Escolha uma Página

Terminado o jogo, com um 2 a 0 até que convincente pelo segundo tempo e com o tal título conquistado, nos vem a pergunta: dá pra tirar algo desses dois jogos? A resposta a meu ver, é sim!

Esqueçamos que esses jogos nem de longe tem a ver com a tradicional copa roca(nos quais foram inspirados), que também tem um caráter político, que a Argentina que jogou, é uma seleção onde praticamente nenhum sequer tem chance de ir quando é uma convocação pra valer, etc.

A questão toda é a seguinte: tivemos chance de ver como algumas novidades se sairiam usando a camisa da seleção, e principalmente, se eles sentiriam o peso dela. Vamos um a um para ficar melhor a análise:

 

Jefferson – Pouco exigido, mas quando o foi, mostrou segurança, vale a pena ser observado com mais atenção…

Cortês – O melhor em campo. Não sentiu o peso da camisa e jogou como se estivesse no Botafogo, merece uma chance na principal(pra quem insistiu tanto com André Santos, algo totalmente aceitável)

Danilo – Jogou bem e com confiança, outro que tem muito futuro na seleção(indo nesse ritmo, tende a assumir a posição quando Maicon e Daniel Alves não mais forem chamados). Deu a assistência para o primeiro gol.

Rever – Não teve um desafio que pudesse provar sua real capacidade, porém foi seguro no que lhe foi exigido. Vale um teste pra valer

Dedé – mesma situação do Rever, com a diferença de ser mais novo e vir em excelente fase. Nada mais justo do que estar na outra lista, a principal.

Ralf – Jogou pro gasto, nada além… volante igual ele tem vários por aí.

Rômulo – Também não fez nada de especial ou que merecesse grande destaque, não vejo que seja alguém pra integrar o elenco principal, temos outros melhores.

Ronaldinho Gaúcho – Jogou razoavelmente bem e mostrou que se entende muito bem com o Neymar. Apesar de às vezes abusar das firulas, dá impressão que no atual momento merece estar no elenco principal.

Lucas – Fez um bom jogo e ainda foi coroado com um gol, dá a entender que realmente merece integrar o elenco principal, pra ganhar mais experiência. Ainda muito verde pra ser titular.

Neymar – Abusou muito das firulas, mas quando jogava pra valer, fazia a diferença. Mostrou que pode se entender muito bem com Ronaldinho Gaúcho. Faz por merecer até o momento a condição de titular do time. Pra completar, fez o segundo gol da vitória.

Borges – Não marcou, foi discreto, porém mostrou-se muito mais participativo que o Fred(aliás, alguém pode me explicar o por que ele tem cadeira cativa na seleção, com um futebol tão burocrático e meia boca que ele vem apresentando?). Merece chance no elenco principal, até pela falta de um centroavante matador, nem que seja para integrar o time indo como reserva.

Diego Souza – Apesar de ter jogado pouco, merece a citação pela assistência perfeita para o segundo gol do Brasil. Outro que vale a aposta na seleção principal.

Fred e Kleber – Jogaram pouco e nada mostraram que mereça citação, aliás por que eles foram convocados?

 

Como dá pra notar, apesar de nada excepcional, o jogo teve alguns pontos positivos e se o Mano souber aproveitar o que esse jogo mostrou, talvez ganhe algumas peças importantes para acertar o elenco da seleção.

 

Obs: Uma questão sobre a Argentina: se o técnico for esperto, dará uma chance ao Montillo, que foi um dos poucos que conseguiu levar algum perigo à seleção e que mostrou jogou e principalmente, que buscou jogo.

%d blogueiros gostam disto: