Escolha uma Página

Depois do jogo de ontem, realmente fiquei assimilando tudo que ouvi e o que vi também, para ver se conseguia fazer algo diferente, pois jogos contra Grêmio, Vasco(duas vezes) e agora contra o Bahia, a descrição do jogo pode ser toda feita da mesma forma: o time cria muito e perde na mesma proporção essas chances. Então farei diferente dessa vez, não vou fazer um resumo do jogo, pois ele seria igual aos anteriores, mas sim uma análise mais a fundo na questão técnica do time.

Primeiro vamos aos melhores lances do jogo:

 

Agora vamos aos fatos:

O Palmeiras vem jogando mal? Não, muito pelo contrário, quem assiste as partidas(ou ouve) percebe que o time vem sim jogando bem e cria chances com uma frequência muito maior do que os placares dos jogos dão a entender.

A questão é: falta ao Palmeiras um finalizador, ou alguém que tenha a mínima capacidade para botar metade dessas chances para dentro do gol adversário. Não dá pra exigir isso por exemplo do Luan ou do Maikon Leite, pois ambos são jogadores de preparação e para deixar o atacante finalizador em condições de fazer o gol. O W.Paulista era para ser esse homem-gol, porém acredito que tenha havido muito mais do que apenas uma “implicância” do Felipão com ele, pois independente disso aquela declaração dele de que estava de férias aqui, mostrou que havia mais ali do que parecia a primeira vista, porém talvez nunca saibamos.

Chegamos a outro ponto: o rendimento abaixo da média de Kleber e Valdívia. O próprio Gladiador dá impressão que jogando como referência no ataque de fato não funciona, pois seu rendimento tem sido muito abaixo do que dele se espera. O Valdívia não se sabe, porque era esperado um futebol muito melhor dele, do que esse apresentado. Alguns dizem que o problema é o fato de ele ser o único meia criativo do time e de certo tem sua lógica, pois no tempo que ele jogou no Palmeiras, ele sempre tinha a companhia de outro meia(inclusive na sua melhor fase, o Diego Souza era seu companheiro de meia), porém mesmo na falta de alguém para dividir as responsabilidades de criação das jogadas, o desempenho dele vem sendo abaixo até demais, algo além dessa justificativa.

O Palmeiras é um time que funciona como uma máquina, pois depende de que todos os jogadores estejam à 100% para conseguir resultados e agora que eles vem oscilando, o time não vem tendo um jogador que possa decidir uma partida e enquanto os dois que tem essa capacidade, não estiverem no seu melhor momento, o time continuará a capengar e talvez até cair mais pelas tabelas.

Para finalizar: Gerley, Thiago Heleno e Valdívia estão suspensos para o clássico contra o São Paulo. Se com o time completo já anda difícil acertar o time, sem esses 3 ficará um pouco pior.

%d blogueiros gostam disto: