Escolha uma Página

françaalemanha

Nestas quartas de final da Copa do Mundo do Brasil, França e Alemanha voltam a se encontrar em Copa do Mundo. Eu espero ansiosamente que estes jogadores, das duas equipes que entrarão em campo neste confronto tenham condições de diminuir minha saudade do futebol que vivi, ou melhor, sonhei, na Copa de 1982, aquela da inesquecível seleção brasileira de Zico, Falcão, Éder, etc.

Para os que não foram agraciados com a felicidade de viver

naquele período vou relembrar um pouco da história. Após a eliminação do Brasil a copa parecia ter acabado. Mas ainda tinha muita emoção em jogo. Em uma das semifinais a Itália enfrentou a Polônia e em outra a disputa foi mais disputada. Eu diria até, que aquele jogo decidiu a copa do mundo a favor dos italianos. O esforço na disputa deixou sequelas e a equipe alemã não esteve fisicamente em condições de fazer um jogo contra a Itália no nível que poderia. Não sei se as condições fossem outras, se a Itália não venceria de qualquer forma, mas acho que o jogo seria mais disputado.  Naquele jogo, que agora se repete, ocorreu empate em tempo regular (1 X 1). Na prorrogação a França fez de cara 1 X 0. A Alemanha então, não vendo outra alternativa, colocou em campo Rummenigge, seu melhor jogador, que estava levemente lesionado. O time de Platini, fez 2 X 0 aos 8 minutos da prorrogação. A Alemanha ainda conseguiu empatar na prorrogação, carregada por Karl Heinz. Em minha memória ainda vive intensamente a fisionomia extremamente desgastada de todos os jogadores indo para a cobrança dos pênaltis, vencida pela equipe germânica.

Não sei se algum jogador da Alemanha atual está no nível de Rummenigge, ou se na França de hoje algum destes jogadores poderá fazer o papel desempenhado em 82 por Platini e sua trupe, mas se tiverem a mesma garra e vontade de vencer que seus antecessores históricos tiveram, será um jogo memorável.

Quanto ao jogo de hoje, se o técnico Lowe deixar Lahm na lateral direita, acredito que os alemães terão melhor desempenho, mas está difícil de convencê-lo a fazer isto. Pensei que a lesão de Reuss, antes da copa já daria a ele esta alternativa, porém, não foi suficiente. Agora, acho que nem a lesão de Mustafi ajudará o teimoso técnico “comedor de tatu” fazer o que a maioria da população alemã pede. De qualquer forma, como a França é a seleção A do jogo, caberá aos alemães jogarem com a linda camisa rubra negra no Maracanã, e isto, por si só, bastará para levar os chucrutes para a semifinal.

%d blogueiros gostam disto: