Arquivo da categoria: Seleção Brasileira

As camisas pesadas ainda entortam varal na copa do mundo

campeas-mundiais

Nessa copa do mundo de 2014 não tivemos nenhuma seleção que tenha se destacado 100% e atropelado todos adversários. Único time que não teve complicações sérias até aqui foi a Colômbia que ainda assim pegou um grupo C bastante fraco e um Uruguai derrubado pelo caso Suárez nas oitavas de final.

Porém, ainda assim vamos avançando as rodadas e o cenário continua o mesmo de outras edições anteriores de copa do mundo. As gigantes estão da mesma forma na disputa pelo título e os pequenos e médios vão caindo um a um ainda que os grandes tenham passado sufocos históricos e tenham contado com uma pitada absurda de sorte nos finais dos jogos.  Continue lendo As camisas pesadas ainda entortam varal na copa do mundo

A seleção brasileira não é mais a mesma

“Caos no transporte? Imagina na copa”.

“A seleção brasileira é sempre favorita quando entra em campo”.

Difícil de acreditar, mas essas duas frases costumam sair da boca de milhões de brasileiros. Sim, os mesmos brasileiros que Continue lendo A seleção brasileira não é mais a mesma

Alguém cutuca O Dani e o Paulinho, a Copa começou!

Sim, decidi escrever com a cabeça quente do jogo, E explico. Não foi o fim do mundo, não colocou a nossa classificação em risco, e o Brasil continua um dos favoritos para ser campeão. Se não escreveste agora, provavelmente todos esses fatos influenciariam a minha análise. E não é o que quero.

Sobre o jogo, muitos falarão o mesmo, não jogamos nada, o goleiro mexicano foi o melhor em campo, temos dificuldade contra times bem armados atrás. Tudo isso todos podemos ver, mas tem algo que nosso técnico não vê.

Paulinho e Dani Alves, simplesmente não entraram em campo ainda nessa Copa. E Felipão não vê. Aliás, A Avenida Daniel Alves ele percebeu, tanto que colocou Ramires no lugar de Hulk. Mas Paulinho é a grande incógnita.

Quem acompanha a Premier League já observou que esse jogadorzaço não vem jogando bem por lá, mas nessas duas partidas, ele errou tudo. Não marcou ninguém, errou o maior número de passes de sua história na seleção hoje e mais tudo que tentou.

Não conseguia mais ver o segundo tempo com ele em campo. E sou um grande fã do seu futebol. Depois de Neymar foi o melhor jogador que atuou no Brasil nos últimos anos, ganhou uma Libertadores invicta para o Corinthians, mas a fase é péssima. E Felipão não vê!

Substituições medíocres, não pela saída de Ramires, Fred e Oscar, que jogaram mal, mas pela entrada de Bernard, Jô (menos ruim) e William no momento que foi.

Tirar Ramires pelo cartão, tudo bem, mas tira Paulinho e coloca Hernanes, o time deles estava fechado, e não tínhamos ninguém para chutar de fora da área.

Luiz Gustavo, de novo, impecável, Thiago Silva, melhor em campo, Neymar e Marcelo, ok.

Gastamos nosso dia de jogar mal, para aqueles mais supersticiosos e menos otimistas foi bom. Havia algo semelhante a um oba-oba que incomodava a eles, e, com certeza, isso irá parar agora.

Felipão, não queima o Paulinho, saca ele do time, vai ser melhor.

Dani, nada contra pintar o cabelo, eu não sou desses, mas eu iria ficar muito feliz se acordasses para a Copa.

Ps: Pior que Paulinho hoje só Marcio Canuto e, claro, o Olodum!

 

Família Scolari – o retorno

Essa semana finalmente teremos a chance de ver a nova “família Scolari” na seleção. Finalmente também veremos o Brasil fazendo um jogo que presta(contra Inglaterra).

O Felipão fez basicamente aquilo que se esperava na convocação: chamar aqueles que estão em melhor fase, aqueles mais experientes, fora os que a torcida sempre reclama de não estarem na lista. Inegável que isso também é para começar fazendo uma certa média com a torcida, mas se isso inclui fazer uma convocação decente, é altamente perdoável.

Sobre a lista, vamos as posições

goleiros – Júlio César(QPR-Ing) e Diego Alves(Valência-ESP)

Sinceramente eu não convocaria o Júlio, acho que ele já teve suas chances na seleção, está em uma fase de transição na carreira(deve voltar para algum grande europeu na próxima temporada), mas considerando a posição horrível do time dele(é o lanterna), não acho que seja esse o momento ideal, talvez dar chance ao Diego Cavalieri, que já vem de 2 boas temporadas no Fluminense fosse uma aposta mais interessante.

Laterais – Daniel Alves(Barcelona-ESP), Adriano(Barcelona-ESP) e Filipe Luís(Atlético de MadriESP)

Justas convocações de Adriano e Filipe Luís, pois o primeiro assumiu a posição de titular no Barça nessa temporada e vem fazendo ótimas partidas, já o segundo desde a época do La Coruña vem fazendo boas temporadas na Espanha e no Atlético é um dos destaques da boa defesa do time madrilenho.

zagueiros – David Luiz(Chelsea-ING), Leandro Castán(Roma-ITA), Dante(Bayern de Munique-ALE) e Miranda(Atlético de Madri-ESP)

A contusão do Thiago silva, acabou dando chance ao Dante, que vem fazendo ótima temporada no Bayern(não pude acompanhar muitos jogos dele, mas é titular absoluto do time. Além do Miranda que junto com o Filipe estão em uma das melhores defesas da espanha(a vice-liderança, sete pontos à frente do Real não é por acaso) e o Castan vem sendo titular na Roma, apesar de achá-lo um zagueiro apenas mediano(e a Roma vem fazendo campanha irregular no italiano)

volantes – Paulinho(Corinthians), Ramires(Chelsea-ING) e Arouca(Santos)

Não há muito o que se contestar, o Paulinho tem sido o melhor da posição no Brasil há pelo menos duas temporadas, tal como Arouca que oscilou junto com o Santos ano passado, mas tem sido dos mais regulares da posição e o Ramires… dos melhores do Chelsea já há um bom tempo.

Meias – Ronaldinho Gaúcho(Atlético-MG), Hernanes(Lazio-ITA) que foi substituído pelo Jean(Fluminense), Oscar(Chelsea-ING) e Lucas(PSG-FRA)

Alguns criticaram pela ausência do Kaká, eu ao contrário não entendia a presença dele… não entendo como alguém que nada vem fazendo há muito tempo tinha vaga no time, é incoerente.
Os outros 3 estão com justiça, apesar de o Lucas ser mais ponta do que propriamente meia… o Oscar tem jogado bem tanto no Chelsea quanto na seleção e o Ronaldinho vem fazendo por onde ser convocado, parece que ele recuperou o prazer de jogar futebol. Por fim o Jean… depois que saiu do São Paulo reencontrou o bom futebol dos tempos que jogava com o Hernanes, foi um dos melhores do brasileiro do ano passado e me parece uma aposta interessante. Alguns diriam do William, ex-Shaktar, q foi para o Anzhi, porém analisando o critério do Felipão, ele é muito mais avançado e o jogador do Flu, encaixa melhor com o estilo do Hernanes

Atacantes – Luis Fabiano(São Paulo), Neymar(Santos), Fred(Fluminense) e Hulk(Zenit-RUS)

Outra área que há pouco a se contestar. Os 3 primeiros são os melhores atacantes em atividade no Brasil, o Neymar o melhor brasileiro em atividade(mesmo que muitos venham com a estupidez de dizer que para ele ser top, precisa jogar na europa). Único nome que muitos contestam é o do Hulk, porém ele na seleção vem fazendo boas apresentações e mesmo no período que esteve no Porto era a estrela do time, posto dividido por um tempo com Falcão Garcia e depois tendo se tornado a estrela maior do time. Sua saída para o Zenit foi conturbada, mas parece que ele está se acertando lá e é uma ótima opção como jogador de ponta que faz muito bom uso da força física, além do potente chute que possui.
A seleção foi inegavelmente bem convocada, mas não dá para se saber qual será o resultado no primeiro grande teste da equipe, que logo de cara pegará a forte Inglaterra, porém os jogadores “novos” na seleção, praticamente todos tem copas do mundo na bagagem, então pressão não deve ser algo que eles sentirão. Acredito que a seleção consiga um bom resultado nesse jogo, já como forma de credenciar o bom trabalho que o Felipão deve executar à frente da equipe.

Já foi tarde

Surpresa!!! Quando ninguém mais esperava mudanças, eis que o Mano Menezes caiu, para a alegria geral da torcida brasileira, que estava cansada já daquela seleção insossa que se via jogar.

Os números dele passam uma falsa impressão de bom aproveitamento(23 vitórias, 6 empates e 6 derrotas), porém as derrotas foram “apenas” para Alemanha, Argentina(2 vezes), França, empate com Holanda e vitórias contra as babas já citadas anteriormente.

O time nunca apresentou efetivamente um padrão, parecia aquele catadão onde vc simplesmente distribui a camisa e manda jogar. Cada vez ele ajeitava o time de um jeito, não dava sequer a impressão de que treinava o mesmo. As Olimpíadas e Copa América são o claro caso da incompetência dele, pois mesmo com tempo maior para preparar o time, em ambos os casos, ele se mostrava um time perdido, que dependia apenas dos talentos individuais para triunfar.

Depois de resultados pífios na sequência de bons amistosos(Alemanha, Argentina, França e Holanda), cancelou dois outros bons amistosos(contra Itália e Espanha), para realizar amistosos contra seleções medíocres, para basicamente ganhar e prolongar seu tempo à frente do time. O pior é que mesmo contra esses times, o coletivo não era destaque, mas sim a individualidade que fazia a diferença e muitos puxa-sacos disseram que ele tinha descoberto um novo esquema, sem o “camisa 9”, porém no primeiro jogo que exigiu mais do esquema, o Brasil não saiu de um empate contra a Colômbia.

O futuro da seleção:

Vieram aqueles nomes de sempre logo que ele caiu: Felipão, Luxemburgo e Muricy, até o Tite foi citado por conta da boa relação com o diretor Andrés(que na minha opinião devia ter ido embora junto com o Mano), porém acho q o Tite seria outro Mano na seleção e os outros 3 não estão nos seus melhores momentos… talvez o melhor seja o Luxa, que se reergueu depois d anos pífios com a excelente campanha do Grêmio.

O nome ideal para 10 entre 10 torcedores é o do Guardiola(inclusive desse que vos fala). Seria um nome diferente e que traria uma nova ótica para o estilo de jogo do futebol brasileiro. Pelo fato da copa ser aqui e até pelo que vejo(muitos dizem que voltariam a torcer pela seleção com o Guardiola no comando), o nome dele é perfeito para o cargo, sem contar que ele mesmo já externou esse desejo, pois quando foi perguntado a ele sobre a possibilidade, ele disse “assumo amanhã e levo o time ao título mundial”.

O anúncio, inicialmente programado para janeiro, talvez seja antecipado e antes mesmo de dezembro já saibamos o nome do novo técnico e infelizmente não deve ser o Guardiola…

Evoluímos?

Jogando contra a Colômbia, o Brasil finalizou seu ano de 2012(superclássico não conta pra mim, para a preparação) com um
empate em 1 a 1.

Vendo esse último jogo, tenho sérias dúvidas quanto a real evolução da seleção brasileira durante esse ano. O time fez
diversos jogos de nível medonho, como Gabão, China, Iraque, África do Sul, Costa Rica… Os melhores foram contra Suécia,
México, Eua, Argentina(único realmente alto nível), Japão(que não é nada especial, mas está em nível acima dos outros
citados primeiro) e a própria Colômbia.

Saldo dos jogos de médio/alto nível: 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas.

Olhando assim até parece que o saldo foi positivo, porém se considerarmos que dentre as 3 vitórias, era uma Suécia sem o
Ibrahimovic(ou seja sem mais de meio time) e os jogos que não ganhou foram justamente contra os times mais fortes, chegamos
a questão: o que melhorou?

Vemos agora parte da imprensa puxa-saco dizendo que o Mano descobriu o esquema sem o “camisa 9”, porém ele foi testado
contra quem efetivamente? Apenas contra a Colômbia e não funcionou, pois o time sem referência não conseguia chegar com
perigo efetivamente. Funcionar contra times de “alto nível” como Iraque e China é uma coisa, porém esse esquema contra
França, Holanda, Alemanha, Espanha, etc é garantia de fracasso.

Uns podem dizer: a Espanha e Barcelona jogam assim… Se o meio do Brasil tivesse Xavi, Iniesta, Fábregas, Silva e xabi
Alonso(Espanha) e Messi(Barcelona), poderíamos começar a comparar… porém é até injusto com boa parte dos jogadores do
Brasil que ainda estão amadurecendo(casos de Neymar, Oscar, Lucas) em comparação a jogadores consagrados mundialmente e até
campeões mundiais.

A olimpíada foi mais uma prova de que o Mano é completamente perdido no comando, pois o time chegou até a final
principalmente graças as individualidades, pois o time jogava sem padrão e ia na base dos chutões e jogadas individuais
passando pelos adversários(conste-se que além de tudo, o único realmente de bom nível foi o México, justamente para quem
perderam.)

Com medo de perder o emprego, ele optou apenas por amistosos que nada trazem de benéfico ao time e aparentemente até a Copa
das Confederações, esse cenário não deve se alterar, porém lá não terá como escapar, pois fatalmente o Brasil cruzará com
Uruguai, Espanha ou Itália e aí sim saberemos o real nível desse time.

Olhando a parte positiva, vemos o Neymar jogando mais solto(aparentemente acostumou-se mais com o peso de ser cobrado), o
Oscar jogando muito mais do que o Ganso já jogou na seleção e a defesa que está pronta e no mínimo é das 3 melhores do
mundo(se não for a melhor) com o Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo, porém isso não é mérito do Mano, ele só
fez o óbvio.

A seleção ao menos saiu do zero, porém o avanço que ela teve foi muito pouco em relação ao ponto que ela já deveria estar
ao final da metada da preparação para a Copa 2014 e a não ser que em 2013 a coisa mude de forma drástica, dependeremos de
individualidades para fazer um bom papel no Mundial

E agora Mano?

Talvez contrariando muitas expectativas(inclusive a minha) o Brasil conseguiu perder a medalha de ouro que tão certa parecia para o México por 2 a 1. E devo dizer que com muita parcela de “méritos” do Mano.

Virou lugar comum jogar a culpa toda no Mano, todos passaram praticamente os dois últimos dias o fazendo, mas a pergunta que fica: é exagero? eu diria: NÃO!

Talvez o maior erro dele tenha sido o de justamente querer comandar essa seleção, pois os méritos do time ter chegado até lá com digamos um “grupo” eram todos do Ney Franco, que usou praticamente a mesma base durante todo período que comandou as seleções de base, porém na hora das olimpíadas, o Mano fez questão de assumir e creio q talvez essa tenha sido sua falha decisiva(acho muito improvável que ele chegue a copa).

O time perdeu o jogo coletivo que marcava essa seleção do Ney Franco e o time dependia apenas de jogadas isoladas do trio Neymar-Oscar-Damião, porém em um jogo que o coletivo era decisivo, os 3(que além de tudo estavam em um dia pouco inspirado), foram presas fáceis para a defesa mexicana, afinal eles dependiam de dominar bolas lançadas para eles e se virarem no ataque.

Além de todo esse problema, creio que chegamos a uma injustiça: o caso do Hulk. Todos pegaram muito no pé dele e o criticaram por simplesmente dizer que ele não tem qualidade para jogar na seleção. Acho absurda essa crítica, pois apesar de ele não ser um grande craque, ele é sim um ótimo jogador. Concordo sim que ele não devia ter ido, pois um jogador de defesa era mais importante que um atacante(fosse um Maicon, Dani Alves, David Luiz), pois esse era de longe o setor mais fraco do time. O Rafael ainda parece sentir um pouco o peso da camisa, pois mostra um futebol muito irregular e o Juan… bom o Juan com sorte nunca mais veremos na seleção, pois ele é terrível como zagueiro, só não é pior que seu reserva Uvini. Admiro seu empresário que o levou para Internazionale mesmo jogando um futebol tão fraco.

A pior conclusão que se pode chegar depois disso é que a base da seleção é mais ou menos essa: Thiago Silva, Marcelo, Oscar, Neymar e Damião. Goleiro ainda não temos, Lateral direito deve ser o Daniel Alves e zagueiro o David Luiz. Volantes ainda não se tem uma definição, tal como se o time utilizará outro meia ou mais um atacante(com o Neymar recuado). Olhando para os times com os quais o Brasil jogou e considerar que ele sofreu para um México muito mais fraco que o principal e praticamente sem nenhum jogador do time principal é preocupante ver o futebol horrível que o time apresenta.

O Mano parece não ter a capacidade de montar um time com treinos esporádicos e acertar uma base fixa que venha a ter alterações devido a melhora/piora de algum jogador. Vendo o quadro atual de evolução da seleção(ou seja praticamente nenhum) fica difícil realmente esperar uma boa campanha na copa de 2014.

Acredito que até o fim do ano devamos ter novidades na seleção quanto a isso, pois meu palpite é que ele não dura nem até 2013

Perto do ouro, apesar do mano

Depois de duas pratas seguidas em 84 e 88, o Brasil finalmente está em uma final do futebol, após vencer a Coréia do Sul por 3 a 0.

Dá pra dizer que realmente a individualidade que definiu o jogo, pois coletivo é algo inexistente na seleção treinada pelo Mano.

Único mérito dele tá sendo escalar o básico sem inventar demais, porém é pavoroso olhar o jogo da seleção e ver jogadas de ataques começando com balões para o ataque porque o meio-campo não consegue quase criar jogadas com bola no pé.

A Coréia, por mais que marcasse em cima, com jogadores de bom nível como o Brasil levou, se esperava que o time fosse organizado de forma a abrir espaços com um toque qualificado, porém se via o trio ofensivo isolado na frente(Neymar, Damião e Oscar) e o resto só se preocupando em marcar.

O fato é que os 3 foram fundamentais mais uma vez, com o Damião de novo tendo atuação destacada com 2 gols.

O Brasil está com tanta sorte, que apenas na final vai pegar um adversário realmente difícil, mas em um torneio onde tinham times como Uruguai, Espanha, Grã-Bretanha, Senegal… pegar apenas o México como adversário realmente complicado, é dizer que a sorte jogou sempre ao lado da seleção.

Alguns já discutem antes mesmo da final, se essa é a melhor seleção olímpica da história e a resposta é simples: a de 88 pode ter enfrentado Argentina, Alemanha, Iugoslávia e União Soviética(para quem perdeu) e essa ter pegado: Egito, Bielo russia, Nova Zelândia, Honduras, Coréia do Sul e agora México, mas se vencer é a melhor, se perder, ainda tende a ser pior, que o time será novamente desacreditado e dito que na hora do real desafio, perdeu.

Acredito que como esse está sendo o ano das coisas improváveis no futebol, essa medalha de ouro será do Brasil, mas aguardemos.

Brasil100%, agora vai?

A seleção olimpíca, quem diria tornou-se a maior favorita ao final da primeira fase dos jogos. Ao vencer os 3 jogos e ver seleções tidas como candidatas ao título como Uruguai e Espanha caindo logo de cara, o time entra com grandes chances da conquista da inédita medalha de ouro.

As vitórias em alguns momentos deram a entender que o time deixou a desejar, porém foi visto um Oscar comandando o meio-campo e o Neymar sendo bem mais regular(tendo jogando muito bem os dois últimos jogos, depois de estréia apenas discreta), como os principais destaques do time. O Neto não vem comprometendo, como era a preocupação quando ele assumiu o gol e o time vem mostrando um bom jogo coletivo. Méritos para o Mano que manteve a base da sub-20 que o Ney Franco montou.

Olhando os classificados, acredito que as maiores ameaças sejam: Senegal, Grã-Bretanha e México. Os outros acho que dificilmente farão melhor papel(apesar do Japão ter sido um dos times a derrotar a Espanha).

O Brasil pega Honduras que  venceu o jogo que eliminou a Espanha, é um grande azarão, mas não acredito que possa surpreender de novo. Dizer algo sobre seleção olímpica é sempre meio precipitado, mas do que tenho visto, acho improvável que essa deixe escapar tão boa oportunidade.

Estréia sem graça e expectativas.

A estréia do Brasil nas Olimpíadas de fato começou como se esperava, porém o time contou com um apagão e quase deixa a vitória escapar, ainda sim levou os 3 pontos com um 3 a 2 que não empolgou muito.

Contando com um primeiro tempo onde praticamente tudo deu certo e com gols de Rafael, Leandro Damião e Neymar, o time vinha tendo uma atuação que parecia levar a uma goleada ainda mais elástica, entretanto no segundo tempo, o time voltou a falhar na defesa e acabou por sofrer 2 gols.

Interessante ver como o Oscar simplesmente tomou conta da camisa 10 do time. Deixou o Ganso como mero reserva e vem jogando muito bem, tanto que no primeiro tempo boa parte dos lances saíam de seus pés. Para quem imaginava que depois de tanto rolo ele não ia dar em nada, vem se mostrando um jogador que tem tudo pra ser um dos grandes meias do país.

A defesa ainda sofre por contar com apenas o Thiago Silva de jogador confiável, pois tanto Juan como Bruno Uvini, não passam segurança nenhuma para o time, parecem sempre inseguros e afobados. O técnico ainda precisa ou proteger melhor a zaga, ou tentar acalmar o jogador, pois se mantiver esse nível, quando pegar uma seleção mais qualificada, o time pode ter sérios problemas.

Em uma rodada onde os favoritos não foram brilhantes(Uruguai ganhou de 2 a 1, México só empatou e a Espanha perdeu), poder sair com uma vitória é sempre uma motivação a mais para a equipe, que acredito deva vencer os 3 jogos do seu grupo.