Escolha uma Página

A diretoria do Palmeiras definitivamente está disposta a jogar contra o time, agora resolve liberar o Pierre de graça para o Atlético-MG, indo contra o que o Felipão estava fazendo, que era acertar uma troca pelo atacante Ricardo Bueno.

O técnico ficou revoltado(e com toda razão), com o vice Roberto Frizzo, que foi quem fez o negócio nesses termos.

Agora vamos a questão: qual é a desse Roberto Frizzo? Ao que tudo indica, ele está sendo influenciado por conselheiros e empresários que perderam espaço nessa nova gestão, também pela presença do Felipão no comando.

Foi dito inclusive que ele estaria acertando com o Carpegiani, fato que fez o Felipão ironizar e dizer que colaria cartazes de “bem-vindo Carpegiani”. É totalmente absurdo ser vinculada uma notícia dessas, não faz sentido alguém jogar tanto contra o clube como esse dirigente que no mínimo deve ter algum problema, porque só isso explica alguém fazer tanta porcaria, buscar prejudicar o time para o qual deveria trabalhar, apenas para atender interesses de conselheiros medíocres e empresários picaretas, que não veem nada além dos próprios interesses.

Ele vem constantemente buscando irritar o Felipão, querendo que com isso ele peça demissão e tire a necessidade do pagamento da multa recisória. Agora o que é preciso perguntar: a troco de que? o trabalho está mal feito? não! com esse time atual, é até um trabalho acima da média. Mostra claramente que é uma questão pessoal, pois além de tudo o Felipão faz as vezes dele(já que além de tudo, ele é omisso na hora que deveria se pronunciar), escancarando ainda mais a incompetência desse indivíduo.

Há que se considerar que não dá pra esperara muito de uma cria do Mustafá, afinal o Palmeiras vem pagando até hoje pela administração ridícula dele, principalmente na era pós-parmalat. Os conselheiros então não passam de vaquinhas de presépio, ou então de interesseiros baratos, pois uns seguem qualquer ideia(por mais absurda que seja) que esses “dignissímos senhores” propõe, ou então ficam soltando notas imbecis na mídia visando minar a estabilidade do time.

Caso Kléber, várias picuinhas com o Felipão, o caso Luan, Pierre, a falta das contratações pedidas pelo técnico, a omissão da diretoria em TODOS problemas que surgem, gente do próprio Palmeiras querendo boicotar a Arena Palestra, e por aí vai. São tantos problemas que poderia fazer outro texto só listando eles.

A única coisa a se ressaltar é que o Tirone vai falar com o Felipão, dizer que não tem a menor intenção de que ele saia, e que não pode tirar o Frizzo por conta de acordos políticos. É uma pena ver o Palmeiras de novo perdendo pra ele mesmo, assim realmente torna-se muito difícil retomar a rotina de conquistas, quando de cima já vemos que não se tem a menor ajuda.

Nota: ouvindo a radio Estadão/ESPN hoje, o Frizzo deu um entrevista negando tudo, dizendo segundo ele mesmo que são “ratazanas” que soltam esse tipo de notícia na imprensa. Depois o repórter que veiculou a notícia(Paulo Galdieri), disse que pelo que lhe foi dito, ele tem tudo acertado para ele assumir no dia seguinte que o Felipão saísse(se ele sair), porém ainda segundo ele, o Tirone se tiver que optar por um dos 2, ficará com o Felipão e trocará ele por outro diretor de futebol.

Se toda a notícia proceder, ponto para o presidente, que escolherá a opção pensando no Clube e não nas questões de interesse político, pelo menos esperamos que assim seja.

 

%d blogueiros gostam disto: