Escolha uma Página

O mês do Palmeiras, foi algo a ser esquecido. Praticamente tudo deu errado: derrotas inexplicáveis, atuações muito abaixo da média, jogadores que caíram de produção sem razão aparente, lesão do principal reforço da temporada e a eliminação no Paulista, depois de ter se classificado apenas em quinto, para o Guarani. A parte que se salvou foram as até agora regulares atuações na Copa do Brasil, que na última quarta teve a vitória fora de casa contra o Paraná.

O time passou por uma oscilação que começou basicamente depois da derrota no clássico e algo que deveria ser encarado como normal(clássicos sempre são imprevsiveis) e foi se arrastando pelo resto do Paulistão. Derrotas para Mirassol e Guarani, uma vitória jogando mal contra o Paulista de Jundiaí e um empate contra o rebaixado Comercial e jogando com 2 a mais praticamente todo o segundo tempo, mostraram que o time teve por demais sua confiança abalada e o resultado contra o Guarani nas quartas foi quase que esperado, principalmente devido a falta de atitude do time.

Em contrapartida, na Copa do Brasil, mesmo sem apresentar aquele futebol consistente do início do ano, o time vem jogando de forma muito regular, tanto que eliminou o Horizonte o primeiro jogo e contra o Paraná, praticamente não foi ameaçado.

Difícil tentar explicar o que aconteceu com o time, pois apesar de diversas notícias descabidas de “ambiente ruim”, o time continua unido da mesma forma que estava no começo do ano. Acredito que algo que tem melhorado é a diminuição dos respingos das “crises” que são colocadas pela mídia no time, pois apesar de vez ou outra surgir alguma bobagem(exemplo que o Assunção estaria indo pro São Paulo, o que é uma notícia sem nexo nenhum), poucas tem efeito impactante no time, como o que ocorria frequentemente ano passado.

Vejo essa Copa do Brasil como a competição perfeita para o time resgatar a confiança e principalmente disputar com boas chances o título, pois os favoritos em questão: São Paulo, Cruzeiro, Grêmio, Botafogo e Atlético-MG, nenhum vem mostrando regularidade, todos são times que ainda oscilam muito entre boas atuações e jogos medíocres.

Ter esses 15 dias de folga entre um jogo e outro da Copa, foi altamente benéfico para o time, ainda mais saído de uma vitória, pois agora ele terá tempo para se reorganizar e principalmente(e fundamental na minha opinião), recolocar a cabeça no lugar e retomar a confiança que era a tônica do time no começo da temporada.

Há muito a ser corrigido ainda e essa fase ruim não pode ser motivo para se jogar um trabalho que começou bem no lixo. Os jogadores não desaprendera a jogar de uma hora pra outra, então não é caso de se dispensar vários e trazer de baciada. As contratações até o momento foram muto bem feitas e o time se qualificou demais em relação ao ano passado, precisando apenas de ajustes e um pouco mais de sorte com lesões(perder o Wesley quando ele estava começando a se entrosar foi um golpe duro). Com algumas surpresas muito agradáveis(quem esperaria a subida de produação do João Vítor, ou mesmo que o Artur que ninguém dava nada, fosse ter um bom rendimento) o time tendo um elenco com mais opções, pode sim disputar pelo menos uma vaga na próxima Libertadores.

%d blogueiros gostam disto: