Após sufoco, Brasil empata com o Paraguai

Foi na base do sufoco que o Brasil, país que venceu quatro das últimas cinco Copa América, empatou por 2 a 2 com o time do Paraguai na tarde de hoje lá no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba.
E para surpresa de muitos, o empate brasileiro só saiu aos 44 minutos do segundo tempo, após gol heroico de Fred.
Agora a seleção soma dois pontos e por enquanto lidera o grupo B (Venezuela e Equador se enfrentam mais tarde). Para passar para a próxima fase sem depender de ninguém, o time comandado por Mano Menezes deve vencer o Equador, quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), para se classificar para as oitavas de final.

Defeitos

O excesso de preciosismo em várias jogadas, a falta de seriedade de alguns jogos e ausência de maturidade de outros, além da péssima atuação do técnico Mano explicam o resultado negativo de hoje.
O Brasil realmente jogou mal: a defesa falhou duas vezes, o time passou a maior parte do tempo perdido em campo e até os atacantes desperdiçaram boas oportunidades de marcar. Por conta disso, a seleção canarinho teve que ouvir gritos de Olé a cada vez que o Paraguai tocava na bola e até o craque Neymar saiu de campo vaiado pela torcida que chegou a brincar pedindo que o técnico brasileiro escalasse a brasileira Marta.

Os gols

Jadson, aos 39 minutos do primeiro tempo abriu o placar para o Brasil. Apesar do gol, o jogador que foi bastante criticado pela torcida durante a partida, acabou sendo substituído por Elano na volta do segundo tempo.
Na segunda etapa do jogo, o paraguaio Santa Cruz empatou aos dez minutos. O atacante, que há um ano não fazia gol pela sua seleção, recebeu sozinho passe de Barrios já dentro da área e bateu à direita de Julio César.
Já Valdez virou para os paraguaios aos 22 minutos após falha grotesca da zaga brasileira. Poucos minutos depois de entrar em campo, Fred recebeu bom passe de Ganso e aos 44 minutos do segundo tempo fechou o placar.

Deixe uma resposta