Escolha uma Página

Chegamos aqui a última parte das contratações dessa janela de transferência. Chama muito a atenção o quanto o United gastou nesse período, muito em função da reformulação que o time vem passando. Sem dúvida foi um dinheiro alto, mas muito bem investido, pois trouxe 3 peças que irão qualificar absurdamente o elenco. Real por outro lado perdeu duas peças chaves da base campeã e ninguém sabe o porquê deixaram ir. Além deles, alguns outros times também merecem destaque.

(para você que não viu as primeiras matérias, pode conferir a primeira parte AQUI e a segunda AQUI)

Vamos então a eles:

apresentação balotelliMario Ballotelli(Milan para o Liverpool) – para substituir um atacante problemático, nada melhor do que trazer outro. Veio por um valor irrisório, ainda mais se comparado com o pago pelo Suarez(coisa de 4 vezes menos), mas acredito que seja uma excelente contratação. Considerando o fato que conseguiram finalmente fazer o Suarez jogar, mesmo que tendo lá seus problemas disciplinares, conseguir fazer o “Super Mario” jogar, pode ser uma tarefa não tão ingrata, afinal pelo menos ele não mordeu ninguém ainda. Tecnicamente ele não deixa nada a desejar para o uruguaio e se jogar tudo o que sabe, pode fazer com que os torcedores do Liverpool não sintam tanta saudade assim do seu antigo craque.

Alessio Cerci(Torino para o Atlético de Madrid) – Junto com o Immobile, que foi para o Dortmund, foi o grande responsável pela ótima campanha do Torino no italiano(um sexto lugar considerável, ainda mais vindo de tantos anos com campanhas horríveis). Ele já vinha jogando bem quando estava na Fiorentina, porém acabou sendo liberado para o Torino, onde já vinha de tempos jogando muito bem. Joga mais como um meia atacante, as vezes fazendo papel de segundo atacante e foi uma contratação ótima para qualificar ainda mais o plantel do time e principalmente dar mais opções para o Simeone montar o time. Não tenho dúvidas que fará sucesso na Espanha.

Shinji Kagawa(Manchester United para o Borussia Dortumund) – Símbolo da grande fase dos aurinegros, que culminou no bicampeonato alemão. Volta por uma pechincha para o time e dessa vez um pouco mais como opção, do que propriamente como A estrela. Não deu para entender o que houve com ele em Manchester, porém não dá para acreditar que ele tenha desaprendido a jogar. Ponto para o Dortmund, que além de trazer um grande reforço, consegue deixar o elenco com muito mais opções para q o Klopp possa, mesmo com algum problema de contusão, não perder tanto rendimento, coisa que o time tanto sofreu na temporada passada.

Loic Rémy(QPR para o Chelsea) – Não chega a ser um nome tão badalado, porém fez 14 gols pelo Queens Park na temporada passada e depois de uma temporada pavorosa dos atacantes do time londrino, ele pode ser uma boa opção para substituir ao Diego Costa, quando o mesmo não puder atuar.

Daley Blind(Ajax para o Manchester United) – Um dos destaques da grande campanha holandesa no mundial, o jogador ex-Ajax foi uma das poucas contratações do time para a defesa e ainda sim deve jogar como volante(isso se o Van Gaal não manter a utilização dele na defesa, como fez na copa, e que ele jogou muito bem, diga-se). Jogador que ainda tem muito a evoluir, mas que não tenho dúvidas, dará muito certo no futebol inglês, pois além de bom defensor, sabe sair jogando.

apresentação di mariaAngel Di Maria(Real Madrid para o Manchester United) – Negociação difícil de entender, nem tanto pelo valor pago(que de fato foi um absurdo), mas pelo fato do Real deixar ele sair. Ele “só” foi um dos maiores destaques do time(eu diria só um pouco abaixo do C. Ronaldo, mas bem pouco mesmo). Responsável direto pelo título da champions, além de destaque da seleção argentina(na copa para mim jogou melhor que o Messi), porém muito pouco valorizado pelo time do Real, que sempre o utilizava como moeda de troca em suas negociações. Chegou o ponto que ele se encheu e resolveu sair. Chega para ser uma das estrelas do time de Manchester e não deve demorar muito para virar ídolo lá, pois ele tem muita bola para isso.

Xabi Alonso(Real Madrid para o Bayern de Munique) – Alguém falou em falta de bom senso do Real? Outra negociação totalmente inexplicável, pois junto com o Di Maria, foram os pontos de equilíbrio do time para conseguir o título da Champions(tanto que o time sentiu demais sua ausência na final). Depois de ficar mais fixo como primeiro volante, conseguiu dar a segurança que o time tanto procurava na defesa. Vendo isso o que o Real fez? deixou ele sair… Melhor para o Bayern, que perdeu o Kroos, mas conseguiu repor a altura sua perda.

Konstantinos Manolas(Olympiacos para a Roma) – Chamou a atenção pela boa atuação na campanha histórica da seleção grega (e como não poderia deixar de ser, um defensor), chega para substituir o jogador Benatia, que foi para o Bayern(jogador esse que foi muito bem falado, apesar de eu não ter visto ele jogar para poder avaliar). O Manolas fez uma boa copa e se jogar o que jogou pela seleção, certamente conseguirá suprir a altura o antigo defensor.

Falcão Garcia(Monaco para o Manchester United) – Manchester não brincou em serviço no final da janela de transferência e reforçou de forma considerável seu time, principalmente no setor ofensivo. O time ainda ficou muito frágil na defesa, porém aproveitar esse negócio de ocasião para trazer aquele que é um dos melhores atacantes do mundo hoje, de certa forma atenua um pouco a falta de contratações para o setor defensivo. Chega para jogar junto com o Van Persie e não tenho dúvida que essa dupla fará muito estrago no inglês, principalmente pelo fato de que além de letais na cara do gol, ambos tem qualidade para sair da área e servir de pivô. Sem dúvida uma bola dentro do time nessa janela.

Álvaro Negredo(Manchester City para o Valência) – Um bom atacante, que acabou não dando tão certo assim no time do City(apesar de ter marcado muitos gols), não era titular e acaba voltando para a Espanha, até para ver se joga com mais regularidade. Excelente peça para o time do Valência, que ia sentir falta de um matador depois da saída do Jonas, mas que com a chegada dele, repõe até com mais qualidade a perda.

Micah Richards(Manchester City para a Fiorentina) – Lateral que fez algumas boas temporadas pelo City e que acabou perdendo espaço no time. Pelo padrão atual do futebol italiano, deve chegar para ser titular e muito provavelmente ser um dos grandes laterais do campeonato, principalmente pela falta de grandes nomes na posição.

Javier Hernandez(Manchester United para o Real Madrid) – Raro caso de contratação onde foi usado o bom senso no time espanhol. Eles já tem o Benzema e não precisavam do Falcão(opção inicial) para fazer sombra, mas sim de um jogador de bom nível que pudesse entrar quando o titular não estivesse em condições e o Chicharito encaixa bem nesse perfil. Não é tão bom quanto o francês, mas costuma sempre marcar seus gols, tem boa movimentação e pode dar certo no time espanhol. Boa contratação para o elenco.

%d blogueiros gostam disto: