Palmeiras repete erros e empata de novo

“Em 20 anos de carreira, esse é o primeiro time que não consigo dar jeito” essa frase dita pelo Felipão reflete exatamente o que houve no jogo de ontem: um time onde parece que não se consegue dar jeito.

Pra ficar melhor entendido: não passei a achar que de uma hora para outra o time é um lixo, ninguém presta e tem de mandar todo mundo embora, não(inclusive o que disse após a vitória do Corinthians, mantenho, o time tem potencial para até disputar o título, mas isso agora não é o tema), muito menos foi isso o que o Felipão quis dizer e que tirando a frase do contexto da coletiva dá essa impressão.

O fato é o seguinte: todo jogo vemos um time do Palmeiras que tem uma jogada altamente eficiente, que é a jogada de bola parada, ter um excelente aproveitamento nesse tipo de lance, como foi o caso do primeiro gol, que surgiu em uma cobrança de falta rápida de Marcos Assunção, onde o Kleber fez um excelente cruzamento, para a boa cabeçada de Henrique. 1 a 0, e o torcedor pensa: um time tão eficiente nas bolas paradas, e com uma defesa sólida no jogo corrido(com bola rolando, raros são os gols que o Palmeiras toma), certamente não tem problemas com esse tipo de jogada de bola parada na defesa certo? ERRADO!!

Pouco depois em um lance de escanteio, Marcos Assunção corta mal a bola e Gustavo aparece para empatar de cabeça. Mais um gol de cabeça… mais uma jogada de bola parada que o Palmeiras sofre gol. Aí que certamente fica a perplexidade do técnico, pois pra jogada ofensiva ser eficiente, ela é treinada à exaustão e normalmente quem defende, é a defesa titular, que por consequência, já que joga contra um dos melhores ataques nesse quesito, deveria ser impecável, mas longe de ser isso o que acontece. Cada jogada de bola parada na defesa do Palmeiras é uma temeridade, pois por alguma razão totalmente inexplicável, eles não conseguem se defender deste tipo de jogada.

Enquanto isso lá na frente, em uma cobrança precisa de Marcos Assunção, no rebote, Fernandão desempata o jogo. O Atlético-PR, que já estava com 10(Cléber Santana foi expulso depois de tomar cartão amarelo por falta dura e bater palma na cara do árbitro, ou seja, uma besta) naturalmente tem poucas chances e opções e aposta em alguns lances isolados e em uma bola perdida no ataque, um lançamento é feito e Guerron, que estava contra dois zagueiros, além claro do Marcos, fica cara a cara com o mesmo, que acaba cometendo pênalti. Resultado? Marcinho cobrou e empatou. O Palmeiras até tentou em jogadas desesperadas, mas nada conseguiu e saiu com esse decepcionante empate.

Aí que se pensa o que pode estar acontecendo com esse time? são falhas inexplicáveis em situações e momentos inexplicáveis, pois nesse jogo sequer era ameaçado pelo Atlético, mas mesmo assim em uma jogada totalmente tranquila, eles conseguem arrumar um pênalti e ceder ao empate.

O time dá impressão que acha não merecer os resultados, pois fica estabanado, faz bobagens de time amador e perde chances preciosas de subir na tabela. Eram 6 pontos ganhos nesses dois últimos jogos, que viraram apenas 2, ou seja, não serviram para praticamente nada.

É lamentável, porque à medida que vão perdendo pontos bobos, a margem de recuperação diminui e as chances de se alcançar objetivos maiores reduz.

Longe de achar que o Felipão não erra(inclusive nesse jogo de ontem, ele mexeu muito mal no time), porém ele ainda é um dos menos culpados nessa situação. E o que é pior(e é justamente nisso que ele pensa) é em como corrigir algo que você treina à exautão, repete, briga, insiste e o erro continua a se repetir? Ele parece que ainda não descobriu a resposta, então continuará a treinar e ver se em algum momento isso entrará na cabeça dos jogadores, porque nesse Brasileirão tem se mostrado uma missão pra lá de ingrata.

 

Pra não faltar, aqui os melhores momentos do jogo:

 

Algumas considerações sobre o jogo:

– Apesar do resultado não tão bom, destaque de novo para o Fernandão, que além de marcar o gol se entendeu muito bem com o Kleber na frente. Promete marcar muitos mais ainda nesse campeonato.

– Felipão ontem se superou, todas que ele mexeu, mexeu mal… tirou o Thiago Heleno por conta do cartão e pôs o Leandro Amaro, que não é confiável, depois tira o Fernandão(mesmo estando com 1 a mais) e perde a referência ofensiva e pra completar põe o Tinga, que sempre… nada. Ontem o time não ajudou na defesa, mas o Felipão não fez por onde pra livrar um pouco a cara dele.

Deixe uma resposta