Arquivo da tag: barcos

Fora brunoro!

Serviço de utilidade pública que disponibilizo aos palmeirenses que estão “comemorando” as decisões desse senhor, que depois de apenas 15 dias, que sua vinda foi o maior erro dos últimos tempos

para entender:

 

Vendeu o Barcos por teoricamente: 5 jogadores(4 definitivos + 1 emprestado) + resto do pagamento do Barcos a LDU + saldar a dívida de direito de imagem + 2 milhões de euros e ainda ficar com 15% do passe.

Na prática: esses jogadores não sabiam, foi trocado um(Marco Antônio) por outro muito inferior(Rondinelly), o principal jogador da troca(Marcelo Moreno) não deve vir, Leo Gago virá apenas por empréstimo e somente o Vilson será em definitivo. Leandro já originalmente viria por empréstimo apenas.

Segue aqui a petição-protesto do torcedor:

http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2013N35908

Diretoria profissional…. ou não

A direção do Palmeiras havia começado relativamente bem, com as contratações de Paulo Nobre para a administração e posteriormente da busca de peças para o elenco.

Ele trouxe o Brunoro, para ser seu homem forte, o Feitosa para cuidar do elenco e evitar aquelas coisas ridículas de intriguinhas que sempre surgiam, já trouxe como novo diretor de marketing o Gregoracci, que é sócio do Washington Olivetto. Após ajeitar a parte diretiva, ele partiu para a parte operacional, ou seja os jogadores.

Começou buscando resolver o primeiro problema no elenco: o Luan que queria sair e trouxe dois na troca: Charles(infinitamente melhor que o Márcio Araújo) e o Marcelo Oliveira, que tanto pode ser volante como jogar na lateral esquerda. Considerando a ideia inicial ridícula da troca pelo Josimar(que pasmem ainda achou que deveria ter um aumento de 150%), foi ótima, pois deu opções ao Kleina e livrou o time de um elemento que poderia desagregar, por estar insatisfeito.

Confirmou a chegada do Ronny, que sinceramente não sei dizer do nível dele, mas chega para compor elenco(porém não creio que seja a peça para assumir a posição do Valdívia quando ele estiver no meio de suas incontáveis recuperações). Acho que o meio é a posição que menos devem ser trazidas apostas, pois há jogadores da base, como o Dybal, Diego Souza, o próprio Edílson(que foi relacionado no último jogo), que merecem ter mais oportunidades no time.

Acertou a contratação do ótimo atacante Kleber, que vinha em ótima fase no Porto, mas que depois de se machucar, acabou perdendo espaço, até pedir para sair, para quem sabe ter nova chance na seleção(chegou a ser chamado pelo Mano, mas se machucou pouco antes de integrar a equipe).

Fechou com o lateral-direito Weldinho, que estava no Corinthians, para ser reserva do Ayrton. Não é nenhum jogador excepcional, porém é uma boa opção para compor o elenco(no caso justamente o que era procurado, uma peça de reposição).
Porém como no Palmeiras esperar uma diretoria que não consiga jogar tudo por terra sem mais nem menos tem sido um sonho impossível para a torcida, na última sexta tivemos um capítulo realmente fabuloso da capacidade dos dirigentes do Palmeiras de serem burros(isso ainda sendo gentil).

Tudo começa com a LDU cobrando publicamente a última parcela da compra do Barcos, da insatisfação dele com a situação e atraso nos direitos de imagem do mesmo… mais um adorável presente da antiga diretoria.

Surge nisso o Grêmio com uma proposta um tanto quanto tentadora: 5 jogadores(vilson, léo gago, Marco Antonio, Marcelo Moreno e Leandro, esse por empréstimo), pagamento dos salários atrasados, da última parcela do passe dele e mais 2 milhões de euros.

Olhar essa proposta a faz parecer um excepcional negócio, pois reforça o time em diversas posições, alivia o caixa de algumas dívidas e ainda põe uma grana extra para resolver outras pendências, porém a história não é tão bonita como parece…

Primeiro que desses 5, 4 não podem jogar a libertadores, ou seja, já estão jogando a libertadores que o time tanto lutou para voltar no lixo.

Segundo: Brunoro acelerou essa venda desesperadamente para o Grêmio poder inscreve-lo logo na libertadores… por que? eles não ajudam, pq você os ajudou?

Terceiro e pior: nenhum dos jogadores havia sido avisado do negócio!!! e o Grêmio simplesmente deu aval para o Palmeiras negociar… ou seja, existe a possibilidade de alguns deles sequer chegarem aqui, de termos jogadores de nível inferior sendo postos a contra-peso(o primeiro já foi, saiu Marco Antônio, entrou Rondinelly) e o time involuir, pois afinal o Barcos era o único diferencial do time, agora simplesmente isso inexiste no Palmeiras(Valdívia nem conta)

Aí fica a pergunta: por que toda essa boa vontade? Isso é ser profissional? ajudar um rival sem se preocupar que o time pode simplesmente ficar largado as moscas? A lista da Libertadores da primeira fase é pra se olhar e chorar, nem o Vilson que poderia jogar a primeira fase está lá(quem achamos lá? o dispensado Leandro Amaro), é patético…

Eu vinha elogiando essa diretoria e sinceramente achava que eles tinham metas grandiosas para o clube, porém depois de ver como trataram essa negociação, mudei completamente de opinião, pois o que foi feito nem a porcaria da antiga direção conseguiu fazer: vender um ídolo em troca de promessas… Vender por aval para ABRIR negociações????? Brunoro, você é um cara experiente, calejado, não está mais na idade de acreditar nesse tipo de promessas… creio que depois dessa, acho que o melhor que deve fazer é pedir para se retirar e ir buscar outra coisa para fazer, porque cuidar de um time de futebol ao que parece não, você não sabe mais.

Obs: Leo Gago virá apenas por empréstimo… parabéns pela ótima “contratação”…

Time de Baixos e altos

O Palmeiras vem provando nesse início de temporada que é um time de baixos, com a ridícula derrota para o Penapolense com um a menos, como de altos, com a boa vitória sobre o São Bernardo com atuação destacada do Valdívia, que jogou como se espera dele.

O time sofre com a pressão da torcida, a própria falta de confiança de diversos jogadores do time(caso do Luan por exemplo, q apesar de marcar o segundo gol do time contra o Penapolense, sequer jogou a partida seguinte) a falta de um esquema tático definido, causada principalmente pela falta das peças tanto pedidas pelo técnico. Os problemas são imensos e as soluções parecem distantes depois de tanto desgosto.

O jogo do último domingo é para se esquecer, o time foi apático ao ponto de se entregar a marcação de um time com um a menos e que não mostrou sequer um bom começo de Paulistão… digno de nota apenas o belo gol do Ayrton, que dada sua especialide, deve ser o primeiro de muitos.

Contra o São bernardo, contando com o Valdívia jogando como se deve, o time passeou e contou com 2 gols do Barcos, que já fez 3 no ano(em que ele prometeu 28 gols). O time pode contar com um meia de ofício(e não de improviso como costuma ser com o Patrick vieira) e assim conseguia criar jogadas e não ficar no tradicional “bumba meu boi” que andou virando o setor criativo palmeirense. Ele jogou criando, armando, servindo e até marcando, lembrando aquele que a torcida sempre teve como ídolo.

Evidente que esses jogos continuam a não ser referência para nada, porém servem para evidenciar a já óbvia chegada de reforços e que muito trabalho espera pelo Kleina para dar corpo a esse time.

Sobre contratações: a diretoria prometeu 5 jogadores pelo menos até o início da Libertadores. Ronny do Figueirense e Marcelo Oliveira(esse que deve ser acompanhado por outro em troca pelo Luan) devem ser os primeiros. O problema maior nesse caso é que estão apenas quantificando o elendo e não o qualificando, pois esse jogadores não chegarão para vestir a camisa e ir para o jogo, devem sim ser opções para o técnico, que quando estiver sem alguma peça os utilizará. Essa troca até o momento não me agrada, pois por mais que o Luan queira sair, estão oferencendo qualquer coisa para o Palmeiras e não alguém que de fato possa agregar. O time deveria em casos como esse, simplesmente largar mão da negociação e até manter o Luan caso não haja uma proposta decente pelo atleta.

A diretoria parece estar trabalhando no mais rápido que lhe é possível pelo escasso tempo que lhe foi dado. Acho que no meio do ano dará para se ter uma ideia de se de fato mudanças estão acontecendo no Palmeiras e agora ele finalmente começa a subir, ou se são apenas mais do mesmo, tais quais seus antecessores.

 

Time de 2013 com cara de 2012

O ano futebolístico começou praticamente como terminou 2012 para o Palmeiras: com o time capengando em alguns jogos e conseguindo alguns resultados mais na base da entrega do que propriamente no time ajeitado.

O jogo contra o Bragantino foi uma verdadeira tortura, pois o time sem ritmo(e sem reforços) sofreu contra a defesa bem postada do time de brangança. Em compensação contra o Oeste o time mostrou um pouco mais de força coletiva e conseguiu um resultado melhor, 3 a 1, com gols de Barcos, Patrick Vieira e Luan(em momento de redenção depois de ter sido vaiado no primeiro jogo e ter até pedido pra sair).

Evidentemente que jogos de começo de ano não são referências nem pra mais, nem pra menos, porém o preocupante para a torcida é que o “Palmeiras ideal” com o que se tem no elenco atualmente é esse aí… e sendo realista esse ideal está muito longe de ser o adequado.

O time sofre basicamente dos mesmos defeitos do ano passado: falta de companheiro para o Barcos, defesa capenga(Henrique tem de se desdobrar), meio pouco criativo(o Patrick Vieira não está ainda “maduro” e o Valdívia… bom continua sendo o Valdívia de desde que voltou).

O time carece de muitas peças, tanto para compor elenco, como para o time titular e dar conta de tantas competições como o time terá no ano e para se fazer um papel minimamente decente, contratações são indispensáveis.

A nova presidência chegou(assunto a ser tratado mais a fundo em outro texto), mas deve agilizar na busca por novas e qualificadas peças, pois o erro que o Palmeiras vem cometendo basicamente desde a saída da Parmalat é: trazer muitas peças, pagar valores médios por elas, elas não trazerem resultado, mais peças de valor médio serem contratadas, também não trazerem resultado e ao fim das contas se deixou de trazer um jogador de valor mais alto que certamente resolveria, para trazer 3, 4 que somados dão o mesmo custo e que não adiantaram nada.

Time não se faz só com jovens, ou só com jogadores caros no Brasil, é necessário que haja uma mescla e um equilíbrio, para que o time consiga lançar jovens da base, ou apostas vindas de clubes menores e que os mesmos entrem sabendo que tem um jogador “costas largas” que pode servir de apoio para que ele desenvolva seu futebol e assim se evite de queimar e perder boas peças.

Depois de muitos anos, a base do Palmeiras parece trazer uma boa safra de jogadores, pois além dos já integrados João Denoni e Patrick Vieira que na reta final se destacaram pela entrega e luta para que o time não caísse, na Copa São Paulo vimos jogadores que podem ser facilmente aproveitados no time principal, casos de Bruno Dybal, Diego Souza, Chico, João Pedro, o próprio Luiz Gustavo(aquele sacado depois do pênalti), entre outros que se não chamaram tanta atenção como os citados, demonstraram muito potencial também. São peças valiosas que precisam de jogadores que segurem a pressão, para que eles possam assim mostrar no time principal a mesma desenvoltura que mostraram em categorias menores.

O Palmeiras começa a temporada, achando que ainda está no fim da passada e é preciso abrir o olho, pois do contrário o ano pode ser de vexames que poderiam muito bem ser evitados se o time agisse com o mínimo de agilidade no mercado(isso fica como uma crítica mais a antiga direção do que a nova, que acaba de iniciar seu trabalho e ainda precisa de um período para ser cobrada ou elogiada).

Ano novo, problemas velhos

O começo de ano do Palmeiras tem sido de um desespero sem tamanho para a nação palmeirense. Difícil acompanhar as notícias do mercado futebolístico brasileiro. Todos times contratando, buscando reforçar seus elencos, procurando melhores peças e o Palmeiras… NADA!!!

Aquilo que está na presidência, faz-se difícil de entender… não dá pra saber o que alguém como ele tem na cabeça. Ele é perdido que possivelmente nem sabe o que faz na presidência, mesmo depois de praticamente 2 anos no poder.

Dezembro o clube já tinha 20 jogadores dispensados e um monte de buracos no elenco(já citados anteriormente aqui), porém o sr. incompetência disse “dezembro ninguém contrata, no começo do ano facilitará mais” aí pergunto: em que mundo ele vive? Certeza que ele não acompanha o noticiário?

Começaram algumas tratativas até interessantes com Rodrigo Souto, Bruno Rodrigo e Márcio Azevedo, nenhum fora de série, mas bons reforços na remontagem do time, entretanto simplesmente pararam no meio as tratativas e já deixaram o Bruno Rodrigo ir para o Cruzeiro.

O caso Riquelme parece caminhar pelo mesmo desfecho: da parte do jogador, dizem que simplesmente não há um avanço na tratativa, ou seja, logo chega um time e leva e o Palmeiras fica a ver navios, de novo…

Júlio Baptista que foi citado em uma possível troca com Valdívia(o que eu seria 100% favorável), acabou que foi apenas uma sondagem do clube e agora surge a nota que o Vasco busca formas de trazê-lo. Ver que o Vasco, que nem dinheiro pra pagar água tem, está tentando trazer o jogador e buscando viabilização do negócio, mostra novamente a incompetência dessa direção, pois o Palmeiras não está falido e mesmo que esteja com verbas reduzidas, com o mínimo de esforço se consegue arrumar parcerias para viabilizar tal negócio.

Marcos Assunção é outro caso desses, pois o Palmeiras além de dever pra ele, ainda resolve mudar as condições de última hora para fechar o acordo. Vi muita gente criticando, dizendo sobre a idade, preparo físico, etc… sinceramente me pergunto se essas pessoas realmente assistem aos jogos. É mais do que evidente que ele não tem a mesma velocidade, mas nem de longe quando não estava jogando no sacrifício, ele deixava buracos, ele sabia compensar a falta de velocidade com bom posicionamento, então essa justificativa/explicação é uma grande burrice. O que foi citado sobre os valores do salário: na dúvida fico com o Assunção, pois o que a diretoria fala não tem nenhuma credibilidade.

Barcos idem, a diretoria solta notas ao vento falando coisas apenas pra “jogar pra torcida”, e por conta dessas bobagens, quase arruma enguiço com o jogador e o perde.

Ver tantas bobagens que vão totalmente contra o fortalecimento e reestruturação do time, me fazem pensar como dirigentes como esses se dizem torcedores… imaginar alguém que torce para o time, se espera que ele tente fazer o melhor pelo mesmo, não que simplesmente não faça nada!

Muitos criticam por exemplo o Belluzo por ter sido incompetente, por ter feito bobagens, gastado demais, etc… entretanto ele pensou grande suficiente para acertar a construção da Arena Palestra, trouxe de volta o Valdívia, Kleber, Felipão, Vagner Love, trouxe antes o Muricy… ele pode até ter errado em algumas contratações e por não ter pensado no complemento do time, mas ao menos ele pecou por excessos e não hesitou em buscar algo maior…

Já o Bananone(não tem mais como chamá-lo de Tirone)… pensando pequeno igual o Mustafá, levou o clube a mesma situação vexatória do seu antecessor, com um agravante: o time foi campeão 6 meses antes(não graças a ele obviamente). Ele conseguiu transformar um time que já tinha mudado a mentalidade(agora pensava como um time vencedor), não reforçou como devia e jogou a moral do time tão lá para baixo que pouquíssimos jogadores se salvaram no fim da temporada.

O time para esse primeiro semestre segue uma incógnita, mas com o andar das coisas, promete ser um ano muito, mas muito sofrido para a torcida alviverde.

Carta ao presidente

Caro presidente Tirone.

Ouvi que o senhor tem em mente candidatar-se a reeleição e realmente não consigo acreditar que possa estar falando sério…

Diz que tem coisas ainda a acertar e que um mandato de 2 anos é “injusto”.

Talvez dois anos não sejam tanto assim, porém o que você conseguiu em 2 anos, nenhum dos seus antecessores pós-mustafá conseguiram. Você pegou um time que era apenas mediano, torná-lo um time medíocre e ainda rebaixá-lo.

Você diria: ganhamos a Copa do Brasil, um torneio nacional que desde 98 não vinha, porém a que preço? manter um time extremamente limitado, repleto de buracos e falhas em muitas posições praticamente inalterado para a disputa do Brasileiro. Optou por não contratar ninguém antes do final da competição, mas se esqueceu que ela terminava muito em cima do fechamento da janela, ou seja não teria tempo hábil para buscar alternativas para alguma eventual falha em uma contratação.

A pérola mais recorrente no seu mandato: não temos dinheiro. Ora presidente, não tem dinheiro? ARRUME!! Por acaso você conhece ou tem noção do tamanho da grife Palmeiras? Creio que não, então vou refrescar um pouco a sua memória:

– maior campeão do Brasil(10 títulos nacionais, 11 se contar com a Copa dos Campeões)
– Único time a jogar como seleção brasileira em um jogo internacional
– Campeão do século XX
– único time brasileiro a liderar o ranking da IFFHS
– camisa vestida por ídolos como César Maluco, Ademir da Guia, Luis Pereira, Oberdan, Dudu, Julinho Botelho, Dudu, Leão, Evair, Edmundo, Zinho, Alex, Roberto Carlos, Rivaldo, Marcos e tantos outros que eu ficaria um dia todo falando(e porque não até incluir Marcos Assunção e o Barcos, tal dedicação e amor ao time que eles mostraram ao longo do ano)

Sr presidente, um time com uma história riquíssima como essa(isso porque apenas resumi alguns dos muitos feitos do Palmeiras), dá margem para se procurar fontes de renda.

Caso o Sr não saiba(e certamente não deve saber, ou pior, não deve entender), esse time que tão mal você administra, tem mais de 16 milhões de torcedores. São milhões de torcedores cansados de ver essa corja, encabeçada pelo Sr, tratar o time com tanto descaso, fazendo ele ser motivo de piada frente a outras equipes.

Entretanto sua incompetência e inabilidade de cuidar do clube deixa de ser surpresa, quando lembramos que você é cria do ser mais nefasto que ocupa cargo no Palmeiras: Mustafá Contursi. Criador e criatura que foram responsáveis por esses rebaixamentos que tanto envergonham essa apaixonada torcida.

Rebaixamento que infelizmente não veio por acaso… voltando um pouco a questão do dinheiro(aquele que o Sr não teve inteligência para arrumar), você “premiou” a torcida com contratações risíveis, no nível de Adriano michael jackson, Max pardalzinho, João vítor, Tadeu, Dinei, Ricardo Bueno, a ridícula troca do Pierre pelo Daniel “tonelada” Carvalho, Chico, Rivaldo(o simples fato de ter mantido esse traste já é uma falha grave), entre tantas outras porcarias que dão desespero no torcedor só de lembrar.

Devo sim reconhecer, as vindas de Barcos e Wesley foram bolas dentro, mas de que adianta acertar 2, quando se erra mais de 20? é complicado…

Para piorar, já ouvi o Sr(que porque não merece o título de “cavalgadura diplomada” por toda sua “competência” administrativa) disse ao Gilson Kleina, que o time não tem dinheiro…

Presidente… porque dá pitacos e diz sobre algo que nem será você que cuidará?

Você ser candidato é de longe a piada de mais mau gosto que toda a nação Palmeirense já ouviu.

NINGUÉM o quer no comando!!! nem a você, nem ao Frizzo, outra “genialidade rara” dessa diretoria.

O Sr por estar aí, acredita-se(apesar de eu custar a crer em tal absurdo) que você é de fato palmeirense… Se de fato o é, nem se candidate, aliás, saia da política do Palmeiras. Suma desse clube que não precisa de pessoas como você na diretoria, ou conselho.

Prove todo seu amor a esse gigante e simplesmente esqueça que algum dia você foi presidente, admita que não tem competência e inteligência para gerir esse clube e retire-se.

A torcida nunca se esquecerá, porém lhe será muito grata ao ver que você simplesmente não faz mais parte do clube, que é apenas um torcedor(se de fato for mesmo).

Atenciosamente

A torcida.

2012 frustrante e expectativas 2013

Fim de ano e a sensação de velório no time do Palmeiras é imensa. O time rebaixado e agora as limpas começam a ser feitas.

Sobre o rebaixamento: era algo mais do que evidente pelo que o time vinha apresentando(não ele todo, pois o Barcos e mais alguns jogadores ainda lutavam por melhor sorte), porém quando se tem uma parte tão grande do time jogando contra fica realmente difícil.

Foram até o momento 21 derrotas em 37 jogos, um verdadeiro absurdo se for considerado que o time perto dos outros que estão acima dele, nada deixa a desejar(Bahia, Sport, Portuguesa, Flamengo, Ponte Preta, Naútico), porém o que se via era um time sem raça, determinação, que jogava na base do “no próximo a gente resolve”, porém tantos próximos vieram que o campeonato chegou ao fim e o time não resolveu…

A incompetência foi tamanha, que o time conseguiu perder os 2 jogos para o Atlético-GO(tudo bem que não dá pra culpar os garotos da base no último, ainda sim é ridículo), fora que poucas vezes fez valer o mando de campo e quando mais precisou dele, contou com a parcela estúpida da torcida para fazer o time jogar no interior, praticamente eliminando essa vantagem.

Triste para a torcida que depois da alegria de ver o time novamente vencendo um título, teve de amargar um fim de ano tão melancólico como esse.

Desnecessário dizer que boa parte disso foi culpa da diretoria, que além de péssimos negócios(trocar Pierre por Daniel Carvalho?) e de não trazer nem metade dos pedidos de jogadores feitos pelo Felipão, ainda não teve pulso, nem deu a cara a tapa para administrar os momentos de crise do time. Clara prova da influênca nefasta do Mustafá ainda na direção do Palmeiras(haja visto que o “bananone” como carinhosamente a torcida o apelidou é sua cria). Agora com o estatuto mudado e com eleições diretas, deve ser apenas questão de tempo para que todo esse lixo que tanto estraga o clube finalmente seja eliminado e nunca mais volte para o bem do Palmeiras.

Com o término da temporada, saiu a tão esperada lista de dispensa do verdão e particularmente achei ela apenas razoável, pois o Márcio Araújo não estar nela é simplesmente absurdo.

agora sobre a lista:

Leandro – nem devia ter vindo

João Vitor – começou bem, sentiu a pressão, não vai fazer falta

Daniel Carvalho – outro que nem devia ter vindo, apesar de ter começado bem, caiu demais de rendimento, nunca se cuidou e ainda fez corpo mole, ridículo.

Betinho – esforçado, mas ruim, teve sua utilidade na Copa do Brasil, mas não dá pra mantê-lo só por isso, outro que não fará falta.

Obina – muito fora de forma, nem de longe serviu para ser reserva do Barcos e como ainda teria que gastar para mantê-lo, nem vale a pena.

Esses são os com contrato até fim do ano, agora a parte da lista dos com contrato mais longo:

Pegorari e Carlos – goleiros da base, indiferente estarem aí, tão só fazendo número na lista.

Fabinho Capixaba e Gerley – aleluia!! ruins demais, tão fazendo hora extra desde que chegaram.

Luís Felipe – não teve chance no time principal, talvez valesse uma aposta.

Leandro Amaro – a torcida agradece, ele precisa melhorar muito pra ser ruim.

Wellington – não é dos piores, acho que poderia ter chance ainda, nem que fosse para compor elenco.

Tinga – mais um da leva de jogadores horríveis que fazem hora extra no Palmeiras. Veio até com algum crédito, mas fez tantos jogos pífios que já ficou até tempo demais no clube.

Patrik – de início parecia até uma boa revelação, mas mostrou-se muito limitado e frequentemente era o cara que “estragava” as jogadas, um ótimo reforço sua saída.

Daniel Lovinho e Tadeu – por que o Kleina trouxe de volta? qualquer jogador da base deve ser melhor que isso aí.
Provavelmente depois do jogo contra o Santos devem ser liberados mais, afinal se o fossem agora, mal teria gente para entrar em campo.

Começaram até que bem, livraram o time de muito refugo, mas se não houver uma grande mudança na área política, apenas isso não bastará, pois precisa haver entedimento, para organizar contratações, ações de marketing, entre tantas outras coisas que levariam o Palmeiras de volta a frequência do protagonismo e não apenas contar com situações esporádicas.

 

 

Só milagre…

Depois dessa leva de péssimos resultados(apenas 1 ponto conquistado em 9 disputados), apenas um enorme milagre salva o Palmeiras do rebaixamento.

Os 3 jogos mostraram um time que jogou melhor na maior parte do jogo, mas que conta com apenas o poder de decisão do Barcos, frente a outros jogadores que derrubam o time e o saldo mostra que o “São Barcos” não dá conta de compensar tanta ruindade/nervosismo dos jogadores do time.

Não tem sido por falta de ruindade dos rivais do time na luta pelo rebeixamento, pois a diferença para o Bahia, o primeiro fora é de 7 pontos, ou seja, com os 8 que deixou de conquistar nesses 3 jogos, já estaria fora da zona de rebaixamento.

Tudo isso comprova apenas que em se confirmando o rebaixamento, será uma conjunção de tantos fatores de incompetência/azar, além de muitos erros grotescos de arbitragem.

Situação impensada logo após o título da Copa do Brasil, quando se esperava que o time subisse de produção e s mantesse com relativa folga na parte de cima da tabela, porém o que se via era um time que jogava naquela: no próximo a gente resolve… e assim foi indo até chegar a atual situação, onde não tem mais pra onde postergar a decisão.

Lamentável o corpo mole de jogadores como D.Carvalho e Maikon Leite(fato citado pelo próprio Felipão), além claro de nunca o time poder contar com um dos seus principais jogadores: o Valdívia, que além de estar sempre machucado, ou qdo não estava, fazia partidas abaixo da crítica.

Como ainda faltam os jogos contra Flamengo, Atlético Goianiense e Santos, não farei uma análise mais aprofundada de tudo que ocorreu ao término do campeonato

Fator positivo dessas partidas, apenas a dedicação e determinação do Barcos(jogando como verdadeiro ídolo e lutando até o fim dos jogos), tanto que bateu a meta de 27 gols no ano e dos jovens João Denoni e Patrick Vieira, que ao contrário de muito jogador mais experiente que sentiu a pressão, eles vem jogando com muito mais tranquilidade e sendo dos melhores do time nas partidas. Destaque também para as boas apresentações do Wesley, que voltou e deu outra cara ao setor criativo e ao Henrique e Marcos Assunção(mas até aí nenhuma novidade).

Partida ingrata contra o Flamengo, ainda mais sabendo-se da sempre boa vontade que a arbitragem tem com eles, então não será surpresa se já nesse fim de semana a queda seja decretada por mais um erro contra.

 

Qual a real irregularidade?

A derrota de ontem do Palmeiras contra o Internacional, apesar de não ser nada fora do comum, dada a dificuldade que é vencer no Sul, tornou um pouco mais difícil a já complicada missão de safar-se da série B.

O time foi esforçado, porém contou com atuação desastrosa do Artur, que costuma primar por ser um bom defensor, ontem foi uma legítima avenida, tanto que praticamente todas jogadas do Inter foram pelo seu setor. O time conseguiu até sair na frente, mas em duas jogadas bestas, acabou por tomar a virada.

Ficou reservado para esse jogo uma polêmica no mínimo curiosa: o gol de mão do Barcos, que foi anulado, através de interferência direta da tv.

Colocarei aqui minha opinião sobre o tema:

1 – o gol foi de fato irregular, então não há efetivamente erro no fato de ele ser anulado
2 – o gol foi validado por todos: juiz, bandeirinha e até o quarto árbitro, que somente depois do aviso da já citada tv, é que o juiz voltou atrás na sua decisão
3 – receber ajuda externa é contra as regras, logo anular o gol foi algo ilegal

 

Não quero aqui defender um gol que foi ilegal, porém acredito que isso deve valer para todos e não apenas em um caso isolado. O gol anulado do Barcos contra o Botafogo, foi escandaloso, o pênalti a favor do Cruzeiro que foi fora da área também, no entanto não houve a mesma mobilização para que fosse feito o certo.

Ou vale para todos, ou não vale para nenhum…

No mais apesar de toda a polêmica da situação, são mais 5 jogos e com o empate do Bahia, a situação de fato pouco mudou, pois a desvantagem passou de 4 para 5 pontos.Há ainda a possibilidade de alcançar, porém vacilos como esse não serão mais aceitos.

Sobre o time, vejo que falta um pouco mais de visão de jogo para o Kleina… ele tem até acertado nas escalções na maioria dos jogos, porém durante o jogo não tem se mostrado capaz de alterar o cenário do jogo. Pode ser ainda adaptação, mas isso acaba sendo terrível, pois s o time vem em um dia ruim com determinada escalação, ele não tem se mostrado tão capaz de alterar o panorama da partida.
Atualizado: o jogo depois do recurso com que o Palmeiras entrou, está em suspenso, vindo a ser julgado possivelmente no próximo dia 22, há até mesmo chances de ele ser anulado. Acredito que independente do lance ser irregular ou não, um erro não justifica o outro, se houve erro do árbitro em validar o gol, que fosse punido ele e se é para valerem imagens de tv, que valham para todos os jogos de forma regulamentada, não dessa forma “por baixo dos panos” que analisam apenas um ou outro caso que possa parecer conveniente.

Esperança renovada

Tratado como rebaixado certo, após a rodada do fim de semana, as esperanças do Palmeiras foram renovadas, graças a ótima vitória sobre o Cruzeiro por 2 a 0.

O time deixou a desejar em vários aspectos: a criação era falha(faltava um meia de fato, tanto que com a entrada do Wesley, que já tem um toque bem mais quaLificado, o time melhorou consideravelmente), o time ainda teve alguns momentos de nervosismo, deixando que o Cruzeiro chegasse com perigo a meta do Bruno(que fez boa partida e foi bem quando exigido). O diferencial do time novamente foram seus principais jogadores: Barcos e Marcos Assunção.

O primeiro já havia demonstrado empenho no jogo passado, quando foi para a partida em cima da hora, nessa foi decisivo: marcou os dois gols da vitória do time. A própria vibração dele era mostra da entrega em campo, algo que não se tem visto com tanta frequência hoje em dia e com isso já chegou a 25 gols, faltando apenas mais dois para atingir a marca que havia prometido, de 27.

O Marcos Assunção dispensa comentários… vem jogando com o joelho doendo e mesmo assim, além de comandar o time em campo, continua preciso nas jogadas de bola parada, tanto que o primeiro gol sau justamente de uma falta cobrada por ele. Jogador acima da média, que o único problema é ele não ser mais tão jovem, poís com o que vem jogando, poderia ficar ainda muitos anos no time, porém ano que vem ele deve se aposentar. Uma grande perda para o time.

A próxima partida será fora contra o Internacional e pode reavivar de vez a esperança do time, deixando-o apenas a um ponto de sair da zona de rebaixamento, ou pode acabar dando um tombo que talvez seja difícil reverter. A sorte do time depende do desempenho desses dois que citei, pois eles indo bem, as chances do time são imensas, mas se forem muito mal, ou algum não jogar, não tenho tanta certeza da chance de vitória.