Grupo “A”rbitro, em homenagem aos protagonistas da rodada

Brasil 3 x 1 Croácia

Resultado que quem olha diz que o Brasil estreiou bem, com uma vitória tranquila, porém quem viu o jogo, sabe que a coisa foi muito diferente disso.

O time entrou muito tenso, nervoso e fez uma partida muito aquém do que se esperava. Os laterais foram muito mal com Daniel Alves sendo uma verdadeira avenida e Marcelo então nem se fala, até gol contra fez. Paulinho também sumido, assim com o Júlio César fazendo algumas defesas dignas de deixar os brasileiros temerosos pelo futuro(rebatendo bola para o meio da área, deu sorte de não ter um atacante de mais presença, porque senão o time tinha tomado mais gols).

A sorte foi que o jogo marcou a redenção do Oscar, que jogou demais, foi novamente o cérebro do time(assim como na Copa das Confederações) e teve nele o organizador do setor ofensivo, tendo sito justamente premiado ao final da partida com um gol, o que assegurou a vitória. Não se pode deixar de citar obviamente o Neymar(afinal ele marcou dois gols), mesmo que no contexto geral ele não tenha feito uma partida tão boa quanto a do Oscar, foi decisivo quando necessário e mostrou o porquê se coloca tanta expectativa nele.

Não se pode além de tudo esquecer de citar a excelente partida que a Croácia fez. Mesmo sem um de seus astros(o citado anteriormente Mandzukic), o time jogou muito em função dos erros do Brasil e a cada ataque era um perigo para a defesa brasileira, tendo os lances quase todos comandados por Modric e Rakitic, os dois excelentes meias da seleção croata. O time mostrou que além de tudo está muito bem montado, tanto que poderia ter conseguido um grande resultado na estreia mesmo, não fosse alguém que determinou o resultado, e será citado a seguir…

Esse foi o cara que determinou a sorte brasileira na estreia!! O juiz japonês Yuichi Nishimura(que não foi suspenso pela fifa, então guardem esse nome, pois ele promete na copa), o mesmo que apitou mal demais o jogo em 2010, aquele que o Brasil foi eliminado lembram-se? Aparentemente ele resolveu compensar aquele jogo e não só fez vista grossa a uma agressão digna de cartão vermelho do Neymar(o cara olha para o adversário e ainda vai e mete o cotovelo no pescoço do adversário? desnecessário…) como deu um pênalti absurdamente duvidoso no Fred(não sei o que foi pior, o cara cavar o pênalti, ou depois afirmar ainda que o pênalti de fato foi, esse merece o troféu óleo de peroba). Jogo que caminhava para um empate, teve no juizão o fator desequilíbrio para que a vitória chegasse. Uma pena pois o jogo estava bom e foi manchado por essa atuação horrível do mesmo.

México 1 x 0 Camarões

Outro placar enganoso. O México foi muito, mas muito superior aos camaroneses. Criou mais, chutou mais, sofreu pouca pressão, porém só conseguiu marcar um, certo? Errado!!!

Jogo que foi ainda mais estragado pela arbitragem, que parece decidiu tirar essa copa para aparecer. Tiveram a proeza de anular dois(acreditem, dois) gols legítimos da equipe mexicana, ambos marcados pelo Giovani dos Santos(que diga-se jogou bem demais, até muito mais do que eu esperava), um em impedimento inexistente(estava na mesma linha) e outro impedimento ainda mais absurdo, onde o jogador de Camarões que deu o último toque e ainda sim o bandeirinha viu lance irregular.

Capítulos lamentáveis à parte do grupo A(e infelizmente foram muitos), depois de ver esse jogo, pode-se dizer que o México é um time renascido em relação aquele da pífia eliminatória. Jogou muito bem e lembra mais o time que foi medalha de ouro em 2012. Vai dar muito trabalho para o Brasil(o que não é novidade) e vai brigar firme com a croácia pela vaga(não vejo ainda sim o Brasil ameaçado).

Camarões por outro lado tem um time fraco, pouco criativo, dependente demais de Eto’o e Mbia. a defesa tem duas avenidas(laterais fizeram uma partida horrível). Promete ser garantia de 3 pontos para Brasil e Croácia, pois com isso que jogou não ameaça ninguém.

Deixe uma resposta