Goleiro dos juniores do Sport dá voadora em atleta do Vasco (e depois é demitido)

Uma das cenas mais bizarras da história do futebol brasileiro aconteceu nessa segunda-feira, na disputa entre Sport e Vasco da Gama, pela Taça BH de Juniores, na cidade de Barão de Cocais (MG).

O goleiro Gustavo, agrediu de forma totalmente imprudente e desleal o volante Elivélton da equipe carioca: com uma voadora (o atleta foi atingido por trás). E claro, acabou sendo expulso (merecidamente) pelo árbitro da partida.

O incidente se deu no meio do campo, já nos acréscimos, quando o Vasco vencia por 3 a 1. Romário, do Vasco, estava caído no gramado. Um jogador do leão se aproximou para apressar o vascaíno que fazia cerae foi empurrado por outros atletas do time carioca. O goleiro Gustavo atravessou o campo e então agrediu Elivélton. O volante vascaíno precisou sair do estádio de ambulância, com uma contusão na coluna cervical. Os primeiros exames mostram que o atleta está bem.

Veja as imagens:

 

Punição justa

Após agredir violentamente o jovem jogador Elivélton, Gustavo acabou expulso. Mas essa não foi a única punição. O Sport divulgou uma nota no seu site oficial afirmando que o jogador foi demitido do clube.  O presidente do clube fez questão de se desculpar com o Vasco e disse que a atitude do ex-atleta não condiz com o clube de Recife.

Além de lamentável,  a atitude do jovem goleiro preocupa. Futebol é saudável. Não dá para admitir esse tipo de agressão. Que os dirigentes fiquem de olho nos agressores e punam de forma mais drástica para que isso não se repita nos gramados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta