Como a contratação de James Rodríguez resolve vários problemas do Real Madrid de uma vez só

jamesrodriguez4afp

Assim como aconteceu após a Copa de 2010, quando contratou dois dos destaques da competição (Özil e Khedira), o Real Madrid trouxe mais dois galácticos para se juntar à sua constelação.

Depois de Toni Kroos, meia/segundo volante alemão ex-Bayern de Munique e um dos melhores jogadores da Copa segundo a FIFA e enquete com torcedores, hoje foi a vez do colombiano James Rodríguez, ex-Monaco. O meia de 23 anos foi o artilheiro da Copa do Mundo e autor do gol premiado como o mais belo do campeonato, o que o credenciou como uma das principais estrelas da competição.

 

jamesrodriguez_afp6

Sempre que o time merengue contrata algum jogador que atua do meio-campo em diante, fica a pergunta: essa contratação era mesmo necessária, ou foi feita só para reafirmar o poder do Real? Jogada de marketing ou contratação técnica?

Vamos analisar então, algumas possibilidades de como o jovem astro colombiano pode se encaixar no time.

Na temporada passada, o Real Madrid quase sempre alternava entre esses 2 esquemas táticos:

Nesse esquema, Modric atuava como o "10" da equipe, e Illarramendi entrava como segundo volante. O principal problema dessa formação, era a disputa entre Bale e Di Maria pela mesma posição.
Nesse esquema, Modric atuava como o “10” da equipe, e Illarramendi entrava como segundo volante. O principal problema dessa formação, era a disputa entre Bale e Di Maria pela mesma posição.

 

madrid01
Havia também a opção de centralizar Di Maria, que eventualmente caía pelas pontas, revezando com alguém. Dessa forma, Modric atuava em sua posição original.

 

Ou seja, geralmente quem fazia o papel de “10”, o meia de criação que joga centralizado, era o Modric (que é segundo volante de origem) ou o Di Maria (que joga pelas pontas). Nenhum deles tem a função de “maestro” como sua principal característica. A única exceção, é quando Isco entrava justamente para fazer esse papel, mas até o momento o espanhol ainda não vingou com a camisa merengue e tem sido reserva praticamente o tempo todo.

James está chegando, e Di Maria vai embora, segundo quase todos os sites que costumam antecipar transferências. Sendo assim, o time ganha o “10” de origem que tanto precisava, e ainda acaba com a concorrência Bale x Di Maria pela ponta direita, que causava problemas inclusive nos vestiários da equipe. Cada vez que Ancelloti não tinha opções e precisava escolher entre um e outro, surgiam notícias de que Di Maria estava insatisfeito e gostaria de se transferir, ou então de que Bale era o jogador mais caro da história e portanto não poderia ficar no banco por um jogo sequer.

Formação com James e Kroos no time titular
Formação com James e Kroos no time titular

 

Outra opção, mantendo Modric na equipe
Outra opção, mantendo Modric na equipe

 

Também existe a possibilidade de eventualmente avançar Toni Kroos como meia, quando os merengues precisarem correr atrás de um resultado. No caso, Xabi Alonso seria o único volante, mas pode-se também trocar um dos pontas por um volante, deixando a zaga menos desprotegida

De quebra, a Adidas ganha um novo garoto propaganda, já que o jogador e o clube são patrocinados pela marca. Isso viabiliza o uso da imagem de James para peças promocionais de camisas, entre outros produtos. Terem o mesmo patrocinador esportivo também cria a possibilidade de vender a camisa com o nome de James em qualquer país, tendo o valor integral recebido pela Adidas, assim como acontece com Benzema, Casillas e Bale (fator determinante na contratação do galês, que tem grande potencial de marketing em sua imagem). O mesmo não ocorre com Cristiano Ronaldo por exemplo, que é patrocinado pela Nike.

jamesrodriguez2-afp

Levando tudo isso em consideração, trazer o colombiano foi uma ótima escolha por parte da diretoria madridista, e o artilheiro da Copa tem tudo para fazer grande sucesso e ser um dos principais rostos dos novos galácticos.

4 ideias sobre “Como a contratação de James Rodríguez resolve vários problemas do Real Madrid de uma vez só”

  1. Para mim a escalação ideal e que será usada você deixou de fora rss

    Modric, Kroos, James, Bale, CR7 e Benzema.

    Xabi Alonso, até pela idade será peça de reposição. Assim como Illaramendi e Isco. Uma pena perder Di Maria, mas futebol é isso, ciclos…

    Belo texto,meus parabéns!!

    1. Diogo, eu acredito que isso não vai acontecer, porque o Modric não é primeiro volante. Acho que deixando apenas ele pra proteger a zaga, o time ficaria muito aberto. Mas também gostaria de ver essa formação, com Modric aparecendo como elemento surpresa junto com Kroos, um esquema super ofensivo

Deixe uma resposta