início de sua décima rodada.

É demais, meus amigos. Hoje teremos vários jogos importantes pela Copa do Brasil, o segundo campeonato mais importante do país. E a verdade é que ninguém está ligando pra isso. (mais…)

Reação de líder

A caminhada do Palmeiras na série b vem mostrando que não é fácil, entretanto o time vem superando até as grandes adversidades, como foi no caso de hoje, que chegou a estar perdendo por 2 a 0, conseguiu uma virada que além de trazer mais 3 pontos importantes, teve grande valor moral, pois mostrou a força e entrega do time.

Não vale aqui elogios ao futebol do time, pois esse deixou demais a desejar, acabou se complicando em uma partida que não se apresentava como tão difícil. Tomou um gol, pressionou, não conseguiu o gol de empate, devido a pressão, deixou a defesa exposta e tomou o segundo. O time mostrou melhora com a entrada do Felipe Menezes(surpresa, pois ele entrou se apresentando, criando e tentando jogadas. Foi uma válvula de escape para o Mendieta, que pode assim ter mais liberdade, além de um parceiro para articular as jogadas.

De tanto pressionar o time conseguiu diminuir com Alan Kardec, depois empatar com o Mendieta(que marcou no segundo jogo seguido) e aos 49 virou com Leandro(marcando depois de 5 jogos).

Moral elevada para o time estrear na Copa do Brasil, quarta-feira contra o Atlético-PR, porém é necessário que algumas coisas sejam corrigidas: o time tem errado muito na defesa, certamente por conta da falta de combate no meio-campo, talvez com a entrada do Eguren no lugar do Márcio Araújo isso possa ser corrigido, além claro da cobertura que deve ser feita pelo Charles e Wesley, afinal entrar com 3 volantes e ainda sim ter espaço na defesa é no mínimo absurdo.

Outra coisa a ser corrigida é a questão criativa do time, que jogando só com um meia, muitas vezes acaba virando refém da marcação dos adversários. Talvez fosse o caso de entrar com 2 meias ou 3 atacantes, ou até mesmo dar maior liberdade para os laterais(talvez até colocando eles como alas) para apoiarem o ataque, dando mais opções para os atuais 3 jogadores do setor de ataque do time.

Vendo o lado positivo, esse período de jogos na série b, antes do time entrar na Copa, serviu para que jogadores como Alan Kardec e Mendieta pegassem ritmo e entrosamento. Hoje os dois são peças importantes para o time, o primeiro inclusive já é titular absoluto, já tendo virado referência ofensiva do time. O segundo virou ótima opção para quando o Valdívia não puder jogar, o time ter um outro bom meia criativo. Com tudo isso, o time deve fazer um bom papel nessas oitavas contra o Furacão e acredito inclusive que deva passar para próxima fase.