Arquivo da categoria: Grupo G

A vergonha

brasil

Sim, eu me enganei. pra variar

Escrevi aqui neste texto, antes do jogo que a seleção brasileira não passaria mais vergonha na copa, que sem o Neymar o time ia melhorar, que íamos para a final e mais um monte de coisa que agora sabemos não fazer mais sentido algum.

Como explicar a derrota de hoje? A humilhação? Como explicar o inexplicável? Continue lendo A vergonha

Eles estão chegando.

Escrevo este texto com um misto de felicidade e medo.

Não vou me alongar sobre o Grupo G, pois certamente o James fará isso aqui com muito mais conhecimento de causa. Quero fazer apenas um rápido comentário sobre a seleção dos EUA.

Eles por anos e anos ignoraram o futebol. Para eles, o futebol é um esporte praticado basicamente por mulheres. Porém, para quem está um pouco mais atento, há duas décadas o chamado esporte bretão vem crescendo muito na terra do Tio Sam.

Com a eliminação heroica (sim, uma eliminação pode ser heroica, quando frente a um adversário muito superior e vendida com muita braveza e dificuldade) na copa de 94 em pleno dia da independência, com um dos uniformes mais legais que já vi na história das copas, a impressão é que o esporte fosse deslanchar, mas demorou um pouco a mais.

O lendário jogador roqueiro Alexi Lalas na copa de 94.
O lendário jogador roqueiro Alexi Lalas na copa de 94.

Agora, com a chegada de grandes jogadores para a disputa da MLS e a participação de estado unidenses nos campeonatos europeus, é evidente o crescimento deles no cenário do futebol mundial.

O México, adversário tão temido por nós brasileiros, só veio para a copa devido a uma vitória dos EUA na última rodada das eliminatórias. Nesta copa, acredito que eles tenham chances de chegar às quartas, se bobear uma semifinal. Para as próximas duas ou três copas, acredito que estarão brigando pelo título.

O povo americano comprou a ideia do esporte, e como em tudo que os nossos vizinhos do norte participam, é para ganhar. A audiência na televisão já superou o baseball e o basquete, só falta ultrapassar a NFL. Para o jogo de hoje, foi decretado feriado para que o país pudesse acompanhar a luta contra a Alemanha.

Então, meus amigos, o recado está dado: eles estão chegando. E quando chegarem, quero ver segurar.

Barack Obama dando uma pausinha no trabalho para ver o jogo no Air Force One.
Barack Obama dando uma pausinha no trabalho para ver o jogo no Air Force One.

Salsicha de Hot Dog e Weisswurst

E a segunda rodada do grupo G terminou neste fim de semana. Um surpreendente empate entre a favorita Alemanha contra o azarão time Ganes. No jogo mais decisivo, nada decidido. Graças a um empate no minuto final, e olhe que o minuto final foi aos 50 do segundo tempo. EUA 2 X 2 Portugal.
O sonho americano de passar para a segunda fase quase se concretizou antecipadamente, porém está muito vivo. Vejamos o que precisa ocorrer para cada equipe se classificar.
Alemanha
Uma vitória simples permitirá aos alemães a classificação em primeiro lugar. Um empate, deixará a equipe chucrute com 5 pontos o que também permitirá a classificação em primeiro lugar pelo saldo de gols. Uma derrota poderá deixar os alemães classificados em segundo lugar, desde que ocorra empate no jogo Gana X Portugal, ou ainda, vitória magra de qualquer um dos outros times, isto é, vitória que permita aos alemães se classificarem pelo saldo de gol. Atualmente eles estão com 4 gols de saldo. Ou seja, perdendo por um gol, o saldo ficará em três, e Gana que está com saldo -1 não poderá vencer por mais de 4 gols de diferença. Ou seja, mesmo perdendo, provavelmente haverá Weisswurst (salsicha branca típica da Alemanha) nas oitavas de final.
Estados Unidos
Já sentiram o gostinho das oitavas, porém o empate adiou a classificação. Agora se classificam em primeiro do grupo vencendo o jogo contra a Alemanha. Se empatarem, os dois times se classificam, o que pode deixar o jogo entre americanos e alemães com uma temperatura bem amena. Se perderem para os alemães, os americanos se classificam em segundo lugar caso haja empate entre portugueses e ganeses. Uma vitória de Portugal, com pouca diferença de gols, também classificará os americanos. Quanto aos ganeses há um empate nos critérios de classificação até o momento, excetuando-se, obviamente, o mais importante, o número de pontos.
Gana
Já não depende mais só de si, pois como já dissemos, um empate entre americanos e alemães, define o grupo. Assim, os Ganeses precisam vencer com uma diferença de dois gols e torcer por vitória do time teutônico.
Portugal
Acho que a melhor saída para os patrícios está em Guarulhos. Precisam ganhar de goleada para tirar um saldo negativo de 4 gols e torcer por vitória da Alemanha contra os Estados Unidos. Pelo futebolzinho do gajo mor (o falso Ronaldo, já que Ronaldo só existe um: Angelim) a coisa está muito feia.

Para não restar dúvida, vejamos os critérios de desempate para os grupos:

1) Número de pontos obtidos em todos os jogos da fase de grupos
2) Saldo de gols em todos os jogos da fase de grupos
3) Número de gols marcados em todos os jogos da fase de grupos
Caso duas ou mais seleções permaneçam empatadas após a aplicação dos critérios acima, a sua colocação será determinada com base nos seguintes critérios de desempate:

4) Número de pontos obtidos nos confrontos diretos entre as equipes empatadas na fase de grupos
5) Saldo de gols dos confrontos diretos das equipes empatadas na fase de grupos
6) Número de gols marcados nos confrontos diretos das equipes empatadas na fase de grupos
Considerando tudo isto, eu sentencio (apesar disto não ter valor nenhum): Só passarão para a segunda fase os times das salsichas, sendo que a do hot dog ficará em segundo lugar.

Salsicha X Pastéis de Belém

Nesta segunda, 16 de junho, em Salvador, às 13h00 iniciam-se as disputas do grupo G, com um jogo imperdível. De um lado Cristiano Ronaldo, o melhor do mundo, liderando a equipa lusa e do outro lado Die Mannschaft, tentarão provar porque são considerados um dos favoritos ao título.
Uma sequência de infortúnios tem rondado a equipe alemã. Desde a fase preparatória, ainda na Europa as lesões tem provocado problemas. Até um encontro motivacional entre o líder do campeonato mundial de fórmula 1, o alemão Nico Rosberg e o jogadores de futebol acabou em um pequeno acidente automobilístico que levou um dos jogadores para o hospital. Por falar em automóveis, até o técnico comedor de tatus Joachim Löwe teve seus tormentos pessoais, perdendo a carteira de habilitação. No último amistoso, Marcus Reus, sofreu lesão no tornozelo que causou seu corte. De última hora Schweinsteiger, sofreu uma lesão, e ao que tudo indica iniciará a partida no banco de reservas. Porém, não é exagero dizer que nenhum destes problemas poderia ser superior à ausência no time Português de Cristiano Ronaldo, o que felizmente para todos que acompanham o futebol, não ocorrerá.
Na prática, ao que tudo indica Ronaldo estará em campo, mas comenta-se que não em sua plenitude. A perda de Schweinsteiger fez com que o técnico alemão deva escalar a linha defensiva que iniciou o último jogo alemão, contra a Romênia, com Boateng, Mertesacker, Hummels e Höwedes e é neste último jogador que pode estar a chave para o jogo. Höwedes não é lateral esquerdo de ofício, e contra a Romênia demostrou ser uma avenida expressa para o ataque adversário. Se Cristiano Ronaldo explorar esta deficiência poderá, em contra ataques ser decisivo. Há na Alemanha, um clamor para que o capitão Lahm, saia do meio de campo e volte a formar a linha defensiva. Como Schweinsteiger, em princípio não estará presente, Lahm deverá permanecer no meio de campo. Time vencedor também deve contar com a sorte, e acredito que neste quesito, a contusão de Reus pode ter sido uma solução. Nada contra o excelente meia do Dortmund, porém, a entrada de Podolski em seu lugar, com maior poder de finalização aumenta o poder ofensivo dos germânicos. E para comprovar isto, basta olhar para a goleada construída contra a Romênia (6 X 1). Reus jogou praticamente todo o primeiro tempo, quando no finalzinho lesionou-se. Até aquele momento o jogo estava 0 X 0. A falta de um finalizador com condições de suportar 90 minutos de jogo, o que não ocorre com Klose, pode em parte ser minimizada com a presença do meia-atacante do Arsenal. De qualquer forma, continuo considerando os alemães favoritos para o jogo. Vejamos algumas curiosidades sobre o jogo:
– Será o centésimo jogo alemão em copas, a primeira seleção a alcançar tal número.
– Desde 86 a Alemanha tem vencido seus jogos de abertura de mundial.
– João Moutinho, de Portugal, foi o jogador com maior número de assistências na fase eliminatória da copa (10).
– Nos sete últimos jogos de copa, Portugal apenas venceu um, contra a Coreia do Norte em 2010, tendo acumulado três empates e três derrotas, tendo 3 vitórias e 3 empates.
– A Alemanha só perdeu um de seus 18 últimos jogos na fase de grupos em Mundiais, contra a Sérvia em 2010.
– Nos últimos três jogos em competições relevantes (mundial de 2006 e Eurocopa 2008 e 2012) entre alemães e portugueses, ocorreu vitória do time Chucrute.
As escalações prováveis para o jogo são as que seguem:
– Alemanha: Neuer; Boateng, Mertesacker, Hummels, Höwedes; Lahm, Khedira; Götze, Özil, Podolski; Müller.

– Portugal: Eduardo; Pereira, Alves, Pepe, Coentrao; Veloso, Meireles, Moutinho; Nani, Almeida, Ronaldo.
No outro jogo do grupo, Estados Unidos e Gana entram em campo na Arena das Dunas (Natal) às 19h00. É o jogo secundário do grupo, mas continuo como meu palpite de classificação Americana e para tanto, uma vitória contra os africanos, neste jogo será fundamental.