Fase de grupos Champions League: grupos E até H

Dando continuidade a análise dos grupos da Champions(você pode conferir a primeira parte AQUI), finalizarei com os grupos de E até H, com grande destaque para os times do Barcelona, Bayern de Munique, Chelsea, Paris Saint-Germain e Manchester City.

Grupo E: Bayern de Munique(Alemanha), Manchester City(Inglaterra), CSKA Moscou(Rússia), Roma(Itália)

 
Grupo tratado como “grupo da morte”, porém acho que ele só é da morte para os times do CSKA e da Roma.

O Bayern chega com um time tão forte quanto o dos últimos anos. Teve como perda significativa apenas a saída do Toni Kroos e do Mandzukic, porém com as chegadas de Xabi Alonso e Lewandowski não sentirá em nada a ausência de ambos. Chega certamente para disputar o título e não vejo muita equipe que consiga fazer frente a eles.
Atuais campeões ingleses, o City chega novamente tentando se impor no cenário europeu, coisa que tem falhado miseravelmente nos últimos anos. Time para isso não falta, pois no papel tem um time quase tão forte quanto o do Bayern, mas ao que parece o “peso” da camisa ainda está fazendo muita diferença nessas horas. Bom para o time que dessa vez não caiu em um grupo tão encardido como foi o caso dos últimos anos.
CSKA chega esse ano mais para fazer figuração do que outra coisa. O time nem chega a ser dos piores, tem bons valores, porém não tem como fazer frente a nenhum dos outros 3 integrantes do grupo, pode se considerar no lucro se ainda sair com uma vaga para a UEL.
Depois de alguns anos, a Roma volta com um bom time para disputar a Champions, porém para azar deles caíram em um grupo com dois times fortíssimos, então se quiserem almejar algo a mais na competição precisarão jogar no limite do time, senão os outros 2 passarão por cima sem dó.

Palpite – Bayern em primeiro, City em segundo, Roma em terceiro e CSKA em quarto.

Grupo F: Barcelona(Espanha), Paris Saint-Germain(França), Ajax(Holanda), APOEL(Chipre)

 
Um grupo bem “equilibrado”. Aqui será basicamente uma disputa grande para saber quem será o primeiro, dada a diferença gigantesca entre os dois favoritos e os outros integrantes do grupo.

Buscando uma nova identidade depois de começar a colocar de lado o “tiki-taka”, o Barcelona chega bem reformulado para essa Champions, porém não menos favorito, até tendo em vista que o time começou muito bem a temporada no espanhol. Isso porque ainda não pode contar com uma de suas grandes estrelas: o Luis Suarez.
O PSG, depois do Chelsea é o time dos milionários que mais tem conseguido ganhar espaço na europa. Com contratações que além de impacto, conseguem preencher lacunas do time, chegam esse ano com chances de irem ainda mais longe na competição européia, primeiro porque não perderam nenhuma de suas estrelas, segundo porque ainda trouxeram o ótimo David Luiz para formar uma das melhores zagas da europa, junto com o Thiago Silva. Digo mais: é um time muito mais encaixado que o do Barcelona e acredito até mais favorito no momento.
Triste Ajax, apesar do domínio doméstico, não consegue montar um time sequer capaz de não fazer feio perto dos grandes europeus… Muito pouco para um time que já foi campeão da Champions em 4 oportunidades. Vem só para fazer figuração e tentar arrancar uns pontos dos favoritos.
APOEL que já aprontou em algumas ocasiões na competição, nessa não deve ser grande ameaça, pode arrancar um ou outro ponto dos favoritos(coisa que ainda sim acho pouco provável). Mais um daqueles times que vem a passeio para a UCL.

Palpite – PSG em primeiro, Barcelona em segundo, Ajax em terceiro e APOEL em quarto.

Grupo G: Chelsea(Inglaterra), Schalke 04(Alemanha), Sporting(Portugal), Maribor(Eslovênia)

O Chelsea teve um ano de Arsenal nesse sorteio, pois pegou um grupo que é uma verdadeira baba.

O time inglês chega para treinar nessa primeira fase. Claro que se der mole, pode ser surpreendido, porém com o futebol apresentado nesse começo de temporada, aliada a excelente fase do atacante Diego Costa, deve atropelar os times do grupo, em especial o Schalke, que na temporada passada sofreu em suas mãos.
Schalke esse ano deu uma certa sorte de pegar um grupo bem acessível para chegar a segunda fase novamente. Tem um time bem melhor que o do Sporting e do Maribor… nem preciso dizer. Azar apenas que caiu no mesmo grupo do Chelsea, que ano passado enfiou 3 a 0 nas duas partidas entre as equipes.
Mais um time que chega a fase de grupos depois de alguns anos de ausência, o tradicional Sporting vem mostrando evolução e até tem alguma chance de passar de fase, pois apesar de ser pior que o time alemão, a diferença não chega a ser tão brutal entre as equipes. Apesar de não ter tido grande destaque no United, o Nani pode ser o grande diferencial para o time.
Maribor é mais um dos times que virá apenas para fazer figuração, porém no caso dele pode até aprontar para os outros dois membros do grupo(exceção claro ao Chelsea), até tendo em vista que na última edição da UEL vendeu cara a classificação ao Sevilha nos dezesseis-avos de final(2 a 2 em casa e 2 a 1 na Espanha).

Palpite – Chelsea em primeiro, Schalke em segundo, Sporting em terceiro e Maribor em quarto.

 
Grupo H: Porto(Portugal), Shakhtar Donetsk(Ucrânia), Athletic Bilbao(Espanha), BATE Borisov(Bielo Rússia)

 
Grupo que só não é mais equilibrado que o C, porém até o azarão BATE pode ter chances de passar(muito em função do retrospecto recente nas últimas UCL).

O tradicional e complicado time do Porto chega bem credenciado a passar de fase novamente nesse grupo não tão forte. O time mudou bastante em relação ao último ano, mas já vem mostrando que ainda pode evoluir muito mais. Conta ainda com o excelente Jackson Martinez como seu grande destaque(jogador que até surpreende por ainda não ter saído da equipe portuguesa, pois tem futebol para jogar em qualquer time dos grandes centros).
Sofrendo por conta de estar no meio do conflito entre os separatistas ucranianos e tendo até seu estádio atacado por eles, o time do Shaktar deve sentir muito esses problemas extra campo, tanto que alguns jogadores nem voltaram ao time por conta disso. Ainda sim o time é razoável e na bola tem chances de passar, porém essa tensão deve pesar negativamente nas chances da equipe.
Credenciado por despachar na fase anterior o bom time do Napoli, o Athletic chega como favorito nesse grupo. Praticamente sem ter perdido nenhum jogador da sua base, tem totais condições de fazer um bom papel na competição, muito em função do seu ótimo desempenho dentro de seus domínios.
O time do BATE é sem dúvida o mais fraco, mas seus desempenhos nos últimos anos, tendo até vencido o time do Bayern, mostra que é um time que não se pode dar mole, senão eles surpreendem. Vejo até com uma chance de chegar a UEL, porém passar a segunda na fase na Champions, acho muito improvável.

Palpite – Athletic Bilbao em primeiro, Porto em segundo, Shaktar Donetsk em terceiro e BATE em quarto.

Deixe uma resposta