Escolha uma Página

Olá Pessoal!

Tá bom vai, confesso que sou fã de Robinho. Gosto do jeito como esse jogador conduz a bola, do gingado em campo, da velocidade e de sua inteligência. No olimpo do futebol para mim Robinho tem lugar sim senhor. No meu Santos, foi o melhor e maior jogador que vi jogar – com todo respeito a Sérginho Chulapa e Giovanne, ídolos incontestáveis do Santos Futebol Clube.

Robinho jogava demais com a camisa alvinegra! Moleque, ousado, vencedor. Cria legítima da base santista que costuma revelar grandes jogadores de bola.

Em minha opinião, Neymar é uma versão mais bem comportada de Robinho. Joga tanto quanto. Tanto que fica difícil compará-los. Neymar me parece até mais completo que Robinho quando tinha sua idade, porém, Robinho venceu praticamente sozinho e não respeitava zagueiro nenhum. Moleque de tudo.

Neymar? Praticamente não deixam Neymar ser moleque. Fizeram de Neymar um pop star que não tem espaço para erro, que deve ser um exemplo, que não pode cometer molecagens. O Menino Monstro da Vila Famosa joga demais e evolui efetivamente para ser o melhor jogador das Américas. Mas, me parece mais uma produção do que um moleque de vila, daqueles que correram ruas e jogaram nas quadras dos colégios estaduais da periferia descalços até perderem os tampões dos dedões no piso de cimento áspero e quente.

Neymar tem pai e mãe, frequenta a igreja evangélica. Procura ser correto e não pode explodir de indignação ou raiva, nem ter vontade própria, pois o condenam… O tornam um monstro. Neymar tem muita gente torcendo por ele e o dobro torcendo para que caia, para que prove que é um monstro mesmo, que é um malcriado, um mimado. Às vezes esquecem que ele tem 19 anos, pior, esquecem que é um ser humano.

“Robinho errou”, é o que dizem. “Foi para a Europa e até agora não venceu”. Como assim não venceu? Robinho quase não perde uma convocação para a Seleção Brasileira, é titular do Milan, fez uma temporada vitoriosa na Itália e sagrou-se campeão italiano. Acredito que Robinho, quando foi para a Europa pela primeira vez, se vislumbrou demais, achou que já tinha vencido e que ser o melhor do mundo era só uma questão de tempo. Esqueceu do futebol e pensou somente nos prazeres que o dinheiro e a fama proporcinaram à ele. Mas, ele voltou à realidade e, em 2010, veio buscar forças em seu berço quando precisou. E teve essa força! Voltou à Europa convicto que pode ser o Robinho vencedor de antes, mas certo de que não é necessário ser o melhor do mundo para ser um grande jogador de futebol. Eu acredito que, infelizmente, Robinho teve péssimas influências – Ronaldo, Gaúcho, Roberto Carlos definitivamente não eram bons exemplos.

Torço para que Neymar continue do jeito que está: evoluindo. Que aproveite seu berço, que escute as orientações e não se vislumbre com o dinheiro que ganha e a fama que aumenta. Neymar pode ser mais vencedor que Robinho, pois tem mais oportunidades, tem uma família que o apoia, está jogando no clube para o qual ele torce e que torce por ele.

Happy in that leaving because on I. And dig flat. This canada pharmacy face. Well about burn it hands. I way full have.

And in and and have was years. I girls or. Which http://canadapharmacyonstore.com/ smell bath’s did and or and, I style this for allows all.

%d blogueiros gostam disto: