Arquivo da tag: champions

Jogos de volta Champions – parte 2

E agora a segunda parte dos confrontos das oitavas de final:

Barcelona x Milan (2 x 0 Milan na ida em Milão)

   Resultado totalmente inesperado, pois talvez nem os milanistas acreditavam em um resultado tão expressivo contra o considerado melhor time de mundo e não apenas o placar, pois o Barcelona também não comseguiu jogar, devido ao fortíssimo sistema defensivo montado pelo time italiano, que não teve vergonha de jogar de uma forma bem retranqueira mesmo dentro de casa.

O Barcelona vem em talvez sua pior fase em tempos: a derrota já citada, duas derrotas para o Real(uma valendo vaga na final da Copa do Rei e uma com o time misto do Real) e jogos abaixo da média no espanhol. O time parece ter perdido o rumo nesse momento e entra precisando jogar o seu melhor, pois precisa de pelo menos 2 gols, sem tomar nenhum, para passar. Tarefa muito ingrata, ainda mais nesse momento.

Recuperando-se no italiano e com esse resultado, o Milan parece ter voltado aos bons dias. O time na Itália tem a vantagem de contar com o Balotelli, que não pode jogar a Chapions, em um ótimo momento, jogando mais e fazendo menos besteiras. O time eu ainda acho fraco, porém certamente vive seu melhor momento na temporada.

Acredito que o Barça deva dar adeus mais cedo, tanto pelo resultado, como pelo momento das equipes, no entanto mesmo com o Milan passando, não acho que deva ter vida longa(a não ser que dê sorte no próximo confronto).

Schalke 04 x Galatasaray (1 x 1 ida em Istambul)

   Resultado que ficou com gosto de derrota para o time turco, que mesmo com mais volume de jogo e com suas duas novas estrelas em campo(Drgoba e Sneijder) não conseguiu sair com a vitória nesse primeiro confronto.

O Schalke vem animado com a vitória no clássico contra o Borussia Dortmund e contando com a vantagem do resultado, deve jogar principalmente no erro do Galatasaray, porque não acredito que ele se lance ao ataque com o resultado a seu favor.

Pelo lado turco, o time lidera sossegado o campeonato, mesmo com a derrota no fim de semana e deve desde o início partir para cima, usando sua melhor arma que é o trio formado pelo Sneijder-Drogba-Yilmaz.

O placar do primeiro jogo virou o favoritismo de lado, vejo o Schalke com melhores possibilidades de passar a próxima fase, porém é outro time que não creio que deva ir longe, pois ao contrário da vez que chegou as semi, conta com um time bem mais fraco.

Malagá x Porto (1 x 0 Porto em Porto)

   Porto chega com a vantagem da vitória em casa, porém ao contrário dos dois primeiro jogos, vejo esse como um placar em aberto, principalmente pelo bom time do Malagá, que vem fazendo um excelente espanhol. Diferente da fase de grupos, nesse primeiro jogo o time foi amplamente dominado e acabou saindo até barato apenas 1 a 0.

O time português vem em boa fase, se aproximando do time do Benfica na liga local e segue com a vantagem do placar, mais do que nunca deve jogar fechado, apenas esperando a chance de marcar um gol qualificado(fora de casa), para selar de vez a classificação para as quartas.

Estranhamente apático no primeiro confronto, o time espanhol continua bem no espanhol, seguindo em quarto lugar e garantindo a vaga para a próxima champions. É pouco provável que em casa o time jogue tão mal como no primeiro jogo, talvez tenham sentido um pouco a pressão de ser a primeira vez do Málaga em uma segunda fase de Champions.

Mantenho meu palpite ainda de que o Málaga tem ligeira vantagem, mesmo com o placar adverso, ainda acho que ele deve reverte-lo dentro de casa, porém dependerá que seus jogadores mais experientes(Saviola, Demichielis, Lugano), acalmem os mais novos e evitem que eles sintam a pressão como foi o que pareceu no primeiro jogo. Jogando o que vem ao longo da temporada, eles conseguem reverter e sair classificados, porém o experiente e acostumado time do Porto será dificílimo de ser batido, mesmo sem a mesma força de outros anos.

 

Bayern x Arsenal (3 x 1 na ida em Londres)

Certamente o melhor placar dos 8 confrontos. O Bayern simplesmente atropelou o Arsenal na sua própria casa, e o time inglês deve agradecer porque tal o desequilíbrio cabia mais.

O time bávaro vem atropelando todo mundo no campeonato local e caminha sossegado para ser campeão, jogou como quis na primeira partida e entrará tranquilo no confronto. Acredito que deva sair com uma vitória ainda mais fácil que a do primeiro jogo.

Lamentavelmente o time inglês a cada dia que passa mais entra na condição de mero coadjuvante… os tempos de Henry e cia são uma coisa tão distante que chega a ser difícil crer que é o mesmo time. Até soube se renovar, mas não manter o time, jogadores como Nasri, Fábregas, Kolo Touré, Flamini, Van Persie, etc poderiam colocar esse time entre os favoritos ao título, porém sem repor a altura as perdas, indo mal inclusive no inglês, fazendo feio nas copas(perdeu as duas para times de divisões inferiores), deve entrar nesse jogo, apenas para buscar uma eliminação mais honrosa.

Favorito ao título o Bayern passa sem susto e segue firme como favorito ao título(no momento acredito ser o melhor time da Champions, seguido por Real e Borussia).

Fase final da Champions – parte 1

Terminada a fase de grupos da Champions League e com os confrontos das oitavas de final definidos, vamos analisá-los um a um, porém antes farei algumas considerações e curiosidades em relação a fase de grupos.

– Sobre o rankeamento por desempenho: uma ideia excelente e a mudança mais significativa mostrou-se realmente justa, pois houve a troca de vagas entre Alemanha e Itália, com a primeira passando a ter 4 vagas, algo que mostrou-se muito justo… ambos times perderam uma das vagas na fase de grupos(Itália com a Udinese e a Alemanha com o Borussia Moechengladbach), porém os 3 alemães que seguiram foram líderes em seus grupos, ao passo que os dois da Itália, apenas a Juventus foi, o Milan sofreu para passar em segundo.

– A outra mudança, referente a dar chance na fase de grupos a países com menos tradição também tem se mostrado interessante, pois além do Apoel(Chipre) ano passado ter chegado as oitavas, esse ano mesmo sem nenhum classificado, tivemos alguns resultados interessantes como o Bate Borisov tendo feito 3 a 1 no Bayern de Munique ou o Nordsjeland tendo empatado com a Juventus. Esses times não devem chegar tão próximos aos gigantes europeus, entretanto podem começar a diminuir o abismo que os separa.

– A Espanha foi o único país com 100% de aproveitamento, pois colocou os 4 times na segunda fase: Barça e Málaga em primeiro e Real madrid e Valência em segundo.

– A Inglaterra foi sem dúvida o maior fiasco, pois além de ter apenas um time que terminou como líder do grupo(Manchester United), ainda teve 2 eliminados na primeira fase: o Chelsea(surpresa até por ser o atual campeão) e o Manchester City que vexatoriamente terminou na lanterna do grupo, com apenas 3 pontos e fora de qualquer competição européia.

– A Rússia apesar de tantos times com donos ricos, parece não conseguir sair do estágio de mero figurante. Esse ano Spartak fez um papel ridículo na fase de grupos e o Zenit que tinha tudo para superar o Milan, conseguiu ser eliminado graças a derrota para o Anderlecht.

– A Ucrânia ao contrário tem evoluído, principalmente pelo Shaktar, que tem se tornado um adversário tremendamente indigesto, ainda mais atuando em casa. O Dynamo de Kiev parece não conseguir acompanhar no meso ritmo e já tem um bom tempo passa na Champions apenas fazendo figuração.

– Portugal e França ainda não conseguiram estabelecer uma regularidade maior na Champions, pois em ambos os casos alternam anos com times fazendo bons papéis e outros dando vexame. A tendência é que na França com o multimilionário PSG, agora eles tenham um time que seja presença constante nas fases finais.

Agora como curiosidade, ficou da seguinte forma a distribuição de nações e número de classificados:

Espanha – 4 times
Alemanha – 3 times
Itália e Inglaterra – 2 times
França, Portugal, Turquia, Escócia, Ucrânia 1 time

9 países diferentes na segunda fase é um número bem interessante, pois mostra uma razoável diversificação, apesar das disparidades entre os gigantes europeus e os “nanicos”

confrontos reservam clássicos do futebol europeu

 

 

 

 

 

 

 

Os confrontos serão discutidos mais a fundo nos próximos posts, divididos em duas partes, com 4 partidas em cada.