E o Brasileirão 2014 continua melhorando

Quem acompanha o Em Cima da Linha diariamente tem observado minha linha editorial bastante otimista desde a volta da Copa do Mundo. Tenho visto com bons olhos a disputa dentro de campo no campeonato brasileiro, se não tecnicamente perfeito, ao menos temos assistido diversos bons jogos, uma média de público maior dos últimos 4 anos e um campeonato, como é tradição no futebol brasileiro, altamente disputado.

Com certeza todos que lerem esse primeiro parágrafo pensarão, “como equilibrado, se o líder é o mesmo e muito dificilmente perderá o título?”. É verdade que o cruzeiro está muito bem encaminhado para conquistar o bi do brasileirão, mas ainda que eu acredite que é possível o cruzeiro perder esse campeonato, mesmo que não aconteça teremos outras tantas disputas fortíssimas até o fim do ano. É claro que o título sempre foi e sempre será a maior disputa dentro do futebol, mas talvez aí esteja um charme do campeonato de pontos corridos, toda rodada podemos ter uma final, podemos ter uma decisão, e todo jogo se torna essencial.

Se pararmos para analisar a tabela de jogos daqui até dezembro com certeza toda rodada destacaremos um jogo essencial, seja na luta pelo título, pela libertadores, seja um clássico, um jogo com histórico presente forte ou até mesmo pela luta contra o rebaixamento. Com foco nesse equilíbrio, vamos fazer um exercício e dividir a tabela de pontos com cada clube e em que disputa ele se encontrará daqui em diante no Brasileiro.

———————————————————————————–

Título

Cruzeiro –  claro o maior favorito

Do 2º colocado até o 5º colocado todos ainda tem chance, e dentro da distância de 10 pontos, não seria nada absurdo de ser tirado. Isso se o líder não fosse o Cruzeiro e a sua absurda estabilidade e ótima administração dos pontos que já dura quase 2 anos.

Muito, mas muito difícil que o Cruzeiro deixe que o São Paulo tire 7 pontos de diferença ou mesmo Inter, Corinthians, ou Grêmio.

————————————————————————————-

Libertadores

Cruzeiro – Óbvio estará presente na próxima edição.

Desde o começo do campeonato São Paulo, Internacional, Corinthians, Grêmio e Fluminense estão se alternando nas primeiras posições após o cruzeiro. Parece que estava estabelecida aí a batalha pela classificação para o torneio sul americano. Mas eis que nas últimas rodadas surgiu um adversário forte que parecia adormecido, o Galo, Atlético Mineiro.

Nesse momento do vice-líder São Paulo até o 9º colocado Santos, temos uma diferença de apenas 9 pontos, o que credenciaria todas essas equipes no bolo a possíveis classificados. Mas pela regularidade sabemos que o próprio Santos, que demitiu técnico e já está pensando em 2015, e o Sport Recife (8º colocado) pela falta de elenco, terão remotíssimas chances de alçar vôos maiores.

Por falar em elenco e justamente regularidade, seria uma grande surpresa que São Paulo, Inter (3º colocado) e Corinthians (4º colocado) não se classificarem também. Porém, vão ter forte concorrência do embalado 5º colocado Grêmio, que tem nesse momento com  Felipão a melhor defesa do campeonato, e do mais embalado ainda Atlético Mineiro que já está em 6º lugar e vem ganhando de todo mundo inclusive do líder e rival cruzeiro. Quem destoa um pouco desse grupo no momento é o Fluminense que caiu para 7º colocado e tem aumentado a distância para o G4

————————————————————————————-

Meio da tabela e já pensando em 2015

Além do Sport Recife e do Santos, temos mais 3 times que se não fizerem nenhum milagre ou nenhuma queda brusca provavelmente farão apenas figuração no restante desse campeonato brasileiro.

Goiás (10º), Flamengo (11º) e Atlético Paranaense (12º), em breve já deverão estar livres do rebaixamento e com a cabeça pro ano que vem.

————————————————————————————

Rebaixamento – A batalha mais dura de todo fim de ano

Que todo ano a luta contra a degola e o Z4 é duríssima não resta dúvida, mas esse ano parece a coisa será ainda maior do que epopéia do ano passado envolvendo Fluminense, Vasco e Lusa.

Do 13º Figueirense ao 20º Palmeiras, todos os 9 times tem chances reais de rebaixamento pois a diferença entre eles é de apenas 4 pontos. É por isso que temos visto essa gangorra imensa de times que entram e saem a cada rodada da zona de queda pra série B.

O Figueirense que há 1 mês atrás estava em ascenção, com uma ótima defesa e uma boa sequencia de bons resultados, dispencou a perder e hoje parece bem provável que esteja na luta para não cair.

Logo abaixo na tabela vem o incrível Vitória que até 2 rodadas atrás era o lanterna e com 2 bons resultados já está em 14º. É o sobe e desce que falávamos.

Em 15º o inconstante Chapecoense que insiste em ter ótimos resultados seguidos de péssimas partidas. Não chega a cair para as últimas posições, mas também não consegue se distanciar da parte baixa da tabela.

Na primeira posição fora do rebaixamento, o bravo e guerreiro Botafogo que mesmo com todos problemas de atraso de salários, e diversos direitos trabalhistas, ainda assim consegue se manter por hora fora das 4 últimas posições. Terá contra si o peso da camisa e as constantes contusões das suas principais estrelas. Além do explosivo Emerson Sheik e suas constantes polêmicas com a CBF e arbitragens.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *