O caminho palmeirense na Libertadores

O esperado sorteio dos grupos de Libertadores veio. Alguns times brasileiros estão lamentando a falta de sorte e o Palmeiras saiu em um meio termo. Não pegou um grupo realmente difícil, mas também não é um grupo que se possa jogar de qualquer jeito para passar

Os adversários são:

Libertad(paraguai) – de longe o pior. Sempre chega bem na libertadores e costuma dar um bocado de trabalho, principalmente na fase de grupos, promete dois jogos duros, porém dá pra ganhar.

Sporting Cristal(Peru) – mais um daqueles times de altitude, que dá trabalho e geralmente ganha em casa e fora é saco de pancadas e deve ser isso de novo, arrancar pontos em casa e perder todas fora(talvez algum empate)

Tigre(Argentina) ou Deportivo Anzoátegui(Venezuela) – o Tigre já se mostrou um time bem desagradável de se jogar contra, nem tanto pelo nível, porque o time é fraco, mas bate demais e é extremamente encrenqueiro. Ele passando(o que é mais provável) devem ser dois jogos bem truculentos… Se passar o da venezuela, não deve ser tão problemático, já que raramente times de lá trazem dificuldades.
O principal problema do Palmeiras na primeira fase é o próprio Palmeiras: como já virou praxe, o time tá devagar, não contrata, e não bastasse o imprestável tirone não se movimentar, ainda conta com o nefasto COF bloqueando praticamente todas negociações, ou seja até o presidente novo, praticamente nenhum reforço deve chegar e considerando que o novo só assume no dia 22, vai ser difícil arrumar bons nomes com os campeonatos já tendo início.

Ano promete ser difícil se não houver alguma mudança pra ontem de mentalidade dessa direção que de tanto mal faz ao clube, chega a ser difícil definir o que é aquilo, que acho que câncer ali é pouco, pois eles desde a saída da parmalat fazem de tudo para estragar o time, é realmente surreal.

Deixe uma resposta