Escolha uma Página

Depois de mais um vexame(agora a derrota para o Coritiba por 2 a 0), a semana do Palmeiras vem sendo surpreendentemente tranquila. Seria caso talvez de algumas mudanças q começaram a ocorrer?

A chegada de Cesár Sampaio como diretor de futebol, pode ser o começo de uma nova forma de gerir o time(pelo menos isso que esperamos). Alguns já vieram dizer sobre a contratação falha do Jorge Preá(que de fato foi um lixo), mas consideremos que isso foi quando ele ainda era menos experiente, estava começando e claro, errar é humano. Agora ele pegará o serviço do começo, já que ele participará de forma ativa na formação do elenco para o próximo ano e não tenho dúvidas que ele possa vir a desenvolver um bom trabalho no time.

Tenho ouvido que alguns criticam o fato de ele não “lastro” e poder não aguentar a pressão de gerir um time com o tamanho do Palmeiras, porém já cansei de ver gente falando sobre a falta de apostas em gente nova, que ficam sempre nos mesmos, aí vem a questão: como saber se alguém é bom de fato, sem dar chance? Acho que até pelo modo de agir do César, pelo ótimo trânsito e trato que ele tem com os times(é só ver que ele é bem visto em todos times que passou) e com ex-companheiros, já vale a aposta, pois precisamos de alguém sereno, porém firme, para evitar que aconteça de se enfiar os pés pelas mãos… e tem mais, alguém como ele, não vai sair falando bobagens em momentos de tensão, pois quando jogador, mesmo em momentos difíceis, ele nunca o fez e isso no Palmeiras vem sendo uma constante, e uma constante que precisa ter fim!

Pra finalizar, creio que ele foi a contratação acertada para o cargo, por ser um ex-jogador que venceu no Palmeiras, é identificado com o clube e tem também bom relacionamento com o técnico, pelo menos os indícios são de que dará certo, é aguardar pra ver…

A semana ainda reservou um reforço(sim nesse caso eu considero reforço, tal como se isso ocorrese com muitos que ainda estão no time), que é a quase certa saída do Gabriel Silva para a Udinese. Já vai tarde, pois em todas partidas que o vi jogar, ele até apoiava de forma razoável, mas na defesa era uma tristeza… com certeza não deixará saudades.

Pra finalizar, depois de tanto falar que o Valdívia deveria ficar por aqui, ele acabou conseguindo isso com a história do batizado do filho dele. Junto com outros 3 jogadores, foram dispensados pelo técnico chileno para que retornem aos seus clubes. A fase tá feia para o cara também, é problema pessoal, contusão, de novo problema disciplinar na seleção. É bom que pelo menos no Palmeiras ele evite de ter ainda mais problemas, que de problemas o verdão tem um pra cada funcionário do clube.

Fim de semana a parada será ingrata(se bem que para o Palmeiras atualmente, qualquer jogo é uma parada ingrata), que será contra o Grêmio. Uma vitória basta para dar sossego ao time com relação a remota possibilidade de rebaixamento. Fica difícil até acreditar na chance de vitória, mas a esperança é a última que morre em casos como esse.

Estamos no aguardo dos próximos capítulos

%d blogueiros gostam disto: