Salsicha X Pastéis de Belém

Nesta segunda, 16 de junho, em Salvador, às 13h00 iniciam-se as disputas do grupo G, com um jogo imperdível. De um lado Cristiano Ronaldo, o melhor do mundo, liderando a equipa lusa e do outro lado Die Mannschaft, tentarão provar porque são considerados um dos favoritos ao título.
Uma sequência de infortúnios tem rondado a equipe alemã. Desde a fase preparatória, ainda na Europa as lesões tem provocado problemas. Até um encontro motivacional entre o líder do campeonato mundial de fórmula 1, o alemão Nico Rosberg e o jogadores de futebol acabou em um pequeno acidente automobilístico que levou um dos jogadores para o hospital. Por falar em automóveis, até o técnico comedor de tatus Joachim Löwe teve seus tormentos pessoais, perdendo a carteira de habilitação. No último amistoso, Marcus Reus, sofreu lesão no tornozelo que causou seu corte. De última hora Schweinsteiger, sofreu uma lesão, e ao que tudo indica iniciará a partida no banco de reservas. Porém, não é exagero dizer que nenhum destes problemas poderia ser superior à ausência no time Português de Cristiano Ronaldo, o que felizmente para todos que acompanham o futebol, não ocorrerá.
Na prática, ao que tudo indica Ronaldo estará em campo, mas comenta-se que não em sua plenitude. A perda de Schweinsteiger fez com que o técnico alemão deva escalar a linha defensiva que iniciou o último jogo alemão, contra a Romênia, com Boateng, Mertesacker, Hummels e Höwedes e é neste último jogador que pode estar a chave para o jogo. Höwedes não é lateral esquerdo de ofício, e contra a Romênia demostrou ser uma avenida expressa para o ataque adversário. Se Cristiano Ronaldo explorar esta deficiência poderá, em contra ataques ser decisivo. Há na Alemanha, um clamor para que o capitão Lahm, saia do meio de campo e volte a formar a linha defensiva. Como Schweinsteiger, em princípio não estará presente, Lahm deverá permanecer no meio de campo. Time vencedor também deve contar com a sorte, e acredito que neste quesito, a contusão de Reus pode ter sido uma solução. Nada contra o excelente meia do Dortmund, porém, a entrada de Podolski em seu lugar, com maior poder de finalização aumenta o poder ofensivo dos germânicos. E para comprovar isto, basta olhar para a goleada construída contra a Romênia (6 X 1). Reus jogou praticamente todo o primeiro tempo, quando no finalzinho lesionou-se. Até aquele momento o jogo estava 0 X 0. A falta de um finalizador com condições de suportar 90 minutos de jogo, o que não ocorre com Klose, pode em parte ser minimizada com a presença do meia-atacante do Arsenal. De qualquer forma, continuo considerando os alemães favoritos para o jogo. Vejamos algumas curiosidades sobre o jogo:
– Será o centésimo jogo alemão em copas, a primeira seleção a alcançar tal número.
– Desde 86 a Alemanha tem vencido seus jogos de abertura de mundial.
– João Moutinho, de Portugal, foi o jogador com maior número de assistências na fase eliminatória da copa (10).
– Nos sete últimos jogos de copa, Portugal apenas venceu um, contra a Coreia do Norte em 2010, tendo acumulado três empates e três derrotas, tendo 3 vitórias e 3 empates.
– A Alemanha só perdeu um de seus 18 últimos jogos na fase de grupos em Mundiais, contra a Sérvia em 2010.
– Nos últimos três jogos em competições relevantes (mundial de 2006 e Eurocopa 2008 e 2012) entre alemães e portugueses, ocorreu vitória do time Chucrute.
As escalações prováveis para o jogo são as que seguem:
– Alemanha: Neuer; Boateng, Mertesacker, Hummels, Höwedes; Lahm, Khedira; Götze, Özil, Podolski; Müller.

– Portugal: Eduardo; Pereira, Alves, Pepe, Coentrao; Veloso, Meireles, Moutinho; Nani, Almeida, Ronaldo.
No outro jogo do grupo, Estados Unidos e Gana entram em campo na Arena das Dunas (Natal) às 19h00. É o jogo secundário do grupo, mas continuo como meu palpite de classificação Americana e para tanto, uma vitória contra os africanos, neste jogo será fundamental.

Deixe uma resposta