Copa São Paulo de Empresários Jr.

Como todo torcedor coritiano, sempre gostei da Copa São Paulo de Futebol Jr.

Não sei se por causa da mística do terrão, dos talentos revelados no Parque São Jorge, os torcedores corintianos sempre tiveram uma relação mais próxima com este torneio do que os torcedores de outros times.

Porém, de uns anos para cá o cmpeonato tornou-se extremamente inútil.

Partindo do princípio que o foco de um torneio de base é revelar jogadores, podemos afirmar, de cara, que o título deve ser uma questão secundária. Muitas vezes os times ganham jogando mal, feio, com vários jogadores marcando e achando gols nas bolas paradas. Mas de que vale um título de um torneio como esse se não formar jogadores?

Hoje temos centenas de times que são comandados por empresários, que usam a copinha apenas como vitrine para vender seus jogadores nos mercados europeus e asiáticos. Jogadores sem nenhum desenvolvimento, já que são muito novos, e que vão para países muitas vezes inexpressivos no cenário futebolístico tentar a sorte e buscar o sonho do estrelato mundial.

Times que não têm torcida, não têm tradição, não acrescentam nada ao futebol brasileiro. Jogadores deslumbrados, mais preocupados com a cor da chuteira ou o penteado diferente, mais focados nas dancinhas para comemorar gols do que no gol propriamente dito, sem falar nos que claramente estão acima da idade permitida.

Pergunto a vocês: Qual a validade de se ganhar uma Copa SP hoje?

Em tempo: O que foi aquela cena do vice-presidente da FPF colocando a medalha no bolso?

Deixe uma resposta