Só milagre…

Depois dessa leva de péssimos resultados(apenas 1 ponto conquistado em 9 disputados), apenas um enorme milagre salva o Palmeiras do rebaixamento.

Os 3 jogos mostraram um time que jogou melhor na maior parte do jogo, mas que conta com apenas o poder de decisão do Barcos, frente a outros jogadores que derrubam o time e o saldo mostra que o “São Barcos” não dá conta de compensar tanta ruindade/nervosismo dos jogadores do time.

Não tem sido por falta de ruindade dos rivais do time na luta pelo rebeixamento, pois a diferença para o Bahia, o primeiro fora é de 7 pontos, ou seja, com os 8 que deixou de conquistar nesses 3 jogos, já estaria fora da zona de rebaixamento.

Tudo isso comprova apenas que em se confirmando o rebaixamento, será uma conjunção de tantos fatores de incompetência/azar, além de muitos erros grotescos de arbitragem.

Situação impensada logo após o título da Copa do Brasil, quando se esperava que o time subisse de produção e s mantesse com relativa folga na parte de cima da tabela, porém o que se via era um time que jogava naquela: no próximo a gente resolve… e assim foi indo até chegar a atual situação, onde não tem mais pra onde postergar a decisão.

Lamentável o corpo mole de jogadores como D.Carvalho e Maikon Leite(fato citado pelo próprio Felipão), além claro de nunca o time poder contar com um dos seus principais jogadores: o Valdívia, que além de estar sempre machucado, ou qdo não estava, fazia partidas abaixo da crítica.

Como ainda faltam os jogos contra Flamengo, Atlético Goianiense e Santos, não farei uma análise mais aprofundada de tudo que ocorreu ao término do campeonato

Fator positivo dessas partidas, apenas a dedicação e determinação do Barcos(jogando como verdadeiro ídolo e lutando até o fim dos jogos), tanto que bateu a meta de 27 gols no ano e dos jovens João Denoni e Patrick Vieira, que ao contrário de muito jogador mais experiente que sentiu a pressão, eles vem jogando com muito mais tranquilidade e sendo dos melhores do time nas partidas. Destaque também para as boas apresentações do Wesley, que voltou e deu outra cara ao setor criativo e ao Henrique e Marcos Assunção(mas até aí nenhuma novidade).

Partida ingrata contra o Flamengo, ainda mais sabendo-se da sempre boa vontade que a arbitragem tem com eles, então não será surpresa se já nesse fim de semana a queda seja decretada por mais um erro contra.

 

Deixe uma resposta