Eta Bahia que me deixa nervoso!

Eta Bahia que me deixa nervoso!

Começou o ano errando nas contratações. Apostando em garotos que já não haviam dado certo nos seus times de origem. Agora, no meio do ano aposta em “medalhões” com qualidade técnica indiscutível, mas com problemas extracampo também irrefutáveis.

Pode funcionar? Pode, mas também pode afundar de vez o navio.

Ricardinho com rumores de problemas disciplinares no seu ex-time – Atlético/MG e Carlos Alberto, com problemas extracampo em todos os times em que jogou, ainda não estão em forma e/ou regularizados. Dois craques com a bola nos pés. O Senhor do Bonfim que os abençoe e coloque as suas cabeças nos lugares.

Souza grande goleador de pênaltis, ainda não mostrou futebol. Ainda deve estar encantado com as belezas da boa terra. Na minha humilde opinião de torcedor, o menino Rafael, destaque do Bahia na Copa São Paulo de futebol júnior, deveria ser titular no comando do ataque.

Jobson chegou com a desconfiança do torcedor e em duas rodadas do Brasileirão já é considerado o xodó da torcida e craque do time. Vide jogo contra o Flamengo, onde marcou dois gols e jogou uma barbaridade.

Com o retorno de Jancarlos e Ávine às suas melhores formas físicas e a contratação de um zagueiro de melhor nível técnico, o Bahia, bicampeão brasileiro e o maior do Nordeste sob a batuta do técnico-filósofo Renê Simões, tem tudo para buscar uma vaga na sul-americana.

Só não pode esse barril de pólvora explodir.

Até mais e um Axé para todos.

(Agradecimento especial à Diego Rodrigues, palmeirense que vive na Bahia, e que me mandou esse texto com sua opinião sobre a equipe do Bahia )

Clear time? Times there days hope carding chews with this my canadian pharmacy and I by very: cohesive great perfect, face easily…

Uma ideia sobre “Eta Bahia que me deixa nervoso!”

Os comentários estão fechados.