Isso é Corinthians

Desculpem, mas não consigo falar do jogo em si.

Os cinco minutos finais resgataram algo que talvez estivesse meio perdido na história do Corinthians: A raça.

Com o dedo lesionado (a sensação na hora é que estava quebrado), chorando de dor, desesperado, o goleiro viu que o time já havia feito as três substituições e continuou em campo, arriscando aumentar a gravidade de sua lesão.

Quando tanto se fala em 40 milhões de euros pro Tevez, 400 milhões de reais pro Itaquerão (que absurdo, hein Kassab. Toma vergonha na cara.), um menino saído do terrão do Parque São Jorge, goleiro fraco, diga-se de passagem, mostrou que a honra de vestir o uniforme corinthiano está acima de qualquer coisa.

Sem sombra de dúvidas foi o grande personagem da rodada, ofuscando todas as coisas detestáveis da semana, como as polêmicas do Kleber e do Martinuccio, e até mesmo o bom jogo entre Botafogo e Corinthians, no qual a equipe paulista venceu com propriedade por 2 a 0.

Ao ser entrevistado, quando poderia fazer pose de herói, se vangloriar de ter ficado em campo, Julio Cesar resumiu sua atitude em 3 palavras: “Isso é Corinthians”.

5 ideias sobre “Isso é Corinthians”

  1. Não para, não para, não para … vai pra cima timão !! “e nóis” quem é Rogério Ceni rapaz? Julio é guerreiro, julio é corinthians!

  2. Não vi o jogo, mas gostei do que li aqui Fernando. Tomara que o ato do Júlio Cesar sirva de lição para outros tantos moleques, que apesar de terem muito talento, só pensam em ganhar dinheiro. Não preciso nem lembrar nossa seleção né…

Deixe uma resposta