Os “reforços” do Palmeiras

A semana vem transcorrendo de forma bisonha(novidade) no que se refere a reforços para o Palmeiras…

Não bastasse a aposentadoria do São Marcos(que deixarei pra falar assim que ele der a coletiva anunciando a despedida), o time anunciou a vinda do zagueiro Roman(indicação do Arce) e tinha anunciado o Carlos Alberto(acreditem!), fora aquela troca porca que tende a sair entre Pierre e Daniel Carvalho…

Sobre o Roman, sinceramente desconheço, sei que ele ficou marcado pela falha no jogo de rebaixamento do River e por conta disso perseguido e acabou parando na reserva. Existe a possibilidade que de fato ele seja um bom jogador, mas que ficou sem clima no clube por conta de ter sido taxado como o responsável pelo rebaixamento, acho que vale aguardar e ver o que ele tem a oferecer.

Carlos Alberto… difícil dizer algo sobre ele, pois tecnicamente é diferenciado, mas tem a cabeça fraca, é encrenqueiro e não se acerta em time nenhum desde o fluminense. Viria pra compor elenco e com um contrato de risco(que seria rescindido a qualquer problema extra-campo), o que daria certa segurança ao Palmeiras. Trazê-lo pra compor elenco não chega a ser calamitoso, mas quando você pode trazer um jogador como o Elias, que é mais barato e pode virar um grande jogador, tenho minhas dúvidas quanto a sensatez de tal negócio.

 

Sobre o Daniel Carvalho, já falei na coluna anterior, então nem acho necessário entrar d novo nesse mérito.

Agora porque ainda não trouxeram o Willian Batoré? Seria perfeito pra compor elenco, melhor que qualquer refugo que joga atualmente no time e com um além: ele QUER jogar no Palmeiras, tanto que ainda está no aguardo do progresso das negociações. Burrice das grandes que a diretoria está cometendo, mas o que esperar deles também.

Citaram agora o Raffael que joga no Hertha Berlim, sinceramente não o conheço, mas ao que pude ouvir falar é um bom jogador e destaque do seu time, é uma aposta interessante(considerando as parcas opções que tem no futebol brasileiro atualmente). Muitos times atualmente tem feito contratações desse tipo, poucos tem cacife pra bancar um medalhão, ou um jogador “certeza” e se for pra pagar 600 mil por mês para um jogador esporádico(por mais que seja muito bom tecnicamente) como o Douglas, prefiro pegar e trazer esse Raffael e o Elias(já citado antes), pois a possibilidade de acerto seria bem maior, afinal eles já vem de boas temporadas em seus respectivos times.

Pegar como exemplo o Botafogo, que montou um quarteto ofensivo que foi destaque em boa parte do brasileirão com jogadores, que salvo o Loco Abreu, eram desconhecidos ou “refugos”, no caso o Elksson(uma revelação do Vitória, mas ainda desconhecido) e o “quase gol” Herrera e o Maicossuel, que mal jogou no próprio Palmeiras.

Dá desgosto ver o como essa diretoria se esforça para apequenar o Palmeiras, se deixando passar para trás por outros times, não tenho criatividade ou visão de lucros ou de arrecadações, patrocínios, etc. O palmeirense tem orgulho do time, mas atualmente tem vergonha disso aí que o time do coração tem demonstrado.

Deixe uma resposta