Libertadores 2014 – Felicitaciones Cuervos!

romagnoli

Acabou mais uma edição da taça libertadores. E como virou praxe desde 2012 cai um mito de um grande time que nunca havia conquistado esse título, e de uma torcida fantástica que merecia fazer uma festa imensa por esse conquista, ao exemplo do que aconteceu com Corinthians e Atlético mineironos anos anteriores, dessa vez a festa foi dos hinchas do San Lorenzo de Almagro. Festa merecida pela torcida que estava com a ausência do título de uma libertadores entalada e também pelo time que jogouo melhor futebol na competição.

Os Campeões

A equipe do periférico bairro de Boedo em Buenos Aires não começou a competição entre os favoritos, tendo como principal carta na manga o veterano Leandro Romagnoli, na fase de grupos fez uma campanha razoável se classificando atrás dos chilenos do Unión Española, superando os equatorianos do modesto Independiente del Valle por 1 gol de saldo e apenas 1 ponto na frente do Botafogo que foi o lanterna do grupo. Nas oitavasde final era considerado zebra contra o Grêmio, passou. Nas quartas contra o campeão brasileiro Cruzeiro era praticamente carta fora do baralho, passou. Nas semi-finais contra o Bolívar, o time argentino finalmente tinha status de favorito, mas fez mais do que se esperavamatando o confronto na primeira partida com acachapante goleada de 5 x 0, e na final com ligeiro favoritismo, se impôs sobre o Nacional do Paraguai e finalmente papou a tão sonhada taça.

Agradável surpresa, futebol boliviano sai da UTI.

Depois de anos e anos de campanhas pífias em que parecia que depois de chegar ao fundo do poço o futebol boliviano cavaria além do fundo, finalmente surge alguma luz no fim do túnel demonstrando que a situação pode melhorar. Nenhum dos 3 representantes do futebol boliviano fez feio na competição, o Oriente Petrolero, o mais modesto dos 3, teve má sorte no sorteio da fase pré, tendo que enfrentar o poderoso e tradicional Nacional do Uruguai, não fez bonito, mas não deu vexame, ganhou pelo placar mínimo em Santa Cruz de la Sierra, e em um jogo apertado perdeu de 2 x 0 em Montevidéu. O The Strongest iniciou a competição já na fase de grupos e caiu em um grupo que dava como favoritos disparados Vélez Sársfield e Atlético paranaense, e deixava os bolivianos e o Universitario de Lima (só registrando, o time com a camisa mais bonita do continente) como totais zebras, porém el tigre de La Paz não tomou conhecimento do time do Imperador Adriano (quase me esqueço que ele jogou lá, e foi há poucos meses) e passou da fase sem grandes problemas, indo para a fase de mata-mata contra o bom time uruguaio do Defensor, depois de boa vitória em casa, a classificação estava bem encaminhada no Uruguai, quando um gol no final levou o jogo aos pênaltis e mais inexperientes e abatidos os jogadores do tigre abusaram do direito de cobrar mal as penalidades, dando a classificação aos uruguaios. Por fim temos o Bolívar, os arqui-rivais do The Strongest e time mais tradicional de seu país cansaram de surpreender na competição, passaram de fase em primeiro lugar de seu grupo vencendo os mexicanos do León em pleno México, empatando com o Flamengo no maracanã em jogo que só acabou empatado devido a erros da arbitragem e fizeram seu papel em casa com 2 vitórias e um empate, na fase seguinte novamente o león do capitão Rafa Márquez e classificação boliviana com 2 empates, na fase seguinte os argentinos do Lanús eram os favoritos mas um empate na Argentina e vitória no estádio Hernando Silles botou os bolivianos na semi-final aonde não suportaram a força do campeão San Lorenzo e foram eliminados, mas com uma campanha muito bonita, o time ouviu gritos de gracias de sua torcida após o final do jogo de volta.

A preocupante participação brasileira.

Botafogo lanterna de seu grupo e eliminado na primeira fase, Flamengo e Atlético paranaense eliminados na primeira fase, Atlético mineiro chegou com status de campeão, não jogou nada e caiu nas oitavas. Cruzeiro, apesar de ser indiscutivelmente o melhor time do Brasil atualmente, apresenta muitas ressalvas, abusou do direito de tropeçar e mereceu ser eliminado. O único que fez uma campanha merecedora de respeito foi o Grêmio, melhor time da primeira fase em um grupo difícil e que foi eliminado pelo campeão apenas nos pênaltis. Nem vou me alongar muito nisso pois os colegas do em cima da linha tem explicado muito bem o que está acontecendo no futebol brasileiro.

Que venha a libertadores de 2015!

Deixe uma resposta