Roma: fim da era Sensi

“Um sincero abraço a Rosella Sensi e a toda sua família com quem compartilhei 18 anos da minha carreira na Roma. Farão parte da minha história para sempre”. Foi desta forma que o capitão Francesco Totti cumprimentou Rosella pelo seu último dia como presidente da Roma. Rosella entregou o cargo aos novos donos dos giallorossi, os dirigentes da Unicredit e Thomas Di Benedetto.

Que cara é essa, Taddei?

O fim da era Sensi representa uma das mais longas eras do futebol italiano. A família Sensi para a Roma significa o mesmo que os Agnelli para a Juventus e os Moratti para a Inter. São famílias ligadas ao time de sua cidade, na qual investiram dinheiro e entusiasmo pelo clube.

Franco Sensi, pai de Rosella, um empresário que fez fortuna com a indústria do petróleo, tornou-se dono da Roma em 1993. Com ele, os giallorossi conquistaram um Scudetto, duas Copas da Itália e três Super Copa da Itália.

Jogadores como Cafu, Batistuta, Emerson, Panucci, Montella e Samuel, são apenas alguns dos grandes jogadores que vestiram a camisa da Roma sob o comando dos Sensi. Franco morreu em agosto de 2008, aos 82 anos, deixando os assuntos da Roma ao comando da filha.

 
O time da capital italiana agora é propriedade da UniCredit, que resgatou parte do crédito de 315 milhões que a família Sensi devia. Os investimentos no elenco da Roma já começaram. Montella deixou o cargo de treinador para Luis Enrique, ex-jogador do Barça e Real Madrid.

Franco Sensi ao melhor estilo Don Corloene

Deixe uma resposta