Palmeiras vence (mas não convence)

 

 

 

Com um gol do certeiro Marcos Assunção, logo aos 2 minutos em nova cobrança de falta, o Palmeiras começou jogando com tranquilidade.

Entretanto a calmaria durou pouco. Com o decorrer do tempo, a equipe do Mogi Mirim reagiu e passou a apertar e dominar a posse de bola tentando chegar ao empate.

No primeiro tempo, o goleiro Deola teve trabalho em lances de Hernane, Val e João Paulo.  Abro parênteses para um lance que aconteceu aos 22 minutos: o jogador Hernane dividiu com o zagueiro Henrique e caiu no chão pedindo pênalti, mas tanto o árbitro  Antônio Rogério Batista do Prado como a colunista aqui acharam que não foi nada.[ Alguém discorda? ]

Já o Palmeiras tentou ampliar o placar com Luan e Valdivia. Apesar dos lances de ataque, o primeiro tempo ficou marcado como de muita marcação, não impedindo que a pequena torcida palmeirense fizesse sua festa.

No segundo tempo, o panorama não mudou muito. Ficou claro que o Palmeiras ainda tem sérios problemas para manter a posse de bola, que o time é muito dependente do talento individual de Marcos Assunção e Valdívia e que um centroavante faz muito falta à equipe.

E a partida só terminou em 2x 0, porque o segundo gol saiu  exatamente de outra bola parada aos 42 minutos do segundo tempo, novamente de uma cobrança do meia Marcos Assunção.

Apesar do resultado favorável, o Verdão mais uma vez não realizou boa partida. Em alguns momentos da partida, a pequena torcida chegou a vaiar o time.

Com a vitória desta noite, o Palmeiras subiu três posições e ocupa agora o 4º lugar na tabela de classificação. Já a derrota custou caro ao Mogi Mirim fazendo com que o clube descesse da quinta para sexta posição.

PS: E não é que esta colunista acertou mais uma vez o placar. Confira aqui meu palpite feito na segunda dia 30.

Deixe uma resposta