Arquivo da tag: Colômbia

Como a contratação de James Rodríguez resolve vários problemas do Real Madrid de uma vez só

jamesrodriguez4afp

Assim como aconteceu após a Copa de 2010, quando contratou dois dos destaques da competição (Özil e Khedira), o Real Madrid trouxe mais dois galácticos para se juntar à sua constelação.

Depois de Toni Kroos, meia/segundo volante alemão ex-Bayern de Munique e um dos melhores jogadores da Copa segundo a FIFA e enquete com torcedores, hoje foi a vez do colombiano James Rodríguez, ex-Monaco. O meia de 23 anos foi o artilheiro da Copa do Mundo e autor do gol premiado como o mais belo do campeonato, o que o credenciou como uma das principais estrelas da competição. Continue lendo Como a contratação de James Rodríguez resolve vários problemas do Real Madrid de uma vez só

Agressões x punições

A contusão e consequente saída do Neymar da copa do mundo, acabaram tomando muito mais os noticiários do que o jogo propriamente dito(por razões óbvias, diga-se) e nessa onda muita besteira tem sido dita e algumas reações completamente absurdas de torcedores por conta do acontecido. Resolvi então antes de analisar o jogo(o melhor do Brasil disparado na copa), comentar sobre o que houve.

Continue lendo Agressões x punições

Brasil x Colômbia. Não faltam motivos para torcer! (pelos dois).

Sexta-feira quatro de julho de 2014, data importante pois é o dia em que se comemora 2 anos da libertação corinthiana e nada mais importa. Dia de grandes jogos abrindo a fase de quartas-de-final da copa do mundo. Entre esses grandes jogos teremos um duelo sul-americano. Brasil x Colômbia, o duelo entre o gigante de tradição (único pentacampeão do mundo) mas que vem jogando um futebol apenas razoável até o momento contra uma equipe de muito menos tradição (nunca havia chegado tão longe) mas que vem sendo até agora o time mais agradável de se ver jogando. Continue lendo Brasil x Colômbia. Não faltam motivos para torcer! (pelos dois).

QUARTAS DE FINAL DA COPA E AS SELEÇÕES DOS SONHOS

Estava eu olhando os confrontos das quartas de final da copa, e me peguei lembrando de grandes jogadores desses países. Me lembrei dos jogos de futebol no videogame onde eu podia montar o meu time e montar assim “o meu time dos sonhos”.  Resolvi então fazer uma lista com esses grandes nomes, e não é que me surgiu a idéia de montar uma “seleção do passado”, mas eram tantos nomes que acabei montando duas.

Separei por chaves. De um lado, Brasil/Colômbia/França/Alemanha e do outro, Holanda/Costa Rica/Argentina/Bélgica. Continue lendo QUARTAS DE FINAL DA COPA E AS SELEÇÕES DOS SONHOS

Rivais do Brasil – Porque devemos nos preocupar(e muito) com a Colômbia

O Brasil custou, sofreu, chorou(literalmente e até demais para o meu gosto), mostrou um baita desequilíbrio, mostrou também uma ausência de ideias pra fazer o time jogar de uma forma diferente, tendo em vista o pífio desempenho nos 4 jogos… enfim tem tanta coisa pra se colocar aqui que eu gastaria tempo demais falando e esse não é o caso, pois aqui vou analisar o outro lado: a Colômbia.

Continue lendo Rivais do Brasil – Porque devemos nos preocupar(e muito) com a Colômbia

Palpitômetro – saldo grupos C e D

Continuando com as conclusões do palpitômetro, hoje serão os grupos C e D

Grupo C

Colômbia empata com a Grécia
Resultado – Colômbia 3 x 0 Grécia

Costa do Marfim vence Japão
Resultado – Costa do Marfim 2 x 1 Japão

Colômbia empata com a Costa do Marfim
Resultado – Colômbia 2 x 1 Costa do Marfim

Japão perde para Grécia
Resultado – Japão 0 x 0 Grécia

Grécia perde para Costa do Marfim
Resultado – Grécia 2 x 1 Costa do Marfim

Colômbia vence Japão
Resultado – Colômbia 4 x 1 Japão
Classificação(palpite)

Costa do Marfim – 7 pontos
Colômbia – 5 pontos
Grécia – 4 pontos
Japão – 0 ponto

Classificação(real)

Colômbia – 9 pontos
Grécia – 4 pontos
Costa do Marfim – 3 pontos
Japão – 1 ponto
Análise dos palpites – Sem dúvida fiquei surpreso em como a Colômbia conseguiu superar bem a falta da sua estrela maior, Falcão Garcia, e atropelar todos seus adversários. Por outro lado decepcionado com a campanha da Costa do Marfim, que na última chance dessa geração de fazer um bom papel, parece que o ego de novo falou mais alto. Grécia se aproveitou disso e passou pela primeira vez de fase e o Japão foi pífio, como esperado.
Grupo D

Uruguai vence Costa Rica
Resultado – Uruguai 1 x 3 Costa Rica

Inglaterra empata com a Itália
Resultado – Inglaterra 1 x 2 Itália

Uruguai Vence a Inglaterra
Resultado – Uruguai 2 x 1 Inglaterra

Itália vence a Costa Rica
Resultado – Itália 0 x 1 Costa Rica

Itália empata com o Uruguai
Resultado – Itália 0 x 1 Uruguai

Costa Rica perde para a Inglaterra
Resultado – Costa Rica 0 x 0 Inglaterra

Classificação(palpite)

Uruguai – 7 pontos
Itália – 5 pontos
Inglaterra – 4 pontos
Costa Rica – 0 ponto

Classificação(real)

Costa Rica – 7 pontos
Uruguai – 6 pontos
Itália – 3 pontos
Inglaterra – 1 ponto
Análise dos palpites – certamente o grupo que derrubou todo mundo. Não dá nem pra considerar que realmente tenha sido um erro de avaliação, porque acredito que nem os próprios costa-riquenhos acreditavam em uma campanha fabulosa como essa em um grupo tão difícil. Surpreendente o fato de a seleção italiana não ter empatado nenhum jogo e o Uruguai como imaginei levou os jogos mais na raa do que na técnica. Inglaterra continua sendo pífia, apesar de essa copa ter superado os limites.

 

Saldo

12 partidas

3 acertos

9 erros

 

6 motivos que provam que a Colômbia é a grande seleção da copa

Resolvi passar aqui rapidinho para elencar cinco motivos pelos quais a Colômbia é a grande seleção dessa copa. Eis:

1 – Futebol

Eu sei, deveria ser motivo mais do que suficiente, mas não é. A Colômbia ganhou os três jogos da primeira fase (ok, grupo fraco, eu sei, mas ganhou com autoridade) jogando um futebol que enche os olhos. Com um time muito rápido e habilidoso, os colombianos têm envolvido a marcação adversária e dado verdadeiras aulas de contra ataque.

2 – Torcida

Tem sido fantástico em todos os jogos o número de colombianos presentes. Conforme já disse aqui, para o jogo de hoje os torcedores estavam desde sábado no aeroporto de Cuiabá. Em quantidade, em animação e beleza a torcida colombiana está ganhando de goleada.

3 – Pablo Armero

É a grande figura dessa copa. Duvido que vocês estejam vendo os jogos da Colômbia sem aguardar ansiosamente pelas comemorações, lideradas pelo autor do famoso “Armeration”. Independente da qualidade técnica, que é discutível, não há como negar que é extremamente carismático.

4 – Mondragon

Quarenta e três anos de idade, recordista em longevidade em jogos de copa. Quem viu o jogo agora há pouco certamente se emocionou com a entrada do goleiro, sendo homenageado e aplaudido até pelos adversários japoneses – e ainda deu tempo para fazer uma grande defesa.

5 – Romarinho

Cuadrado, com suas madeixas à la Romarinho, é no mínimo um personagem interessante, não só pelo futebol mas pelas piadas futebolísticas que proporciona pela semelhança com o atacante corintiano.

Separados pelo nascimento?
Separados pelo nascimento?

6 – Shakira

Uma imagem vale mais que mil palavras.

shakira

Seria a Bélgica a nova Colômbia-94?

Ter um desempenho ótimo em eliminatórias e ser colocada como candidata a surpresa deve criar uma pressão difícil de aguentar ou um azar de ter um mau desempenho. Observando o desempenho da Bélgica nesses dois jogos me lembrou muito da situação da Colômbia em 1994. Os colombianos se classificaram para a copa dos Estados Unidos de forma invicta, e durante a campanha golearam a seleção argentina por 5-0, em Buenos Aires, e por causa disso, foram elevados para candidatos a surpresa da copa de 94.

Ao contrário do esperado, a campanha da Colômbia foi pífia, sofrendo duas derrotas e vencendo apenas o último jogo, quando já não tinha mais chances de classificação. Depois de ter assistido os dois jogos da Bélgica, fico com a sensação que não fará tão mal quanto os colombianos, até porque já se classificaram, mas que possivelmente não manterão o status de surpresa da copa.

Não sei qual a razão, se o time foi supervalorizado, se o calor tem afetado ou se é má-fase dos principais jogadores, porém a seleção belga tem ganho seus jogos sem convencer. Contra os russos apenas venceram por causa do pragmatismo exagerado da equipe Russa.

Entendo que os times do Fabio Capello costumam ser fechados aguardando um contra-ataque para resolver a partida, porém no caso da seleção russa isso parece um desperdício absurdo. Tanto no jogo contra a Bélgica quanto no jogo contra a Coréia, quando os jogadores do time russo resolveram ousar demonstraram ter técnica e capacidade de ter vencido os jogos até tranquilamente, porém graças ao conservadorismo sofreram nas duas partidas e agora terão de resolver contra os Argelinos.

A Argélia ontem me surpreendeu, no meu primeiro post sobre o grupo cheguei a dizer que era um time técnico e que iriam dificultar para seus adversários, porém não acreditava que teriam um resultado tão expressivo como o do jogo contra a Coréia do Sul. Os argelinos dominaram a partida e praticamente em nenhum momento foram ameaçados. Se mantiverem a qualidade podem até se classificar de forma tranquila.

Já a Coréia do Sul foi a decepção da rodada, tendo sido totalmente dominados pelos argelinos. Contra os russos demonstraram fragilidade no setor defensivo, porém contra a Argélia mostram fraquezas também no setor ofensivo. Na próxima rodada, contra os belgas dificilmente criarão problemas, caso continuem jogando dessa forma.

Dessa forma, acredito que na última rodada devem se classificar Bélgica e Argélia, caso essa última consiga repetir o desempenho que tiveram contra os coreanos.

Palpitômetro – Grupo C

Dando continuidade aos palpites por grupos, hoje o grupo escolhido será o C, que conta com as seguintes seleções:

Colômbia, Grécia, Costa do Marfim e Japão
Colômbia x Grécia

A Colômbia que chega bem cotada na copa, por conta da excelente participação nas eliminatórias e com a esperança de que o seu principal jogador(Falcão Garcia) se recupere a tempo de jogar, não poderia ter estréia mais ingrata do que pegar um dos times mais retranqueiros do mundial(o pior sem dúvida é a Suíça). A Grécia que mesmo depois de ter vencido a Euro 2004 não conseguiu vaga para o mundial, volta depois de muito tempo e com mais chances do que da primeira vez que participou de uma copa, onde limitou-se a ser o saco de pancadas do grupo.

A Grécia sabendo do ponto forte da Colômbia, que é o ataque, vai fazer aquele ferrolho “bonito” de se ver e deve passar o jogo inteiro levando pressão da Colômbia, mas até pelo fato citado da falta do seu principal atacante, o jogo deve terminar em empate(mesmo que o Falcão jogue, ainda deve estar sem ritmo, então mesmo com a presença dele, vejo uma vitória como improvável).

Costa do Marfim x Japão

A Costa do Marfim vem para a sua terceira copa seguida como o time africano mais badalado, mas que até hoje nunca mostrou a que veio. Há que se considerar que pegou grupos razoavelmente difíceis(em 2006 com Argentina, Sérvia e Montenegro e Holanda e em 2010 com Brasil, Portugal e Coréia do Norte), porém com os nomes que possuía, tinha totais condições de fazer um papel mais digno, haja visto que nas duas copas sequer passou de fase. O Japão por sua vez mantém-se firme nas suas vindas a copa(desde 98 é presença constante) e tendo passado já duas vezes para a segunda fase(em 2002 e 2010).

O time africano deve entrar muito forte nesse torneio, principalmente pela questão de afirmação e da última chance de alguns jogadores da equipe de fazer um bom papel(caso de Drogba), além de contar com certamente um dos melhores meias do mundo hoje em dia(Yaya Touré). Essa motivação por fazer um papel digno nessa copa deve fazer o time passar sem sustos pela seleção japonesa, para já mostrar força e já preocupar os outros adversários da chave.

Colômbia x Costa do Marfim

O principal jogo da chave e provavelmente um dos mais interessantes da primeira fase do mundial, pois certamente contará com as duas seleções explorando o setor ofensivo, que é o ponto forte de ambas.

A Colômbia chegará precisando mais do resultado, para não se complicar na classificação e deve atacar sem dó a seleção da Costa do Marfim, porém considerando que a defesa de ambas seleções deixa muito a desejar, o jogo deve seguir para um empate com muitos gols, porém bom apenas para a Costa do Marfim, que vai encaminhar bem sua classificação.

Japão x Grécia

Seguindo o rumo oposto do outro jogo, esse promete ser aqueles jogos sem graças, pois o Japão apesar de contar com dois excelentes jogadores(Honda e Kagawa), não deve ter força para superar a retranca grega, ao passo q o time grego não tem um setor ofensivo que realmente seja uma grande ameaça… Grécia deve achar um gol e o Japão martelar(sem sucesso) o empate.

Grécia x Costa do Marfim

Jogo com requintes de crueldade para ambos os lados, pois ao mesmo tempo que ambos lideram a chave até o momento, ao final do jogo, o derrotado pode até mesmo sair eliminado.

O time grego sabendo desse risco e principalmente tendo grandes chances de ficar de fora em caso de empate por conta do baixo número de gols marcados, deve fugir as suas características e atacar a seleção marfinense, que vai se aproveitar disso e conseguir uma vitória sem grandes problemas, sempre apostando no seu forte ataque.

Japão x Colômbia

O ano de 1994 começa a assombrar os colombianos, que veem um grande risco de repetir o mesmo fiasco daquela seleção que chegou tão bem cotada e que saiu ainda na primeira fase.

Tentando evitar o vexame, vão atacar com tudo a seleção japonesa, que já eliminada, vai ao menos tentar conseguir sair com alguma dignidade do torneio, mas não será páreo para o time colombiano, que dessa vez conseguirá o resultado e encaminhará sua classificação, fazendo juz ao favoritismo que lhe vem sendo atribuído.
Classificação final

Costa do Marfim – 7 pontos
Colômbia – 5 pontos
Grécia – 4 pontos
Japão – 0 ponto

Higuita: O escorpião rei

No futebol vários jogadores se destacaram por diversos motivos, Pelé e Maradona foram os melhores, Cruijff foi o mais tático e inteligente, Garrincha o mais habilidoso, Beckenbauer o mais versátil. Mas nenhum jogador atingiu notoriedade mundial de uma maneira tão exótica quanto René Higuita.
Habilidoso como poucos, Higuita foi a figura mais irresponsável da história do futebol, apesar de jogar como goleiro, ele nunca teve nenhum pudor em exibir sua habilidade, mesmo que para isso tivesse que colocar sua equipe em situações complicadas e até mesmo constrangedoras.
Colombiano nascido na cidade de Medellín, Higuita começou a se destacar defendendo o Atlético Nacional de sua cidade, equipe pela qual venceu a taça Libertadores da América em 1989, e nesta competição o mundo conheceu o goleiro que mais do que impedir os gols adversários, também fazia uns golzinhos e frequentemente saía de sua área para driblar os atacantes adversários.
Após vencer a libertadores, faltava para Higuita mostrar sua habilidade em uma copa do Mundo, e a oportunidade surgiu na copa da Itália em 1990. Sobre este evento podemos dizer que Higuita não decepcionou os fãs de sua irresponsabilidade mas não deve ter agradado o torcedor colombiano.
Depois de uma boa campanha na primeira fase, a seleção colombiana classificou-se para as oitavas de final, na qual enfrentaria a outra surpresa daquela copa, a seleção de Camarões do veterano Roger Milla. Prepotente, Higuita possivelmente subestimou os camaroneses e arrancou de sua área rumo ao meio de campo driblando os adversários, o que ele não esperava era que o astuto Milla já prevendo a jogada de Higuita lhe tomasse a bola e tocasse para o gol aberto e desprotegido, classificando Camarões e eliminando a Colombia do mundial.
Depois da copa de 90 poderia se pensar que Higuita nunca se superaria na arte de ser irresponsável, mas em um amistoso contra a seleção inglesa em 1995 ele provou que sua capacidade jamais poderia ser subestimada. No mítico estádio de Wembley em uma partida que tinha tudo para ser mais um amistoso sem graça, Higuita fez o exigente público inglês delirar ao fazer a defesa mais circense da história do futebol. Projetando seu corpo para a frente, dando um salto ao estilo “peixinho” e erguendo os calcanhares como um rabo de escorpião, Higuita defendeu um chute do meia inglês Jamie Redknapp com os calcanhares.
Apesar da incrível habilidade e da ousadia única, a irresponsabilidade fora dos campos equivalente a que tinha dentro deles, levou a carreira de Higuita ao declínio, envolvimento com o narcotráfico e suspensões por uso de cocaína mancharam sua gloriosa carreira. Mas sem dúvida Higuita deixou seu nome na história do futebol como um inovador que inspirou goleiros como o paraguaio Chilavert e o brasileiro Rogério Ceni a cobrarem faltas e penaltis e fazerem gols, o legado de René Higuita ficou para sempre na história do futebol mundial, porém sua habilidade e irresponsabilidade são únicas e jamais existirá outra figura como ele.