Escolha uma Página

O trabalho de Ricardo Gareca finalmente teve início, porém o começo é no mínimo desastroso, com duas derrotas, sendo uma delas em casa, para Santos e Cruzeiro. Ainda que um jogo tenha sido um clássico e o outro contra o líder do campeonato, é mais uma das razões(dentre as inúmeras citadas aqui e que praticamente todo torcedor palmeirense tem consciência) para se arrumar o time.

Primeiro peguemos a questão da vinda do Gareca. O “El Tigre” como é conhecido na Argentina veio credenciado pelo trabalho excelente à frente do Veléz, onde conquistou 4 títulos em 5 anos, além do fato de ser um técnico barato para os padrões brasileiros(ele veio recebendo o mesmo que o Kleina, parece até piada). Conhecido também por usar muito bem a base e por cuidar bem dela(coisa que o Palmeiras nunca fez), tem muito a acrescentar ao clube.

apresentação mouche e tobio

Tobio e Mouche no dia da apresentação oficial

Começaram até que bem, trazendo dois ótimos reforços, casos de Mouche e Tobio(o segundo já até marcou seu primeiro gol), porém pararam por aí e ainda perderam dois jogadores, sendo um deles a estrela do time, Valdívia e o outro um jogador importante, que geralmente entrava bem, Marquinhos Gabriel e só pra variar… não repuseram.

O elenco do Palmeiras parece mais uma colcha de retalhos, aliás nem colcha de retalho tem tanto buraco. Falta lateral direito, falta um segundo volante de qualidade, falta um reserva pra primeiro volante, falta meia, falta um centroavante. Ainda para o azar dele, dois dos jogadores principais do elenco, Leandro e Bruno César, aparentemente não sabem muito bem o que querem da vida, já que o primeiro esqueceu o futebol no ano passado, pois tem feito um ano ridículo para dizer o mínimo. O segundo tem de fechar a boca, pois é no mínimo vergonhoso um jogador profissional estar já há 7 meses tentando entrar em forma e continuar pançudo, impressão que dá é que não consegue fechar a boca ou está de má vontade.

Resultado disso tudo foi um jogo fraco contra o Santos, que contando ainda com o desfalque o Lúcio e Henrique, deixou o time ainda mais capenga  . Contra o Cruzeiro logo de cara já tomou 2 gols, que praticamente selaram a derrota. O alento ao torcedor ficou no segundo tempo que o time marcou o gol e jogou de uma forma consideravelmente melhor, dava até pra dizer que merecia melhor sorte pela segunda etapa.

Pontos positivos foram o Lúcio e Tobio, que parece que irão formar uma dupla de zaga bem segura e a boa estréia do Mouche, que entrou, criou jogadas e quase deixou o dele, vai tomar a vaga do Leandro rápido dessa forma. Leandro aliás parece que se tocou disso e hoje já jogou melhor, até criou jogadas(quem diria!!), parece que ele precisava dessa sombra pra tomar vergonha na cara.

Preocupa o fato de o início de trabalho ter resultados tão ruins, pois a incompetência da diretoria pode ser jogada nas costas do treinador, que não tem como fazer milagre se não derem ao menos algumas peças mais qualificadas para ele(me prometi não falar da diretoria aqui para não tirar o foco da análise sobre o Gareca, mas confesso que é difícil, é algo irritante a forma porca como tratam o futebol propriamente dito), ainda mais que muita gente(entre eles dirigentes e treinadores que adoram esse círculo vicioso brasileiro de técnicos) está doida para que o trabalho dele dê errado e tudo volte a ser como era.

No que foi mostrado ao longo da preparação do time, ele mostra ser um grande conhecedor de futebol e principalmente alguém que não parou no tempo, ao contrário dos técnicos daqui, e busca sempre se atualizar. Porém pegou um trabalho no meio, não conseguiu montar um elenco que seja mais sua cara, além do fato de não ter ainda muita informação sobre jogadores brasileiros(vide que até o momento só pediu estrangeiros) e aí entra a diretoria que deveria procurar dar suporte a ele, colocando olheiros, até mesmo auxiliares, ex-jogadores para buscar peças de qualidade aqui mesmo e para mostrar a ele, para que ele avalie se seria ou não bom reforço, tudo questão de um pouco de boa vontade…

Acredito muito no trabalho dele, me parece alguém sério com uma visão mais a frente do que a dos técnicos daqui e que mostra muita vontade de fazer história no Brasil, porém precisa de tempo para trabalhar, precisa de suporte total da diretoria contra os corneteiros(esperemos que ao menos isso eles façam) e principalmente que lhe deem boas peças para trabalhar ou então que busquem fazer uma base decente, para que ele possa trabalhar peças de lá, pois sem nenhum dos dois não tem técnico, nem milagreiro que fará desse time campeão.

%d blogueiros gostam disto: